26 agosto 2014

Arroz Basmati Com Especiarias



Este é o arroz que faço vezes e vezes sem conta. Não dá grande trabalho, apenas há que por na lista de compras mensal, o arroz basmati e ir repondo as gavetas das especiarias quando estas acabam. Não se deixem levar pela aparência simples de um arroz branco, pois as especiarias tornam-no inconfundível.

Ingredientes para cerca 8 a 10 pessoas:
- 1 chávena (tipo almoçadeira) de arroz basmati
- 2 chávenas de água (a mesma medida)
- 1 pau de canela
- 1 estrela de anis
- 3 vagens de cardamono ligeiramente esmagadas
- 1 colher de chá de sal fino

Preparação:
Num tacho grande colocar o arroz, a água, o pau de canela, a estrela de anis, o cardamomo e o sal. Mexer o arroz para que fique por igual na água. Tapar e levar ao lume médio. Deixar cozinhar com tampa e sem mexer mais, até que toda a água esteja absorvida e comece a fazer uma espécie de "buraquinhos". Retirar do lume, deixar arrefecer um pouco e separar os bagos de arroz cuidadosamente com um garfo. Retirar os aromas e está pronto a servir! Bom apetite!

25 agosto 2014

Figos em Calda Com Ginginha

Este ano os figos chegaram em força cá a casa. Depois de partilhados com a família e comidos ao natural, foi altura de os conservar, para que não se estragassem. Fez-se doce e figos em calda, desta vez variando nos aromas usados anteriormente e assim usar a ginginha caseira oferecida pela Tia Menina.


Ingredientes:
- 1kg de figos 
- 600g de açúcar refinado
- 200ml de água
- 100ml de ginginha 
- 1 pau de canela

Preparação: 
Lavar os figos e cortar a "ponta" mais rija. Colocar um tacho com água e quando estiver a ferver, mergulhar os figos durante alguns minutos (cerca de 5 minutos). Escorrer bem. Levar um tacho ao lume com o açúcar, a água (200ml), a ginginha e o pau de canela. Deixar ferver até obter uma calda leve. Adicionar os figos inteiros e deixar ferver 30 minutos em lume moderado. Deixar arrefecer um pouco. Guardar num frasco grande ou em vários pequenos esterilizados e encher até cima juntamente com a própria calda. Conservar no frigorífico. Eu gosto de os comer assim simples e bem frescos. Bom apetite!

22 agosto 2014

Perninhas De Frango No Forno, Com Citrinos, Mel E Bacon



Agosto, verão, férias e muita preguiça, que faz com que as minhas receitas fiquem em lista de espera tempo infindável. Esta foi feita em Junho... E agora que acabei de temperar uma asinhas de frango com caril, achei que era boa ideia tirar finalmente as "pernas" da gaveta. Uma receita simples e com uma textura pegajosa diferente do que estamos habituados. Eu gostei!

Ingredientes:
- 10 perninhas de frango médias
- sal q.b.
- pimenta moída q.b. (moinho 5 pimentas)
- sumo de 1/2 limão
- 2 dentes de alho
- sêmola de milho q.b.
- 10 fatias finas de bacon
- 2 colheres de sopa de mel
- 2 colheres de sopa de azeite
- sumo de 2 laranjas médias

Preparação:
Temperar o frango com sal, pimenta, sumo de limão e o alho espremido com utensílio próprio ou bem picado com a faca. Deixar a marinar umas horas ou de um dia para o outro. Depois de marinado, escorrer e passar cada perninha por sêmola de milho. Colocar uma fatia de bacon em cada. Misturar à marinada que sobrou, o mel, o azeite, o sumo de laranja e misturar bem. Dispor as coxas num tabuleiro alto de ir ao forno, e com a marinada. Levar ao forno pré-aquecido a 200º, aproximadamente 45 a 60 minutos ou até estar cozinhado. Ir regando as coxas com o molho a meio da cozedura. Servir quente, acompanhado de arroz basmati ou outro a gosto, legumes cozidos ou salada de alface. Boas férias e bons petiscos!

