30 setembro 2011

Salada de Agrião com Presunto

Há sempre boas razões para fazermos saladas. Eu tive duas. A 1ª foi um pedido especial: "Faz-me uma saladinha diferente..."; a 2ª foi o reciclar aqueles alimentos a entrar em decomposição. Claro que estou a brincar! Ainda não estavam nesse ponto.

Ingredientes para 2 pessoas:
- 150g agrião
- 1 fatias de presunto
- 1 malagueta vermelha
- 1 limão pequeno
- queijo ralado
- talos dos coentros
- azeite
- sal

Confecção:
Não há segredos para preparar esta salada, mas aqui vai uma breve explicação. Cortei o presunto em tiras e passei-o na frigideira (não adicionei azeite, nem qualquer gordura). Para o molho mistura-se com uma vara de arames, o azeite, o sumo do limão, uma pitada de sal, a malagueta às rodelas finas e alguns talos de coentros picados. Na hora de servir polvilha-se com queijo ralado e verte-se o molho por cima da salada. Para a semana continuam os aproveitamentos. Bom fim de semana. Tudo de bom para todos.

29 setembro 2011

Milho com Malagueta e Coentros

Dizem os Mexicanos que quem come o milho assim, nunca mais vai querer comer de outra forma. Fiquei fã! Aproveito para enviar por esta via um grande beijinho a todas/os. Tenho passado pelas vossas cozinhas, mas não está fácil deixar o meu "alô". Apesar da razão não ser o vírus que anda por aí a importunar toda a gente, como diz um cantor português: "a mim passou-me ao lado...".


Ingredientes para 2 pessoas:
- 2 maçarocas de milho
- 1 malagueta vermelha picada e sem as sementes
- 30g de manteiga
- 2 colheres de sopa de coentros picados
- 1 colher de chá de concentrado de tomate

Confecção:
Coze-se o milho em água a ferver. Escorre-se e corta-se em pedaços de 3cm aproximadamente. À parte derrete-se a manteiga e mistura-se com  a malagueta, os coentros e o concentrado de tomate. Envolve-se no milho ainda quente e serve-se. Experimentem!

23 setembro 2011

Pão Chapata com Caril de Couve


Depois do desabafo de ontem, hoje este meu post fez-me rir à grande. Estas coisas fazem-me rir e gosto de brincar com a situação. Já aqui falei que os tempos estão difíceis. Temos de poupar, simplificar, mas sempre chiques e com muito sabor. Rechear sempre a nossa vida de forma colorida. Quem disse que já não podemos convidar os amigos para um lanche ou ver um filme na nossa casa, e depois comer um miminho? Quem disse? Pois, mas está errado! A boa vontade, o dinamismo, uma couve e uma cenoura e está feito. Pomos os amigos a deliciarem-se e a pingarem do nariz de tanto picante. Mas que é bom é! O figurão que faço com uma “coisinha” tão simples, baratinha e colorida. Todos ficam a pensar que tive uma trabalheira. Gosto disto, dá-me um certo gozo quase maquiavélico de contornar a crise, porque se pensam que eu vou deixar de fazer os meus miminhos para os amigos estão muito enganados!

Ingredientes para 4 pessoas:
- 4 pães chapatas (0,35 € cada ehehehe)
- ½  alho francês
- 1 couve coração
- 1 cenoura grande
- 1 colher de sopa de caril
- azeite
- sal
- pimenta branca (moinho)

Confecção:
Numa caçarola coloca-se um fio de azeite e refoga-se o alho francês cortado às rodelas muito finas. Depois de amolecido junta-se a couve cortada em juliana e a cenoura ralada no crivo mais largo do ralador. Deixa-se cozinhar em lume brando e com tampa. À parte dilui-se o caril com um pouco de água e junta-se aos legumes. Tempera-se de sal e muita pimenta. Depois de cozinhado é só rechear as chapatas. Decorar com um fio de azeite e salsa seca e servir na tábua. Pois se o Jamie pode, eu também posso!

Nota: Sabiam que o caril é uma mistura de várias especiarias?
Se eu podia ter simplificado a explicação desta receita? Poder podia, mas não ficava tão chique!

