28 fevereiro 2014

Bolinhos De Abacate

Para acompanhar com uma sopa ou fazer uma refeição mais ligeira, estes bolinhos de abacate são perfeitos.

Ingredientes para cerca de 8 bolinhos:
- 1 abacate maduro
- 1 cebola picada
- 1 dente de alho picado
- 3 colheres de sopa cheias de coentros frescos picados
- 1 colher de café de coentros em pó
- 1 colher de café de cominhos em pó
- 2 colheres de sopa de farinha sem fermento
- 1 ovo tamanho S
- sal e pimenta moída  q.b.
- azeite para fritar q.b.

Preparação:
Cortar o abacate ao meio e girar cada metade no sentido oposto. Com a faca fazer um golpe no caroço que fica na outra metade e puxar. Com a ajuda de uma colher retirar toda a polpa. Numa taça, colocar o abacate e esmagar com o garfo. Acrescentar os restantes ingredientes e misturar bem. Aquecer uma frigideira com um fio de azeite (não é necessário muito). Quando estiver quente colocar colheradas desta massa e fritar de ambos os lados. Se a massa estiver muito líquida, acrescentar um pouco mais de farinha, pois depende do tamanho do ovo e do abacate que utilizarem. Servir quente e acompanhar com legumes cozidos, uma salada de folhas verdes ou saborear apenas com uma sopa. Bjs e bom fim de semana. Eu vou brincar ao Carnaval.

27 fevereiro 2014

Potas Recheadas Picantes

Cá em casa alguém suplica tantas vezes por polvo, choco e lulas. Tantas vezes explico que este pequeno mês de Fevereiro está sem orçamento. Apesar disso, retifiquei o orçamento, trocando as lulas por potas, que todos sabem serem mais económicas. Acho que ele gostou...

Ingredientes para 10 potas recheadas:
- 10 potas (usei congeladas)
- 1 cebola grande picada
- 2 dentes de alho picado
- 2 fatias finas de bacon picado
- 1 folha de louro
- 1 malagueta grande vermelha picada (sem as sementes)
- 2 cenouras médias cortadas aos cubinhos pequenos
- 1/4 pimento verde cortado aos cubinhos pequenos
- 1 colher de sopa de tomate concentrado
- 1 pequeno molho de coentros frescos picado
- sal q.b.
- azeite q.b.

Preparação:
Depois de descongeladas, arranjar as potas. Separar os tentáculos e as barbatanas e pica-los com a faca. Retirar todo o interior da pota. Facilita vira-la do avesso. Retirar a pele "fina" que reveste a pota, basta puxar que sai facilmente. Fazer um refogado com a cebola, o alho, o bacon e a folha de louro. Acrescentar os tentáculos e as barbatanas e deixar cozinhar tapado uns minutos até ficarem quase tenros. Adicionar a malagueta, a cenoura, o pimento e o tomate concentrado. Deixar ao lume até os legumes estarem tenros. Temperar de sal. Retirar do lume e envolver os coentros. Deixar arrefecer um pouco e rechear as potas com a ajuda de uma colher pequena. Fechar cada pota com um palito. Levar ao lume num tacho com azeite e cobrir com todo o suco que sobrou do recheio (se for caso disso). Acompanhar com arroz branco, puré de batata ou apenas legumes cozidos. Beijocas a todas/os.

26 fevereiro 2014

Creme De Chocolate De Leite Com Chantilly, Amêndoas Torradas E Uvas-Passas


Ando mais gulosa que o habitual. Passo a vida a olhar para a prateleira da dispensa onde guardo os ingredientes para as sobremesas, a ver se surge alguma ideia. Tinha uma tablete de chocolate de leite e para variar da mousse de chocolate elaborei uns copinhos de pura tentação, misturando o que havia na dispensa. 

Ingredientes para 6 copinhos:
- 200g de chocolate de leite (usei Nestlé)
- 3 claras de ovo (tamanho L)
- 1 saqueta de preparado de chantilly (usei Royal) + 200ml de leite frio
- amendoas laminadas q.b.
- uvas-passas q.b.
- vinho do Porto q.b.