19 agosto 2014

Açorda De Camarão E Ameijoa No Pão


Um dia destes inspirada no programa "Prato do Dia 2" do canal 24Kitchen , e a pedido cá de casa, fiz uma açorda servida no próprio pão. Normalmente faço com camarão com casca como na receita, pois dá muito sabor ao caldo. Como não tinha juntei-lhe miolo de ameijoa para lhe dar mais sabor. O que interessa mesmo é que usemos os ingredientes que dispomos em casa e o nosso gosto pessoal.

Ingredientes:
- 1 pão alentejano grande
- 250g de miolo de ameijoa congelada
- 350g miolo de camarão (congelado - tamanho 80/100)
- 3 dentes de alho grandes laminados
- 2 tomates pelados em conserva picados
- 6 colheres de sopa do sumo do tomate pelado
- cerca de 500ml do caldo da cozedura do camarão e ameijoa
- 1 pequeno molho de coentros frescos picados
- 2 gemas de ovo
- sal q.b.
- pimenta moída q.b. (moinho 5 pimentas)
- azeite q.b.

Preparação:
Cortar o pão cuidadosamente como tivéssemos a abrir uma tampa. Retirar todo o miolo. Levar o pão a torrar em forno médio e com a porta entreaberta, alguns minutos até ficar bem estaladiço para poder suportar a açorda quente.
Cozer o miolo de camarão e ameijoa em água temperada de sal. Escorrer e reservar o caldo da cozedura.
Adicionar o caldo ao miolo de pão. Reservar o restante caldo, caso seja necessário.
Num tacho grande deixar fritar um pouco os alhos com um fio de azeite. Acrescentar o tomate pelado e o sumo do tomate e deixar uns minutos a reduzir. 
Adicionar o pão ao tomate e envolver bem até estar desfeito. Se necessário acrescentar mais caldo. 
Retificar o tempero de sal e pimenta. 
Acrescentar o camarão, a ameijoa e os coentros picados. Reservar algumas folhas para decorar na hora de servir.
Juntar as gemas, envolver bem e deixar um minuto em lume médio, sempre a mexer, para cozer as gemas. Poderão também ser misturadas na hora de servir e sem ir ao lume.
Servir a açorda de imediato e no próprio pão, decorar com folhas de coentros frescos. Bom apetite!

14 agosto 2014

Wrap De Polvo

Desde que vi o "mais-que-tudo" por coentros frescos picados na canja e praticamente em todos os pratos, cereais na sopa, molhar o pão no caldo verde, pedir pão para acompanhar a açorda de marisco, e tantas, mas tantas outras pérolas, que comecei a acreditar que tudo é possível cá em casa. Até mesmo um wrap de polvo preparado para tentar supreende-lo. É praticamente possível rechearmos um wrap com quase tudo. Vá, não vamos rechear um wrap com risoto ou cozido à portuguesa. Temos de ser realistas e moderados nas escolhas.


 
Ingredientes para 6 wraps (aproximado):
Para o polvo:
- 1 polvo congelado médio
- 1 cebola inteira
- 1 dente de alho inteiro
- 1 folha de louro
Croutons:
- 2 fatias de pão alentejano ou similar
- azeite q.b.
- sal fino q.b.
- 1 colher de sopa de sementes de papoila
Molho maionese:
- 1 ovo tamanho L
- sal fino q.b.
- pimenta moída q.b.
- 1 colher de chá de vinagre de vinho branco
- 100ml de óleo
- 6 azeitonas pretas picadas
- 1 colher de sopa de coentros frescos picados

Wrap´s Tortilhas (usei de compra)
- folhas de alface roxa  cortadas aos pedaços q.b.
- folhas de alface francesa      "    q.b.
- folhas de alface frisada         "    q.b.
- 1 pepino sem pele e sementes cortado aos cubinhos
- 1 pimento vermelho sem sementes cortado aos cubinhos
- 2 tomates sem sementes e cortado aos cubinhos

Preparação:
Cozer o polvo ainda congelado na panela de pressão e sem adicionar água, juntamente com a cebola, o dente de alho, a folha de louro. Deixar cozer cerca de 15 minutos depois de levantar fervura, baixando um pouco o lume. Depois de sair a pressão da panela, abrir a tampa e deixar arrefecer o polvo na água, para de seguida cortar às rodelas. (aproveitar o caldo para outra receita).