22 setembro 2011

Fotografias e Seus Direitos de Autor

Olá a todas/os depois de andar aqui nas minhas lides blogueiras, a pesquisar as vossas receitas e a actualizar-me, deparei-me no blogue da Belinha Gulosa, sobre o facto de certas pessoas aproveitarem-se do nosso trabalho com as nossas fotografias e exporem-nas sem a nossa devida autorização. Nunca me preocupei com tal coisa, mas agora dei comigo a pensar nisto, pois não seria nada prazeiroso alguém usar as minhas fotos em seu próprio benefício sem a minha prévia autorização. Aqui na minha cozinha todas as fotos são de minha autoria e como mulher de fotógrafo sei que pode haver maneiras de o provar, tem de haver! Bem, acho que as marcas de água não valorizam as fotografias e perde-se informação visual. Será mesmo que vou ter de recorrer a isso? Ou as pessoas vão ter respeito umas pelas outras? Não custa nada pedir, falar, dar a fonte, isto faz parte da nossa condição humana. O respeito pelo próximo não se exige, tem de nos ser dado e darmos naturalmente, deve estar inato dentro de nós. Portanto vou confiando na sorte e na honestidade do ser humano, porque quero acreditar que não posso perder isso ainda! Vá lá, peçam emprestado ok? Não custa nada! É que não me está nada a apetecer mexer o cú (desculpem a linguagem) para saber como fazer as tais marcas de água.

20 setembro 2011

Francesinha de Frango


Isto é que foi um fim-de-semana de "roubar" a cozinha das vizinhas. Mais um "assalto" e estou convencida que vou presa. Gosto muito de francesinhas, mas também dou por mim a pensar que tenho de ter cuidado com a saúde. Apesar de ser magra, o colesterol pode estar alto.  E vai daí, isto é como pecar à grande, mas pecar light e chique, pois faca e garfo precisa-se! A cozinha assaltada foi a da entrefraldasepanelas, que no meio da troca de fraldas e na arrumação das panelas apanhei-a distraída e záscatrapás. Tentei aproveitar ingredientes que já tinha em casa, até porque economia precisa-se! Substituí o tomate que não tinha por chourição e fiambre, até porque tem tudo a ver. O molho também foi substituído, por não ter o Creme Culinário da Vaqueiro, por béchamel, que também tem tudo a ver. Brincadeiras e ironias à parte, como diz a minha mãe: "Uma mulher atrapalhada é pior que um homem bêbado".

Ingredientes para 2 pessoas: 
- 6 fatias de pão de forma integral e sem côdea
- 2 bifes de frango
- 4 salsichas enlatadas de aves
- 8 fatias queijo flamengo
- 4 fatias de chourição
- 2 fatias fiambre perú
- sal e pimenta
- azeite

Molho Bechamel:
- 1 colher de sopa de margarina vegetal
- 1 colher de sopa de farinha
½ de leite magro
- 4 colheres de sopa de ketchup
- sal e pimenta

Confecção:
Temperar os bifes de frango com sal e pimenta. Salteá-los numa frigideira com pouco azeite e reserva-se. Na mesma frigideira salteia-se as salsichas cortadas em 3 partes no sentido longitudinal e reserva-se. Torra-se as fatias de pão. Entretanto faz-se o molho bechamel derretendo numa caçarola a margarina ao qual se junta a farinha mexendo até envolve-las muito bem. De seguida coloca-se o leite e vai-se mexendo com a vara de arames até levantar fervura. Assim que começar a engrossar, retira-se do lume e acrescenta-se sal, pimenta e o ketchup, mistura-se bem e reserva-se. Dispor as camadas como bem entender, como dizia a Fraldinhas e foi assim que fiz: - Pão, bife de frango, salsichas de aves, pão, chourição, fiambre, pão e por fim com as fatias de queijo forrei todos os lados do pão. Reguei com o molho e levei ao micro-ondas (ou forno) para aquecer e derreter o queijo. Decorei com orégãos. Depois é só comer delicamente até ao último pedaço, pois como digo lá em casa: "Somos pobres, mas somos chiques!"

Bjs a todas/os. Não tenho comentado porque o meu pc teima em estar lento e bloquear, mas estou de olho nas vossas cozinhas para mais "assaltos".