Preparação:
Derreter o chocolate partido aos pedaços em banho maria. Bater as claras em castelo. Bater o preparado de chantilly com 200ml de leite frio até ficar bem consistente (ou como instruções de outra qualquer marca). Demolhar as passas em vinho do Porto até ficarem moles, e escorrer. Torrar ligeiramente as amêndoas numa frigideira. Envolver as claras em castelo delicadamente com o chocolate até estar bem misturado. Montar os copinhos, colocando primeiro o chocolate, depois o chantilly. Decorar a gosto com as amêndoas e as passas. Levar ao frigorífico antes de servir. Bom apetite!

25 fevereiro 2014

Palitos De Queijo E Sementes De Papoila E Sésamo E Palitos De Queijo, Bacon, Orégãos e Pimenta Preta

A base da massa é sempre a mesma, utilizo para as pizzas, mini hamburgueres e pãezinhos de queijo. A vantagem é que além de me agradar, já tenho a receita na cabeça e facilita-me muito a vida. Desta vez dobrei a dose e rendeu 20 palitos para compor a mesa de uma festa de aniversário. É um processo demorado, mas depois de apanharmos o jeito torna-se pateticamente fácil. 

Ingredientes para 20 palitos:
Massa:
- 400g de farinha de trigo tipo 65
- 200g de água morna
- 50g de azeite
- 2 saquetas de fermento padeiro seco (4,6g)
- 1 pitada de sal
Recheio:
Para os 10 palitos com queijo e sementes de papoila e sésamo
- 10 colheres de chá de queijo ralado (usei flamengo)
- sementes de papoila q.b.
- sementes de sésamo q.b.
- azeite para pincelar q.b.
Para os 10 palitos com queijo e sementes de papoila e sésamo
- 10 colheres de chá de queijo ralado (usei flamengo)
- 50g de bacon às tirinhas e picado
- orégãos secos q.b.
- pimenta preta móida q.b.
- azeite para pincelar q.b.

Preparação:
Colocar a farinha numa taça grande com uma pitada de sal. Abrir um buraco ao meio e adicionar o fermento. Verter a água e o azeite e mexer para dissolver bem o fermento. Amassar um pouco até a massa despegar das mãos. Tapar a taça com película aderente ou um pano grande e deixar levedar em local seco e quente, até duplicar o volume. Polvilhar a bancada de trabalho com farinha e amassar uns minutos. 
Dividir a massa ao meio. Cada pedaço de massa dividir em 10 bolinhas iguais. 

Para os 10 palitos com queijo e sementes de papoila e sésamo: Achatar cada bolinha na palma da mão e em cada pedaço misturar uma colher de chá de queijo ralado. Fechar e pressionar com os dedos para ficar bem envolvido. Depois dividir cada pedaço de massa novamente em duas partes. Esticar cada uma com a palma da mão, até fazer uma tira com cerca de 25 cm. Colocar as duas tiras lado a lado e juntar as pontas pressionando com os dedos para ficarem unidas, depois entrelaçar as tiras e no final pressionar novamente as pontas. Pincelar com azeite e polvilhar com as sementes de papoila e sésamo. 

Para os 10 palitos com queijo, bacon, orégãos e pimenta preta: Achatar cada bolinha na palma da mão e em cada pedaço misturar uma colher de chá de queijo ralado e um pouco de bacon. Fechar e pressionar com os dedos para ficar bem envolvido. Depois dividir cada pedaço de massa novamente em duas partes. Esticar cada uma com a palma da mão, até fazer uma tira com cerca de 25 cm. Colocar as duas tiras lado a lado e juntar as pontas pressionando com os dedos para ficarem unidas, depois entrelaçar as tiras e no final pressionar novamente as pontas. Pincelar com azeite e polvilhar com orégãos e a pimenta preta. 

Levar ao forno pré-aquecido a 180º, aproximadamente 15/20 minutos. Bjs a todas/os.

Nota: Poderão misturar logo o queijo e o bacon na massa e depois é que dividirem em 10 pedaços e dos 10 em 20, mas eu prefiro fazer cada um assim, pois asseguro que todos levam a mesma quantidade de recheio e ficam por dentro da massa. Também poderão dobrar a dose de queijo e bacon, se quiserem um sabor mais acentuado.