Aparar as fatias de pão e cortar em cubinhos. Aquecer uma frigideira e levar a tostar juntamente com um fio de azeite, sal e as sementes de papoila.

Num copo de plástico alto, colocar o ovo, sal, pimenta, vinagre e bater com a varinha mágica ao mesmo tempo que se adiciona o óleo em fio. Assim que começar a engrossar está pronto. Retificar o tempero, adicionar as azeitonas, os coentros e misturar bem. (opcional - acrescentar 2 colheres de sopa de água e assim teremos um molho menos espesso e menos calórico).

Na hora de servir cada um prepara o seu wrap, colocando no meio das tortilhas, a mistura das 3 alfaces, o tomate, o pepino, o pimento, o polvo e os croutons. Temperar com o molho e enrolar. Bom apetite!

12 agosto 2014

Salada De Ovas Com Batatas, Pimentos E Grão


Ontem, enquanto eles partilhavam comigo e deveras entusiasmados a sua experiência cinematográfica, saboreávamos esta singela salada ao jantar. Isto de não haver esquisitos cá em casa, dá uma grande "jeitaça". E ver um puto de oito anos a comer ovas, é do caraças pá!

Ingredientes para 4 pessoas:
- 1 kg (+-) de batata nova
- 1 embalagem de ovas de bacalhau congeladas
- 1 pimento verde
- 1 pimento vermelho
- 1 pimento amarelo
- 1 frasco de grão cozido
- azeitonas pretas q.d.
- coentros frescos q.b.
- azeite q.b.
- sal q.b.

Preparação:
Lavar bem as batatas em água corrente. Cozer as batatas inteiras e com a casca, em água temperada de sal. Escorrer, deixar arrefecer um pouco e cortar ao meio ou em quartos dependendo do tamanho da batata.
Depois de descongeladas naturalmente, cozer as ovas em água temperada de sal, até ficarem com um cor opaca. Escorrer, deixar arrefecer um pouco e cortar às rodelas.
Assar os pimentos colocando diretamente no bico do fogão a gás e ir girando até ficarem totalmente com a pele preta. Deixar os pimentos num saco fechado uns minutos para criar vapor e assim facilitar a retirar a pele. Retirar a pele, as sementes, as membranas brancas e cortar às tiras finas. Empratar colocando as batatas, as ovas, os pimentos e o grão previamente escorrido e passado por água. Decorar com azeitonas pretas e coentros frescos. Temperar com um fio de azeite e servir. Bom apetite!

11 agosto 2014

" A Viagem dos Cem Passos" - Nos Cinemas A 14 de Agosto

Lá em casa somos todos apaixonados por cinema. O "piolho encardido" apesar dos seus tenros 8 anos, já viu mais filmes que muitos adultos e está sempre pronto a experimentar novos tipos de filmes.
A "Lift Consulting" convidou-me a assistir hoje à ante-estreia d´"A Viagem dos Cem Passos". Como estou a trabalhar, eles foram no meu lugar. Fiquei delirante, por eles serem os meus olhos e poderem sentir a paixão que tenho pela culinária, através de um filme, da mesma maneira que vemos tantas e tantas exposições de fotografia, a profissão e grande paixão do "mais-que-tudo". Assim que saíram do cinema o "mais-que-tudo" ligou e disse-me: Carla quando o filme estrear eu vou contigo ver outra vez e não me importo. Não podes perder este filme! É apaixonante e chorei três vezes.  Portanto eu não vou perder por nada deste mundo!
Para quem gosta de culinária e cinema, aqui fica a sinopse para um filme a não perder, que alia esses dois Mundos.
.................................................................................................................................

