11 setembro 2012

Tarte De Amêndoa Da Duxa



Esta foi uma tar(te)de atribulada. Há dias que parece que o mundo nos vai cair mesmo em cima da nossa cabeça. Mas quando pensamos melhor no assunto, percebemos que tudo se resolve com calma e postura. Afinal, era só uma tarte e se não está boa para amassar é só juntar mais farinha. As nossas mãos aprendem a sentir quando chega a hora de poder estica-la. Como sempre ouvi a minha mãe dizer, tantas e tantas vezes quando eu era miúda: "Há solução para tudo, menos para a morte"
A Duxa deu-me algumas dicas, pois tive alguns percalços com a massa, fruto daqueles dias que não devemos sequer mexer em nada, pois parece que tudo vai correr mal. Afinal a solução era tão simples. Se a massa está pegajosa, adiciona-se mais um pouco de farinha. Se os ovos que temos em casa são L ou XL, é melhor colocarmos um primeiro e depois se a massa pedir colocar o segundo. A massa comunica com as nossas mãos, é só estarmos atentas e sabermos ouvir o que ela tem para nos dizer. A Duxa perdeu algum tempo comigo e prontificou-se a ajudar-me. Estou-lhe muito grata pela preocupação que teve. Obrigada Duxa! Depois de afinadas as dosagens hei-la perfeita!

Ingredientes Para a Massa:
- 300g de farinha de trigo para bolos (sem fermento)
- 150g de margarina amolecida
- 180g de açúcar
- raspa de um limão
- 1 ovo pequeno
- margarina para untar e farinha para polvilhar a forma

Ingredientes Para o Recheio:
- 200g de amêndoas peladas (usei laminadas)
- 120g de açúcar
- 120g de margarina
- 6 colheres de sopa de leite

Preparação da Massa:
Num recipiente mistura-se a farinha com o açúcar. Faz-se um buraco ao meio e adiciona-se o ovo, a margarina amolecida e a raspa de limão. Mistura-se bem os ingredientes até obter uma massa maleável (tipo massa areada). Se estiver pegajosa coloca-se um pouco mais de farinha. Polvilha-se a bancada da cozinha com farinha. Forma-se uma bola e com a ajuda do rolo da massa estica-se em círculo. Unta-se e polvilha-se a tarteira (as de fundo amovível são muito práticas para desenformar). Com a ajuda do rolo da massa enrola-se a massa nele e transfere-se para a tarteira desenrolando-a. Se necessitar retira-se o excesso da massa na tarteira com a ajuda de uma faca. Pica-se o fundo da massa com um garfo. Vai ao forno pré-aquecido a 180º aproximadamente 15 a 20 minutos. Retira-se e reserva-se.

Preparação do Recheio:
Num tachinho em lume baixo, coloca-se o açúcar, as amêndoas e o leite. Vai-se mexendo ocasionalmente até ganhar um tom dourado e começar a engrossar. Retira-se do lume e verte-se este preparado em cima da tarte. Vai de novo ao forno a 180º uns 10 minutos, para dourar as amêndoas, dependendo do gosto de cada um. Deixa-se arrefecer, desenforma-se e devora-se. Bjs a todas/os

13 comentários:

  1. ficou perfeita, por acaso compro sempre a massa pois tenho medo que me aconteça o mesmo.
    bjs

    ResponderEliminar
  2. Hummm! Ficou uma tarte deliciosa.
    bjs

    ResponderEliminar
  3. O Começo foi atribulado mas o final não podia ser mais bonito...fiquei a babar por essa fatia!

    Bjs.

    ResponderEliminar
  4. A tua tarte está maravilhosa!
    É uma versão que muito me agrada.

    ResponderEliminar
  5. Depois de tudo ficou fantástica!!!
    Está com um aspecto delicioso :)
    Acho que andavamos todas à "bulha" por esta fatia!
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  6. Ficou óptima Carla;)
    A massa areada tem este dom de nos surpreender enquanto
    não nos habituamos a trabalhá-la, mas uma vez encontrado o ponto,
    acho-a das massas mais interessantes para este tipo de tartes.
    Beijinho grande, estou sempre para o que for preciso:)

    ResponderEliminar
  7. Perfeita mesmo... linda e com certeza deliciosa, custou mas valeu a pena.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  8. A tarte como a vida, dificil de trabalhar e parece nem sempre estar bem mas o resultado é perfeito. Há dias assim. Bjs

    ResponderEliminar
  9. Eu adoro tarte de amendoa, a tua ficou linda!

    beijinho

    ResponderEliminar
  10. Está linda!

    Nunca consegui fazer, e as minhas tentativas têm sido uma desilusão! Um dia destes volto a tentar!

    Bjs

    ResponderEliminar
  11. olá Carla!
    Esta tarte por vezes prega partidas, mas a doçaria considero-a como o Herman José mencionou num dos seus programas televisivos, a culinária é uma arte e deve ser trabalhada com muito rigor. Como referiste Carla, o peso do ovo pode por vezes ser o suficiente para um fracasso.
    Mas ficou linda e apetitosa. Parabéns.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  12. Simplesmente uma delicia ! o meu corpo pedia sempre sempre mais uma fatia.
    Bjs

    ResponderEliminar

Comentem e critiquem à vontade. Estou aqui para partilhar e também para aprender. Apenas não serão publicados comentários sem serem assinados e desprovidos de sentido.

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...