24 fevereiro 2014

Caril De Peixe Gato Com Arroz Basmati

Peixe gato não é assim um peixe que eu morra de amores. Mas para compensar alguns gastos neste mês, lá decidi comprar uns ingredientes mais em conta, e este estava em promoção, o que era mais uma vantagem. Fazê-lo num caril era também uma boa opção. Gosto de fazer o caril sempre com as mesmas especiarias, mas há que variar, e desta vez usei tomate e alho fresco, reduzi a quantidade do leite de coco e rúcula para decorar.

Ingredientes para 4 pessoas: 
- 4 filetes de peixe gato (usei congelados) cortados aos pedaços
- 1 cebola grande picada
- 2 dentes de alho picado
- 1 colher de chá de coentros em pó
- 1 colher de chá de salsa seca
- 1 colher de chá de cominhos em pó
- 1  1/2 colher de chá de açafrão das Indias
- 1 colher de café de pimenta preta em pó
- 1 colher de chá de sementes de funcho
- 1 colher de chá de grãos de coentros
- 4 tomates rama pequenos picados
- 2 colheres de sopa de polpa de tomate
- 100 ml de leite de coco
- 2 colheres de sopa de coentros frescos picados 
- rúcula para decorar
- 1 chávena grande de arroz basmati
- 2 chávenas de água
- sal q.b.
- azeite q.b.

Preparação:
Num tacho, colocar um fio de azeite e refogar a cebola e o alho. Adicionar os coentros em pó, a salsa seca, os cominhos, o açafrão das Índias, a pimenta, as sementes de funcho, os grãos de coentros e envolver durante cerca de 1 minuto para libertarem o sabor, sempre em lume brando só nesta fase, e se secar muito adicionar 1 a 2 colheres de sopa de água. Acrescentar o tomate e a polpa de tomate e deixar cozinhar com tampa até reduzir e ficar bem macio. Adicionar o peixe, temperar de sal, e quando começar a ficar com uma cor opaca, adicionar o leite de coco e deixar apurar (tapado para criar vapor e fazer "molho"). Retirar do lume e juntar os coentros frescos.
Para o arroz basmati, utilizar o método de absorção, e para isso basta colocar num tacho 1 chavéna de arroz e 2 de água (se colocarem quente é mais rápido), sal q.b., tapar e deixar em lume médio até absorver toda água e formar uns buracos. Apagar o lume, adicionar um fio de azeite (opcional) e separar os grãos com um garfo. Servir o caril quente, decorado com rúcula e acompanhar com o arroz. Boa semana!

21 fevereiro 2014

Delícia De Coco Baunilhada - Reaproveitamentos

O sol parece que decidiu espreitar este fim de semana, e a família Sousa prepara-se para uma ida à aventura, daquelas que nos sabem tão bem. Gosto de "descomplicar" a vida, por isso com as sobras de arroz cozido fiz uma sobremesa. E assim completo mais uma receita das dez que aprendi no Workshop-Reaproveitamentos.

Ingredientes para 8/10 taças:
- 600 ml de leite meio gordo
- 300ml de leite de coco

- 1 tira de casca de laranja ou limão
- 1 pau de canela
- 1 estrela de anis
- 400g de sobras de arroz cozido (mesmo aquele que fica empapado)
- 1 saqueta de leite creme
- 300 g de açúcar (pus 200g)
- canela em pó para polvilhar
 

Preparação:
Num tacho grande, colocar o leite, o leite de coco, uma tira de casca de laranja, o pau de canela, a estrela de anis e deixar até começar a ferver. Juntar o arroz (já cozido) e misturar bem para se separar os grãos. Adicionar a saqueta do leite creme e o açúcar ao preparado anterior. Ir mexendo e deixar ao lume até engrossar. Dividir em taças ou numa travessa. Deixar arrefecer e polvilhar com canela. Bom fim de semana a todas/os.

20 fevereiro 2014

Bolo De Cascas (De Banana) - Reaproveitamentos

Saiu mais uma receita da minha cozinha, aprendida no Workshop Reaproveitamentos. Um bolo de cascas de banana. Morri de amores por este bolo que é preparado sem farinha, com as sobras de pão duro e as bananas, incluindo as cascas. Uma verdadeira tentação.

