03 maio 2012

Eu Estive Lá!

Hoje acordei a pensar nisto...
Já passaram quase dois dias depois da tão falada polémica “Pingo Doce e a promoção no dia 1 de Maio (Dia do Trabalhador)”, mas muita tinta ainda corre.
No dia anterior ouvi um “zum zum”, e apesar de já ter feito as compras do mês, juntei mais duas mulheres e todas nos entusiasmámos umas às outras para irmos. Fomos cedo, como sempre vou às compras. Não alterei os meus hábitos. Às nove e pouco já estava numa loja Pingo Doce. Muita gente, nada de carrinhos, nem cestos, mas como qualquer outra mulher, fiz-me à estrada e tentei fazer umas boas compras.
Agora o porquê de eu hoje acordar a pensar nisto? Porque simplesmente achei patético os políticos falarem sobre isso, e fazerem deste, o assunto principal na Assembleia. Patético! Uma afronta ao dia do trabalhador diziam eles. Pois bem, eu estive lá e não vi desacatos, pancadaria e afins. Vi gente satisfeita, vi gente a comprar bens essenciais como: leite; massas; azeites; fraldas; carnes; peixes e por aí fora. Vi funcionários prestáveis, que provavelmente avisaram as suas famílias desta bombástica promoção.
Acho uma afronta a mim e a tanta gente, meia dúzia de tontas e tontos do Bloco de Esquerda e outros tantos partidos políticos falaram desta maneira, quando o grupo Pingo Doce, não fez mais que ajudar tantas famílias.
Não vi ninguém a abarbatar-se com carrinhos cheios de produtos de beleza ou bebidas alcoólicas, ainda troquei graçolas com pessoas que estavam nas filas e não passei por nenhum constrangimento. O único que passei, foi visualizar vezes sem conta, em todas as televisões generalistas e companhia, as mesmas imagens, às quais se agarraram para fazer uma notícia enganosa.
Quando no estado em que está o nosso Portugal, os políticos se preocupam com comemorações, quando tanta gente que conheço não tem direito ao emprego e daria tudo para poder dar-se ao luxo de trabalhar no dia 1 de Maio. Eu própria o faria! Pois não haveria melhor dia para comemorar trabalhando, ter direito a um posto de trabalho, salários a horas e quem sabe ter trabalho durante mais 26 anos até me poder reformar. O mais provável é que nem venha a ter direito de usufruir de qualquer espécie de reforma.
Com tantas “coisas” para se resolver em Portugal, andam a discutir as promoções do Pingo Doce. Patético! É a única palavra que consigo fazer sair da minha boca.
Todas nós mulheres temos a nosso cargo a economia doméstica. Porque em todas as casas se come do dia 1 ao dia 31 de cada mês, porque temos de aprender a fazer contas e a proporcionar à nossa família refeições completas. E porque estamos atentas às promoções, ao talões, cupões o que seja. Merecemos este dia! E eu só me apraz dizer: Epá grandas compraças! E se eu poder proporcionar à família no mês seguinte uma ida ao teatro, um jantar fora e um fim-de-semana num hotel com piscina interior, já valeu o sacrifício! Porque todas as famílias têm direitos!

10 comentários:

  1. CONCORDO CONTIGO.
    POR ACASO NÃO FOI MAS QUEM FOI FEZ MUITO BEM EM APROVEITAR.
    BJS

    ResponderEliminar
  2. Sem papas na língua! Concordo a 100%. Quem discorda é porque defende "outros interesses financeiros". Que venham mais destas e eu lá estarei. Cila

    ResponderEliminar
  3. Concordo com tudo o que dizes.
    Eu também aproveitei e pena tenho de não ter conseguido trazer mais!!!!!
    Mas acho que as pessoas gostam sempre de criticar, se é caro é porque é caro, se fica barato é porque é barato, nunca estão satisfeitas!

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  4. Eu tambem fui ao Pingo Doce e Adorei trazer um carrinho cheio e só pagar metade. Na minha cidade não houve confusão BJS

    ResponderEliminar
  5. Olá!

    Não podia estar mais de acordo! Não fui porque cá em casa tínhamos feito as compras no Sábado e depois já não havia fundo de maneio disponível para aplicar, mas se assim não fosse teríamos ido e tínhamos aproveitado, porque quando nos oferecem essa possibilidade há que aproveitar.
    Infelizmente os senhores que estão na AR não percebem, porque em casa deles não se contam os dias para gerir o orçamento e provavelmente levam a família ao teatro e a passar uns dias fora sempre que lhes apetece.
    Se algumas pessoas exageraram? É provável, mas não houve pessoas a ir à manifestação por motivos errados e a exagerarem?
    E estamos mesmo a comemorar o quê? O facto de mais de 600mil portugueses não terem trabalho? O facto de todos os dias enviarmos dezenas de respostas (fora da nossa área de estudo e até de interesse) e não termos respostas? Estamos a comemorar a facilidade com que se despedem pessoas, os recibos verdes, os estágios e programas de incentivo, que no fim só trazem mais desemprego, porque não são fiscalizados?
    Acho que se deviam aplaudir grupos que por alguma razão, querem ajudar as pessoas a chegarem mais felizes ao fim do mês!

    Desculpa o tamanho do comentário, mas é que estas coisas deixam-me muito irritada!

    Beijinho para ti!

    ResponderEliminar
  6. Olá outra vez!

    Eu percebo bem o que estás a dizer e há dias em também me queria manifestar! Se algum dia quiseres convoca uma manifestação nossa! :)

    Boa sorte para ti também! Um dia destes as coisas vão começar a correr-nos bem!

    Beijinho e vamos falando, que nos faz bem!

    ResponderEliminar
  7. Grande SENHORA :)
    Sem tirar nem pôr.
    Também fui, só com projectos de mulheres ;) não encontrei nada de empurrões e afins, e, tal como tu encontrei colaboradores simpáticos. Nada a apontar. Só gostava que houvesse mais vezes e que nos outros sítios fizessem o mesmo 1 vez por ano ou todos no mesmo dia para dar vazão a tanta gente.

    Beijocas e espero que esteja tudo bem.

    ResponderEliminar
  8. Concordo Carla! :) Só tenha pena de não ter usufruído! :( :(* Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Estou plenamente de acordo! Eu fui com a minha irmã e mais uma amiga e correu tudo bem. Conseguimos comprar o que levávamos na lista e correu tudo bem. Nesta época de crise temos de nos saber adaptar as situações e se der para poupar uns trocos estamos lá ! :P

    Beijinhos e bom fim de semana !

    ResponderEliminar

Comentem e critiquem à vontade. Estou aqui para partilhar e também para aprender. Apenas não serão publicados comentários sem serem assinados e desprovidos de sentido.

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...