19 setembro 2011

Pudim de Requeijão e Coco

Um dia destes fui a um restaurante bem agradável. Pedi como sobremesa um pudim à casa, e não era nada mais que um pudim de ovos decorado com um morango, hortelã e caramelo. Achei piada, porque afinal eu gosto de comer com os olhos. Para tornar o meu pudim ainda mais especial que um simples pudim de ovos, roubei-o da cozinha da Mariana . E ficou esta coisinha mais fofinha e pequenina... Só mudei o nome para não me chamaram preguiçosa.

Ingredientes:
- 1 lata de leite condensado (usei magro)
- 1 lata e ½ de leite  (usei magro)
- 100gr de coco ralado
- 1 requeijão (usei light))
- 5 ovos
- caramelo líquido (de compra)

Confecção:
Caramelizar as formas (usei as formas das empadas) e reservar. Misturar no liquidificador todos os ingredientes. Dividir pelas formas. Vão ao forno pré-aquecido a 180º e em banho maria, aproximadamente 25 minutos. Se utilizar uma forma grande levará o dobro ou mais do tempo de cozedura. Deixar arrefecer, desenformar e decorar. Serve-se bem fresquinho como dizia a Mariana e eu aprovo!

15 setembro 2011

Conchiglione Recheado com Frango e 2 Ingredientes Secretos

O meu filhote costuma dizer que a cozinheira da escola usa 1 ingrediente secreto nas “almongas” (almôndegas). Mal sabe ele que qualquer mãe sabe esses truques. Quantas vezes o fiz comer nabo na sopa e dizia que era batata e por aí fora. E como continuo com aquela vontade louca de rechear tudo e mais alguma coisa, aqui está mais uma sugestão de como podemos, com poucos ingredientes, fazer uma refeição colorida, mais saudável e dentro do possível económica. E não tem 1 mas 2 ingredientes secretos! Toma e embrulha!

Ingredientes para 3/4 pessoas:
- 175g massa conchiglione grande (30 conchas)
- 350g  peito de frango
- 2 cenouras
- 1 cebola
- 1 dente de alho
- 1/2 copo de vinho branco
- azeite
- sal
- pimenta (moinho de 5 pimentas e coentros)
- queijo ralado

Para o molho:
- 250g abóbora menina
- 1 copo de água
- sal q.b.
- azeite extra virgem de baunilha q.b
- 1 colher de chá de manjericão seco

Confecção:
Coze-se a massa em água fervente até ficar "al dente". Escorre-se e reserva-se. Num tacho com  azeite (3 colheres de sopa sensivelmente) refoga-se a cebola e o alho picado. Acrescenta-se o frango aos cubinhos e a cenoura picada na "123" ou em qualquer robot de cozinha, ou até mesmo o ralador vulgar. A meio da cozedura coloca-se o vinho, tempera-se de sal e pimenta e cozinha-se até evaporar todo o álcool. Entretanto numa caçarola coze-se a abóbora, que também piquei para cozer mais depressa, com 1 copo de água aproximadamente. Depois de cozida tritura-se com a varinha mágica até ficar um molho bem cremoso. Acrescenta-se o sal, o manjericão seco e um fio de azeite de baunilha, mistura-se bem. Coloca-se este molho num recipiente de ir ao forno e por cima as conchas que se recheiam com o frango. Termina-se com queijo ralado e um fio de azeite de baunilha. Vai ao forno 15 minutos a 180º ou até o queijo estar gratinado.

Ingredientes Secretos: Cenoura e Abóbora (que é como quem diz, molho especial de ketchup)

12 setembro 2011

Bolo Café Moka com Recheio e Cobertura de Chantilly

E aqui está um bolinho feito com o preparado da Branca de Neve. Pois é, não tenho por hábito no que toca à doçaria, usar produtos já preparados ou pré-preparados. Nunca me deu para isso, sei lá eu porquê. Contudo e depois de experimentar, achei que não é pecado algum ter sempre um na dispensa para futuras emergências. Lambi tudo o que havia para lamber, taça, colheres, salazar, batedeira, massa entornada e massa que não era para entornar. Soube-me pela vida, quando a vida me sabe a tão  pouco.
 