Ingredientes:
- 4 cascas de banana médias
- 240g de pão duro e posteriormente ralado
- 2 ovos XL separados
- 200g de açúcar (usei amarelo) (os mais gulosos ponham 300g)
- 2 colheres de sopa de manteiga (usei manteiga vegetal) derretida e arrefecida
- 1 colher de sopa de essência de baunilha
- 1 colher de sopa de vinho do Porto
- 1 colher de sopa de fermento químico

Para a cobertura:
- 4 bananas às rodelas
- sumo de 1 limão
- raspa da casca de 1 laranja
- 2 colheres de vinho do Porto
- 100g de açúcar (usei refinado)

Preparação:
Lavar as bananas e secar com papel de cozinha. Cortar os topos das bananas e rejeitá-los. Cortar as bananas às rodelas, regar com o sumo de limão e reservar. Cortar as cascas aos pedaços e triturar  no copo liquidificador na velocidade máxima, juntamente com as gemas, o açúcar,  a manteiga, a baunilha e o vinho do Porto, até ficar um líquido homogéneo. Numa taça colocar o pão que foi previamente ralado no robot de cozinha e misturar com o preparado anterior mexendo bem. Bater as claras em castelo e envolver na massa delicadamente sem bater. No fim, colocar o fermento e envolver novamente sem bater. Verter a massa para uma forma redonda untada com manteiga e polvilhada com farinha, alisar a superfície ligeiramente. Levar ao forno pré-aquecido a 180º, aproximadamente 35/40 minutos, dependendo do forno e do tamanho da forma. Retirar e deixar arrefecer um pouco. Para a cobertura, colocar o açúcar e o vinho do Porto numa frigideira e deixar até o açúcar começar a dissolver. Adicionar de seguida as bananas, a raspa da laranja e deixar até formar uma calda mais espessa. Verter este preparado no bolo ainda quente, aproveitando toda a calda. Um bolo que surpreende todos depois de confessarmos os ingredientes. Bom apetite! 

18 fevereiro 2014

Chips Veggies Com Molho Especial - Reaproveitamentos

Já sabia que se comia cascas de batata fritas, mas honestamente, nunca me deu para fazer, até te-las provado no Workshop-Reaproveitamentos. E estou rendida. Domingo ao almoço comemos peixe grelhado com batatas e legumes cozidos. Ao jantar fritei as cascas de batata e acompanhámos com um molho especial feito com sobras de frango cozido e uma sopa leve para compensar as calorias. Enquanto descascava as batatas, fui rindo sozinha, assim em jeito de bruxa má da cozinha... Só a pensar que se perguntassem qual era o jantar, eu diria: são cascas fritas... Todos gostámos, mas quem comeu mais foi o "piolho encardido", que teve uma técnica muito peculiar. Duas cascas e no meio o molho, a fazer lembrar uma sanduíche. E mais houvesse. Obrigada LúciaDulce por esta sugestão tão boa!

Ingredientes:
- cascas de batata roxa
- óleo para fritar

Molho:
- 1 chávena de sobras de frango (cozido ou assado)
- 4 colheres de sopa de maionese
- 100g de creme fraische ou iogurte natural grego
- sal e pimenta moída q.b.
- 1 colher de chá de coentros em grão esmagados no almofariz (ou 1 colher de café de coentros em pó)
- 1 colher de chá de mostarda
- 1 pitada de paprika
- 1 colher de chá de mel
- sumo de 1/2 limão

Preparação:
Retirar a casca das batatas de maneira que fique grossa e com um pouco da batata. Se não forem para fazer de imediato, colocar dentro de uma taça com água e conservar no frigorífico. Na hora de fritar, escorrer e secar bem com papel absorvente ou uma pano de cozinha. Salpicar com um pouco de sal fino (eu raramente ponho) e fritar em óleo bem quente. Escorrer em papel absorvente. Para o molho basta misturar todos os ingredientes, e decorar com mais uma pitada de paprika e uma folha de coentros frescos.
Muito bom! Duvidam?