A interculturalidade dos aromas e dos sabores em: 
“A Viagem dos Cem Passos”

Duaculturas e duas cozinhas! É este o ponto de partida do filme “A Viagem dos Cem Passos, que chega às salas de cinema no dia 14 de agosto. É um filme repleto de sabores, aromas e paixões que retrata a interculturalidade de uma forma encantadora e hilariante.
Tudo começa com a chegada de uma família indiana à antiga aldeia de Lumière, no sul de França, uma pitoresca e elegante vila onde se situa o Le Saule Pleureur, um restaurante de comida clássica galardoado com uma estrela Michelin. Quando esta família indiana decide abrir um restaurante a 100 passos do Le Saule Pleurer, inicia-se uma “guerra” com a impiedosa proprietária, a Madame Mallory.
Mas as paixões de Hassan Kadam, um dos filhos da família, pela grande cozinha francesa e pela encantadora sous chef de Madame Mallory, Marguerite, aliam o delicioso e misterioso talento que ele tem, para criar magia entre as duas culturas e conferir à aldeira de Lumière novos sabores, que nem Madame Mallory poderá ignorar.
Uma viagem de saberes e sabores entre duas culturas que se cruzam de uma forma surpreendentee cativante.
A estreia do filme “A Viagem dos Cem Passos” conta com o apoio do Alto Comissariado para as Migrações, IP, da Comunidade Hindu e da Zomato.
Baseado no best-seller internacional, “A Viagem dos Cem Passos” é do realizador Lasse Hallstrom, o mesmo do filme “Chocolate”, e dos produtores Steven Spielberg e Oprah Winfrey.

Sinopse
Em “A Viagem dos Cem Passos”, Hassan Kadam é um novato em culinária, possuidor do equivalente gastronómico ao ouvido absoluto. Tendo saído da sua Índia natal, a Família Kadam, chefiada pelo pai, instala-se na antiga aldeia de Lumière, no Sul de França. Repleta de charme, ela é tão pitoresca como elegante, o lugar perfeito para se instalarem e abrirem um restaurante indiano, o Maison Mumbai. Isto é, até que a Madame Mallory, a fria proprietária do Le Saule Pleureur, um restaurante de comida clássica galardoado com uma estrela Michelin, tome conhecimento da existência do novo restaurante; os seus protestos iniciais contra a abertura de um restaurante indiano a cem passos do seu disparam para uma guerra sem quartel entre os dois estabelecimentos… até que as paixões de Hassan pela grande cozinha francesa e pela encantadora sous chef de Madame Mallory, Marguerite, se vêm juntar ao delicioso e misterioso talento que ele tem para criar magia entre as duas culturas e conferir ao Lumière novos sabores que nem Madame Mallory poderá ignorar. Começando por vê-lo como rival, ela acaba por reconhecer os dotes de Hassan como chef e torna-o seu protegido. “A Viagem dos Cem Passos” está repleto de temperos que nos encantam o paladar e o coração; um estimulante triunfo sobre o exílio, cheio de paixões, é um retrato de dois mundos em confronto e de um rapaz que procura o conforto do lar em cada tacho, esteja ele onde estiver.       

Sugestão de Pequeno Almoço I



Toda a gente sabe que o pequeno almoço é a refeição principal do dia, até mesmo eu. Mas confesso que nunca me sento para o tomar. Acordo, bebo a minha meia de leite e só depois quando chego ao trabalho como o meu pão com manteiga. Ao fim de semana a coisa repete-se. O "piolho encardido" toma esta refeição sempre sozinho à mesa, pois o "mais-que-tudo" também tem os mesmos hábitos que eu. Eu sei o quanto o "piolho" adora os pequenos almoços de Hotel e há duas semanas prometi compensa-lo deste meu desleixo de mãe. Agora aos sábados temos um pequeno almoço decente e todos à mesa. O miúdo adormece a pensar nos ovos mexidos e assim que abre o olho tem ido a correr para a sala a ver se a mesa já está composta. A experiência foi divertida e decidi partilha-la convosco sempre que puder. Boa Semana!

Sugestão de Pequeno Almoço:
- Ovos mexidos temperados com sal, pimenta móida, um pouco de leite para ficarem mais cremosos e na hora de servir salsa seca para decorar;
- Salsichas enlatadas de aves, cortadas ao meio e aquecidas na frigideira sem qualquer gordura;
- Bacon às tirinhas tostado na frigideira sem qualquer gordura e escorridos em papel absorvente;
- Croissants, pão de mistura e pão de forma sem côdea torrado e cortado às tiras; 
- Margarina vegetal;
- Queijo, fiambre e paio fatiados;
- Triângulos de queijo fundido;
- Leite com café e leite com chocolate;
- Iogurtes gregos açucarados;
- Cereais  de chocolate e cereais integrais;
- Sumo de laranja natural e sem açúcar;
- Melancia, framboesas e mirtilos.

