19 junho 2012

A Partida.

Imaginem-me de sandálias de cunha, calças vermelhas de perna justa e blusa branca.
Imaginem-me de cabelos ruivos ondelados e despenteados e com óculos cinza.
Imaginem-me num Mini amarelo, cantarolando músicas do Barry White em repeat, repeat, repeat...
Imaginem-me perdida.
Imaginem-me louca, mas com rasgos de lucidez.
Imaginem-me de mochila às costas e solitária. Na mochila trago apenas sandes de presunto e pacotes de leite com chocolate.
Imaginem-me a apanhar um combóio, do qual o destino ficou ao critério de quem me vendeu o bilhete.
Imaginem-me triste e alegre ao mesmo tempo.
Imaginem-me rebelde e sonhadora.
Imaginem-me num sítio bonito.
Se volto? Imaginem-me imprevisível.
Adorei cada minuto que perdi aqui.

beijinhos do coração para todas/os.

12 junho 2012

Mousse De Manga

Às vezes aprendemos a viver com a dor e de tal forma nos habituamos a ela que a esquecemos, anos e anos a fio. Um dia acordamos a pensar como seria viver sem essa ferida sempre aberta e a pingar sangue... E damos por nós a ouvir o António Variações e a darmos-lhe razão. Depois desta música apeteceu-me ouvir Charles Bradley e depois fiquei sem tempo para preparar a sobremesa que levei para ver o jogo da selecção. E se há sobremesa preguiçosa, rápida, saborosa e em três tempos é esta. Basta abrir umas latas, uns iogurtes e já está. Se quiserem um requinte extra, basta decorarem com fatias finas de manga fresca e algumas bagas vermelhas.

Ingredientes para 8 pessoas:
- 1 lata grande de polpa de manga
- 1 lata de leite condensado
- 2 iogurtes naturais

Preparação:
Numa taça grande coloca-se a polpa de manga e mistura-se o leite condensado com a ajuda de uma vara de arames. Depois de bem misturado, é só adicionar os iogurtes, um de cada vez e misturar bem. Distribuir pelas taças individuais e levar ao frigorífico. Servir bem fresco. A textura é realmente densa e não necessita adicionar folhas de gelatina ou outro espessante qualquer. Parece simples, mas é uma agradável surpresa. Bjs a todas/os.

10 junho 2012

Crepes de Frango e Vegetais Com Caril

Para aproveitar restos disto e daquilo, nada melhor que cortar tudo em cubos e enfia-los numa massa já pronta a usar. E ninguém reclama, duvidam?

Engredientes para 6 crepes:
- 6 folhas de massa brick
- 2 bifes de frango aos cubos
- 1 cenoura ralada
- 1 alho francês em juliana
- 2 cogumelos brancos grandes picados
- 1 colher de chá de caril
- 1 colher de sopa de molho de soja
- azeite
- sal
- pimenta

Preparação:
Numa frigideira (ou wok) com um fio de azeite refoga-se o alho francês. Acrescenta-se o caril e os cogumelos. Deixa-se fritar. Junta-se o frango e cozinha-se até ficar tenro. Adiciona-se a cenoura. Tempera-se de sal e pimenta, molho de soja, e envolve-se bem. Estende-se as folhas de massa na bancada, coloca-se um pouco do recheio numa das extremidades, dobra-se. Depois dobra-se dos lados e por por fim volta-se à parte do recheio e enrola-se até ao fim. Cola-se a massa humedecendo com água. Mesmo que não fique bem colada, não é importante, desde que se frite em óleo bem quente até estarem dourados,e assim não se desmancham.  Serve-se com molho de soja ou outro molho a gosto.

06 junho 2012

A Família Cresceu, É Uma Menina!