17 fevereiro 2014

Salame De Chocolate (Com Nesquik e Menos Manteiga)

Já fiz tantas vezes salame de chocolate, que já perdi a conta. No espaço de 15 dias fiz dois. Ainda ponderei não vos dar a receita, mas acho sempre que poderá ser útil, para quem, tal como eu, decidiu tentar reduzir a quantidade de manteiga, aumentando o tamanho do ovo, o tamanho do salame e até mesmo quando não se tem chocolate em pó de culinária em casa, substituir por Nesquik e não adicionar açúcar. Sempre fiz esta receita, mas depois de experimentar esta que apresento, acho que fico mais bem servida, de acordo com as minhas necessidades. Lá em casa o salame é para o "piolho encardido", e metade da receita dá cerca de 8/10 fatias não muito grossas. Temos de cuidar da família e ir contrabalançando os excessos alimentares. E como sou eu que mando, foi esta receita que levei para o aniversário do meu sobrinho.

Ingredientes:
- 200g de bolachas tipo "Maria"
- 50g de manteiga vegetal (Tipo Planta)
- 75g de Nesquik
- 1 ovo XL

Preparação:
Partir as bolachas em pedaços pequenos para dentro de uma tigela grande. Acrescentar o Nesquik e mexer. Adicionar a manteiga derretida e arrefecida, e o ovo. Misturar com as mãos e pressionar bem até formar uma bola consistente e bem unida (é uma questão de tempo). Colocar uma folha de papel vegetal na bancada da cozinha, por cima o salame e dar a forma de um rolo. Enrolar no papel vegetal apertando as pontas do papel para garantir que fica bem compactado. Levar ao frigorífico até endurecer. Na minha opinião e da criançada, estas alterações não comprometem o sabor. Continua doce e a textura não fica seca. O Nesquik também já contém açúcar. Boa semana a todas/os e boas receitas!

15 fevereiro 2014

Recordações do São Valentim, Festa De Aniversário E Uma Surpresa Para Mim


O dia de São Valentim não me correu como eu esperava. Um telefonema de manhã deixou-me muito ansiosa. O grande amor da minha vida tinha ido para as urgências porque o seu coração reclamava. Nem sei como tive força para agarrar no carro e tentar ajudar quem podia precisar de mim naquele momento. Embora este meu pai nunca se queixe, eu sei bem como ele é. O seu sentido de humor e amor é tanto, que ele disfarçava entre piadas e ralhetes, porque nem eu, nem a minha irmã tínhamos de estar ali. Eles queriam que nós fossemos à nossa vida e eu tive de repetir: A minha vida são vocês! Afinal, foi só um susto, talvez um aviso dos céus para ele se cuidar melhor. Nem fiz um jantar especial, aliás, nem sequer cozinhei. Os outros dois meus amores, puseram a mesa e fizeram-me o jantar, que me soube pela vidinha. Hoje havia uma festa, o meu sobrinho mais velho que fez 14 anos no dia 11 de Fevereiro. Apesar dos ânimos em baixo, decidimos comemorar, com a presença dos avós, e com o avô já estabilizado. Afinal foi o meu primeiro sobrinho que fez de mim a tia que sou hoje. Modéstia à parte, acho que sou uma boa tia. Nasci para ser tia! Por isso, pus mãos à obra e fiz os seus paezinhos preferidos e o salame de chocolate que ele adora. A minha irmã fez um grande almoço e entre outras iguarias, o bolo de aniversário, que lhe correu muito bem. A minha mãe trouxe os seus famosos rissóis de camarão e a mãe do "mais-que-tudo" fez a sua típica mousse de chocolate. Foi uma festa perfeita, pois é entre eles, que eu me sinto tão feliz. Para terminar, apanharam-me de surpresa. A minha sogra, que estranho chama-la assim, mas eu sou uma pessoa estranha, talvez por poder dizer que é uma das minhas melhores amigas, fez um discurso, lendo um papel rascunhado que escondia na manga da blusa. E o discurso era para mim, para me presentearem com uma medalha costurada pelas mãos da minha irmã e um bolo com as minhas cores preferidas e chamaram-me Mini Chef. Se isto não é a melhor família do mundo, então não sei qual será! 

OBRIGADA FAMÍLIA! APANHARAM-ME DE SURPRESA!