07 agosto 2014

Gratinado De Batata E Salmão


Os dias cinzentos condizem na perfeição com o meu estado de espírito. A verdade é que a vida de todos nós nem sempre é cor de rosa. Há que assumir que nem sempre somos ou estamos felizes, sem vergonhas e sem culpas. A realidade é que melhores dias virão e trarão também receitas mais inspiradoras. Apesar da de hoje ser uma receita honesta, que condiz com o cinzento lá fora, o cinzento da minha alma, e com a falta de inspiração para receitas muito elaboradas, é saborosa e não envergonha ninguém. Perdoam-me?

 Ingredientes para 4 pessoas:
- 4 batatas médias/grandes
- 1 posta grande de salmão
- 2 ovos tamanho M
- sal q.b.
- pimenta moída (moinho 5 pimentas)
- sumo de limão q.b.
- aneto seco q.b.
- azeite q.b. 

Preparação:
Descascar as batatas e cortar às rodelas finas com a ajuda de uma mandolina ou com a faca. Passar por água, escorrer e reservar.
Temperar o salmão com sal, pimenta moída e sumo de limão. Untar a posta com azeite e levar a grelhar na chapa bem quente de ambos os lados, sem deixar demasiado tempo, para não ficar seco. Retirar a pele, as espinhas e lascar.
Untar um tabuleiro com azeite e alternar camadas de batata com salmão, terminando com batata. Misturar as natas de salmão com os ovos, temperar de sal, pimenta e misturar bem. Verter as natas no preparado anterior. Polvilhar com aneto seco e levar ao forno pré-aquecido a 180º até ficar dourado e as batatas cozinhadas. Servir quente e acompanhado de uma salada de folhas verdes variadas. Bom apetite!

01 agosto 2014

Ravioli Caseiro Com Recheio de Requeijão E Salsa (sem máquina)




Apesar da "exigência blogosférica" em publicarmos receitas novas diariamente e com ingredientes gourmet da moda, eu gosto mesmo é de experimentar várias vezes a mesma receita, pois só assim aprendo com os erros e não só. Posso experimentar novas texturas da massa, novos recheios e mesmo o tamanho do ravioli, que poderá passar de um prato principal a uma entrada por exemplo, como foi o caso destes.  

Ingredientes para 9 raviolis (3 por pessoa para entrada):
Massa
- 100g de farinha de trigo sem fermento (tipo 55)
- 100g de sêmola de milho
- 2 ovos médios
Recheio:
- 1 requeijão
- sal q.b.
- pimenta moída q.b. (moinho 5 pimentas)
- 1 colher de sopa de salsa seca
Molho para temperar:
- azeite q.b.
- pimenta moída q.b. (moinho 5 pimentas)
- salsa seca q.b.

Preparação:
Juntar todos os ingredientes do recheio e misturar bem. Reservar.
Na bancada da cozinha, colocar a farinha e a sêmola de milho já misturadas. Abrir um buraco ao meio, colocar os ovos e misturar de dentro para fora até estarem bem envolvidos na farinha. Amassar até ficar uma massa homogénea e bem lisa. Ir polvilhando a bancada da cozinha com farinha sempre que necessário, mas não em demasia, para não secar a massa.
Dividir a massa em várias pedaços e reservar dentro de um pano. 
Estender cada pedaço de massa com o rolo o mais fina possível. Colocar colheradas de sopa do recheio na massa deixando algum espaço entre elas. Pincelar com água as extremidades da massa e colocar outro pedaço de massa por cima (ou se preferirem dobrarem a massa sobre o recheio). Pressionar com os dedos entre os "montinhos" do recheio e as pontas e cortar com uma faca (ou um molde) em quadrados. Com a ajuda de um garfo marcar pressionando todos os lados dos raviolis (para ficarem mais bonitos). Repetir a operação até terminar a massa. Reservar os raviolis dentro de um pano húmido à medida que são feitos, para não secarem.
Cozer os raviolis em água fervente temperada de sal, até estarem "al dente".
Servir os raviolis de imediato, com um fio de azeite, pimenta e salsa seca a gosto. Bom fim de semana!

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...