Ingredientes:
- 1 embalagem de preparado para bolo de Café Moka Branca de Neve
- 4 ovos
- 100ml leite
- 100g margarina (amolecida)
- 2 pacotes de natas
- 3 colheres de sopa de açúcar
- 4 gotas de vinagre (usei de cidra)
- margarina e farinha para untar
- raspas de chocolate

Confecção:
Pré-aquecer o forno a 180º. Mistura-se o conteúdo da embalagem com os ovos e o leite. Verte-se para uma forma redonda já untada com margarina e farinha. Vai ao forno 35 minutos aproximadamente.
E como diz "Lao Tse: O tempo passa e eu espero por ti." E assim foi, enquanto fiz a ronda ao bolo para não sair queimado, bati as natas em espuma (retiradas do frigorífico) com umas gotinhas de vinagre. Acrescentei o açúcar e voltei a bater até ficarem bem consistentes. Reserva-se no frigorífico. Depois de cozido o bolo, deixa-se arrefecer. Desenforma-se, recheia-se e cobre-se com o chantilly. Decora-se com raspas de chocolate.  Hummmmmmmm

08 setembro 2011

Bifes de Peru Recheados com Espinafres e Queijo

Eu gosto de rechear a minha vida com coisas boas, preenche-la e aproveitar cada minuto. Nem sempre corre como planeámos, nem sempre nos esforçamos o suficiente para torna-la inesquecível. A vida é o que queremos fazer dela. E se não a agarrarmos, tal forcado aos chifres do touro, saímos lesionados. O vazio que temos dentro de nós, aquele que teima em vir ao de cima quando menos necessitamos dele, é para encher de "coisas" até transbordar, apenas coisas, mas coisas boas, coisas mesmo muito boas!

Ingredientes para 2 pessoas:
- 2 bifes de peru
- espinafres
- 2 fatias de queijo flamengo
- 1 dente de alho
- sal
- pimenta
- sumo de limão
- azeite
- margarina
- 1 colher de sopa de molho inglês

Confecção:
Tempera-se os bifes com sal, pimenta, o alho bem picado e o sumo de limão. Coloca-se em cima dos bifes os espinafres previamente cozidos (usei congelados) e o queijo (qualquer um serve). Enrola-se apertando o máximo possível. Prende-se com a ajuda de palitos. Cozinha-se com um pouco de azeite em lume moderado. Quando estiver cozinhado da parte de baixo, retira-se os palitos e vira-se para serem cozinhados de ambos os lados. Retira-se do lume e reserva-se. No próprio molho derrete-se um pouco de margarina, o molho inglês, envolve-se  e côa-se por cima dos bifes. 

Recheiem a vossa vida. Cozinhem-na bem. Atrevam-se! Mais vale arrependerem-se do que fizeram, do que o que não fizeram. E olhem que eu sei do que falo.

05 setembro 2011

Saladas de Meloas

Regras é não haver regras, e se há regras para quebrar, porque não? Quem disse que não era bom, quem foi? Que atire a primeira pedra, mas leva-a de volta!

Ingredientes:
- 1/2 Meloa Gália
- 1/2 Meloa Cantalupe
- 1 cebola roxa
- Sumo de meio limão
- Coentros

Confecção:
Corta-se as meloas às fatias e depois aos cubos. Tempera-se com o sumo do limão. Acrescenta-se a cebola roxa às rodelas e polvilha-se com coentros picados. É estranho, mas sabe bem! Como acompanhamento ou como salada. Vocês decidem. Bjs a todos

02 setembro 2011

Cenouras Vichy

E assim se passou um mês de férias. Com alguns dias cinzentos, outros tantos solarengos, mais tantos outros incertos, mas com a certeza que passei por eles cheia de saúde e esperança. Comi este mundo e o outro também. Belos petiscos e muitos doces. Hoje segue um acompanhamento que acho um mimo e não dá trabalho nenhum, as famosas cenouras vichy, da forma como gosto de as comer.

Ingredientes para 2 pessoas:
- 2 cenouras grandes
- 1 colher de sobremesa de açúcar
- 1 colher de sopa de manteiga
- 2 colheres de sopa de coentros picados (na receita original é salsa)
- Sal a gosto

Confecção:
Coloca-se as cenouras num tachinho cortadas às rodelas preferencialmente da mesma espessura, para cozerem uniformemente. Acrescenta-se um pouco de água, o suficiente para cobri-las sem exagerar, o açúcar e a manteiga. Deixa-se cozer em lume moderado até estar a água (quase) evaporada e as cenouras cozidas. Depois é só servir e decorar com coentros. Eu substitui na receita original a salsa pelos coentros.

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...