13 fevereiro 2014

Sugestões Para O Dia De São Valentim

Amanhã comemora-se o dia do amor. Para mim, este dia não é nada mais, que um dia para relembrar o amor de todas as formas possíveis, sejam elas quais forem. Para mim tem de ser verdadeiro e incondicional, sempre! Amor gera amor e mesmo não sendo dada a nenhuma religião, há princípios que eu guardo a sete chaves e nunca me desfaço deles. 

Pratos de Peixe
  1. Bacalhau com broa e bacon
  2. Lulas recheadas
  3. Camarões picantes com alho francês
  4. Bolinhos de peixe no forno
  5. Salada de ovas de bacalhau panadas
  6. Salmão com chá roibos aromatizado
  7. Bife de atum grelhado
  8. Lascas de bacalhau confitado com migas
  9. Caril de camarão com arroz thai jasmine






Pratos de Carne
  1. Costeleta de novilho picante com salada quente de legumes
  2. Tornedo com cenouras e favas salteadas
  3. Bife à vienense com puré de batata doce
  4. Caril de frango
  5. Frango fácil no tacho
  6. Conchas recheadas com frango e molho de laranja e abóbora
  7. Pato com laranja e mel
  8. Medalhões de lombinho de porco com cuscuz
  9. Bifes de perú recheados com espinafres e queijo 


























Sobremesas

12 fevereiro 2014

"O Meu Tempero" Foi à Sic

É verdade. Finalmente tive coragem para aceitar um convite para uma experiência nova na televisão. Foram muitos nervos e ansiedade, pois vocês bem sabem a queda para o dramatismo que eu tenho. O "mais-que-tudo" deu-me um empurrãozinho e correu tudo bem, tirando que parti um jarrinho de vinho em direto, mas até teve a sua graça. E até porque já tinha refrescado o refogado com ele. Ganhei a "Guerra dos Tachos" e fiquei muito feliz por esta nova experiência, relacionada com este hobby que amo de paixão.

Vejam o vídeo aqui:
http://sic.sapo.pt/Programas/queridasmanhas/2014/02/12/guerra-dos-tachos

Um abraço a todas/os
Carla Sousa

11 fevereiro 2014

Creme Aveludado De Abóbora


Os dias cinzentos, chuvosos e ventosos, deixam-nos nostálgicos, com saudades do brilho do sol e do azul do céu. Já não falta tudo para a chegada da Primavera, estação do ano, a par do Outono, que mais anseio. Enquanto espero por ela, deliciei-me com este creme aveludado, bem colorido e que me animou o dia.


Ingredientes:
- 500g de abóbora (pesada já sem casca e sementes)
- 2 cenouras (médias)
- 1 cebola picada
- 1 dente de alho picado
- 1 folha de louro
- 700ml de água
- 1 colher de chá de coentros em pó
- sal q.b.
- azeite q.b.
- natas de soja para decorar (opcional)

Preparação:
Numa panela com um fio de azeite, refogar a cebola, o alho e a folha de louro. Adicionar a abóbora e a cenoura cortadas do mesmo tamanho para ambas cozerem de maneira uniforme. Acrescentar a água e deixar cozinhar tapado até os legumes ficarem bem cozidos. Temperar de sal e coentros em pó. Levar ao liquidificador e triturar bem. Servir quente decorado com um fio de natas de soja. Bom apetite!

09 fevereiro 2014

Workshop - Reaproveitamentos

O que eu adoro na culinária é que estou sempre a aprender e a descobrir. Quanto mais aprendo, mais descubro que ainda me falta tanto para encher a minha "mala" desta bagagem que adoro levar comigo na viagem da minha vida. E se pensam que sabem tudo sobre reaproveitamentos e que são a rainha da pechincha culinária, a Dulce e a Lúcia mostram-nos com muita elegância, como dar a volta às nossas sobras, tornando-as para lá de apetitosas e que não envergonham ninguém quando postas à mesa. Fiquei surpreendida, aliás, de queixo caído, com o bolo de cascas de banana, com as cascas de batata fritas, com a delícia de coco baunilhada que fiz com a minha parceira Carla, aliás, perdi-me de amores por todas as receitas, até pela mousse de amoras que não vinha na ementa e alguém fez para reaproveitar umas claras de ovo. Foi um dia bem passado. Agradeço às anfitriãs que me ensinarem estas receitas, outras dicas, e me receberam com alegria e muita simpatia, à Teka, à Mycook, à Memória Lusa e à A Metalúrgica.