Este, era suposto ser um blogue só de culinária... Mas a vida está sempre em constante evolução e acho que não devo cingir-me aos padrões normais, quando afinal sou uma pessoa que gosto de quebrar as regras e volta e meia tenho mais qualquer coisa a dizer.
Eu sei que não posso mudar o mundo, aliás, caí em mim há algum tempo. Mas posso mudar pequenas coisas, fazer pequenos actos diários que ajudam muita gente.
Apesar de ser uma pessoa optimista também vou abaixo. E com a facilidade que caio, com o dobro da facilidade me levanto. Foi o caso do dia que recebi este “porco”, quer dizer, esta “porca”. Ultimamente quem não passou um dia ou outro a pensar na vida e no futuro, que ponha a mão no ar. É nestas alturas que as pessoas que nos rodeiam são mais importantes que as futilidades da vida. Os meus amores ofereceram-me esta “porca” cor-de-rosa. O meu “mais-que-tudo” colou a tampa com cola térmica e o meu “piolho encardido” tratou do design e de a por parecida comigo. E aqui estou de volta animada e a poupar para o futuro, pois não há nada como ter um pé-de-meia. Isso nos fará sentir melhor. Nem que seja 1€ por dia.

A família aumentou e tenho mais uma boca para alimentar e estou a adorar (alimentar esta "porca")! 

Não percam a esperança! Bjs do coração a todas/os.


04 junho 2012

Lulas Recheadas

Eu ainda sou do tempo que as mães faziam tudo e mais alguma coisa. A vida era bem mais difícil, mas vivida de uma forma bem mais fácil. Eu tenho a minha cota parte de preguiça, pois que não gosto de fazer compras. Larguem-me num hipermercado e eu fico logo tonta. Mas ainda gosto de recordar muitas receitas que nos ocupam mais tempo a confeccionar. Esta foi uma delas. Embora a única dificuldade que encontre seja o preço que se paga por elas e o tempo que demoram a cozinhar. A confecção é simples e é utilizar o que se tem à mão e sem grandes complicações.

Ingredientes para 6 lulas médias:
- 6 lulas
- 1 cebola
- 1/2 pimento vermelho
- 1 tomate
- 3 colheres de sopa de polpa de tomate
- 3 colheres de sopa de arroz
- 4 fatias finas de bacon
- 100 ml vinho branco
- azeite
- sal
. pimenta

Preparação:
Retira-se a pele das lulas e limpa-se o interior. Reserva-se os tentáculos. Num tacho com um fio de azeite refoga-se a cebola picada. Junta-se o bacon cortado aos quadradinhos e deixa-se fritar um pouco. Acrescenta-se o vinho, deixando cozinhar até que este evapore. Adiciona-se o tomate já livre de sementes e cortado aos cubos. Por fim coloca-se os tentáculos picados e deixa-se cozinhar uns cinco minutos. Acrescenta-se a polpa de tomate, tempera-se de sal e pimenta a gosto,  e de seguida o arroz. Deixa-se cozinhar até que o arroz fique meio cozido. Depois é só rechear as lulas com o preparado anterior, fechar com a ajuda de um palito. Voltar a coloca-las no mesmo tacho com um pouco mais de azeite e cozinhar em lume brando. O molho obtem-se do próprio recheio que vai saindo quando estão a ser cozinhadas. Bom apetite. Bjs a todas/os.

01 junho 2012

Para O Melhor Do Mundo

Uma parte de mim é uma pequena criança, com desejos, sonhos, malícia, e outra parte ainda conserva a inocência. E porque me apetece comemorar este dia acreditando que o génio da lâmpada existe e acabei de encontrar-lo junto do meu diálogo interior diário, que agora divido com os passos de samba, aqui vão os meus desejos para hoje:

Apanhar um comboio qualquer e fingir que me perdi
Conseguir nadar até à outra margem sem perder o fôlego
Tomar o pequeno-almoço no Hotel Rural Maria da Fonte
Comprar um bilhete para ver o Michael Kiwanuka
Sair à noite com amigos e rir até ter um ataque de asma
Passar o dia com os meus sobrinhos numa piscina qualquer
Fazer uma festa com os meus irmãos mesmo nada havendo para comemorar
Rever dois amigos que já partiram
Passar o fim-de-semana num resort de luxo
Receber um sms especial
Ensinar o meu hamster a fazer xixi dentro da gaiola
Fechar o metro de Lisboa só para mim
Arranjar um namorado para a minha irmã
Voltar a fazer teatro
Inscrever-me nas danças de salão
Conseguir falar a mesma língua que uma pessoa especial
Conseguir dizer ao meu mais-que-tudo que a pessoa especial é ele

Mimem as vossas crianças!

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...