A seu tempo reproduzirei todas as receitas, assim que as sobras começarem a chegar ao meu frigorífico e não vejo a hora que isso aconteça. Será que posso fazer batotice? Talvez cozinhar a mais para sobrar? Não aguento a espera...





07 fevereiro 2014

Bife De Novilho Com Batatas Fritas E Ovo Escalfado (Numa Opção Mais Saudável)



Ainda ontem, numa das minhas conversas habituais com a minha prima Rute, em que falávamos das ansiedades que ambas partilhamos em relação aos filhos, questionámos sobre o que haveria de ser o jantar. Chegámos à conclusão que uns bifes com batatas fritas iria nos saber bem. Como mãe e responsável por todas as refeições lá de casa, exceto o esparguete guisado com frango, arroz de peixe, caracóis e castanhas assadas, que são da responsabilidade do "mais-que-tudo", tenho de ter sempre presente o equilíbrio. Não tenho regras rígidas, aliás, adoro quebrar as regras. Um dia destes o "piolho encardido" estava doente e comeu canja ao pequeno almoço, e volta e meia gosta de bacon com salsichas e ovos mexidos logo pela manhã, e acho que uma vez por outra, posso e devo satisfazer-lhe o desejo. Portanto ontem arranjei uma forma de tornar este prato um pouco mais saudável.

Ingredientes:
- bifes de Novilho (alcatra)
- alhos (um por cada bife)
- batatas
- ovos
- vinagre de vinho branco
- limão para decorar
- sal grosso
- pimenta moída na hora
- azeite para fritar e temperar
- salsa seca
- pimentão doce em pó

Preparação:
Cortar as batatas às rodelas com a ajuda de uma mandolina ou outro ralador manual. Lavar e secar bem todas as rodelas com papel absorvente ou um pano de cozinha. Polvilhar com pimentão doce em pó e agitar para que todas as rodelas fiquem com o pimentão. Fritar as batatas em azeite quente (ter atenção que "espirra" mais que o óleo e a temperatura deve estar menos elevada que o óleo), escorrer em papel absorvente e ainda quentes polvilhar com salsa seca e sal (eu não ponho sal). Enquanto as batatas fritam, colocar o grelhador no fogão em lume alto. Temperar os bifes de sal, pimenta moída, o alho espremido com o utensílio próprio (não é necessário tirar a casca) e untar ligeiramente com azeite de ambos os lados. Grelhar até ficarem com a marca da chapa (demasiado grelhado fica mais rijo). Colocar uma panela pequena com água e quando estiver quase a ferver adicionar um pouco de vinagre e com a ajuda de uma colher rodar a água no sentido dos ponteiros do relógio até fazer uma espécie de remoinho. Colocar o ovo (um de cada vez) e deixar por 4 minutos. Servir quente e decorar com gomos de limão. Bom fim de semana!

05 fevereiro 2014

Sopa De Noodles Com Camarão E Lulas


Depois das surpresas de ontem, que foram muitas, é altura de voltar ao ritmo normal. Deixo-vos com uma sopa ao estilo asiático, e com os ingredientes que dispunha em casa. Come-se de pauzinhos e sorve-se o caldo ruidosamente. Para quem aprecia este tipo de cozinha, é uma boa alternativa às nossas sopas tradicionais, porque também é bom variar. Apesar de ter consciência da falta de outros tantos ingredientes típicos deste tipo de cozinha.

Ingredientes para 4/5 pessoas:
- 1 cebola cortada em meias luas e depois em fatias finas
- 2 dentes de alho inteiros e sem a casca (apenas para dar sabor à sopa)
- 1 pedaço de gengibre (cerca de 4 cm) cortado às fatias finas e depois às tiras
- 225g de lulas limpas (1/2 embalagem) cortadas às rodelas finas (e já descongelado)
- 175g de miolo de camarão (1/2 embalagem) (e já descongelado)
 - 1 cenoura cortada às fatias no sentido longitudinal e depois às tiras que se voltam a cortar em 3 partes
- 3 pés de aipo pequenos cortados finamente - guardar as folhas para o final
- 2 l de caldo de galinha
- 1 chávena de ervilhas (usei congeladas)
- 3 placas de noodles de ovo
- azeite q.b.
- sal q.b.
- molho picante q.b.
- molho de peixe q.b.
- 1 colher de sopa de vinagre balsâmico

Preparação:
Numa panela grande, refogar a cebola com um fio de azeite até ficar macia. Adicionar os dentes de alho e o gengibre e deixar um minuto. Acrescentar as lulas e deixar cozinhar até ficarem quase tenras, para de seguida juntar o camarão e quando começar a ganhar cor, adicionar a cenoura, o aipo e verter o caldo de galinha que deve estar quente. Retirar os alhos. Aumentar o lume e quando começar a ferver acrescentar as ervilhas e os noodles que devem cozinhar conforme instruções do fabricante, normalmente 4 minutos. Retirar do lume e adicionar as folhas de aipo picadas. Temperar de sal, molho picante e molho de peixe a gosto e o vinagre balsâmico. Servir quente. Bom apetite!

04 fevereiro 2014

Parabéns Para Mim!

Não estou nada habituada a ser mimada. Acho sempre que não mereço tal atenção. Mas hoje, vá, é um dia especial para mim, pois que cheguei à meta dos ... (o número não interessa). Mal acordei, os meus dois homens fizeram-me uma boa surpresa e cheira-me que andam a preparar alguma.
Para mim, a vida está nos pormenores e receber estes mimos dos amigos e da família é muito bom... E sim, acho que ainda existe a miúda mimada dentro de mim, e sou bem capaz de me habituar a isto.

Portanto hoje não tenho receita... Pois alguém deve estar a cozinhar para mim.



03 fevereiro 2014

Empadão De Atum E Alho Francês

Nem sempre sai da minha cozinha receitas elaboradas e cheias de ingredientes gourmet. A vida simples também é boa. Descomplicar também é uma boa maneira  de superar desafios na culinária. Um dia destes não sabia o que fazer para o jantar, e enquanto arrumava umas coisas, pus umas batatas a cozer, na esperança de surgir alguma ideia. Surgiu então um empadão de atum e posso afirmar que não me envergonhou, apesar de cá em casa não terem adorado como eu. Mas vocês confiam em mim? Ou "nestes" dois que não sabem do que falam?


Ingredientes para 3/4 pessoas:
Para o Puré de batata:
- 1kg de batatas para cozer
- sal q.b.
- 100ml de leite (aproximadamente)
- 1 noz de manteiga
- mostarda q.b.
- noz moscada em pó q.b.
- 1 gema de ovo para pincelar

Para o Recheio:
- 1 alho francês às rodelas finas (só a parte branca)
- 2 lata de atum
- 3 tomates maduros picados (sem pele e sementes)
- 1 cenoura ralada
- 2 colheres de sopa de polpa de tomate
- 1 fio de azeite
- 1 folha de louro
- 1 colher de chá de orégãos secos
- pimenta moída q.b.


Preparação:
Depois de descascadas e cortadas aos pedaços iguais, colocar as batatas a cozer em água temperada de sal. Escorrer e voltar a colocar na panela para esmagar com o utensílio próprio que aconselho a terem, por ser tão mais fácil fazer puré.Verter o leite, a manteiga, a mostarda e envolver bem. Temperar de sal e noz moscada a gosto. Reservar. Num tacho pequeno com um fio de azeite e a folha de louro, refogar o alho francês até ficar bem macio. Acrescentar o tomate e deixar cozinhar até reduzir. Depois a polpa de tomate e a cenoura e deixar uns minutos a apurar. Por fim, o atum escorrido e os orégãos e deixar mais um minuto. Numa forma ou pirex untado com manteiga, colocar metade do puré, por cima o recheio de atum e o restante puré. Pincelar com gema de ovo e levar ao forno pré-aquecido a 180º, aproximadamente 15/20 minutos apenas para aquecer e cozer a gema. Servir quente e acompanhar com uma salada de folhas verdes. Bom apetite! 

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...