23 agosto 2016

Bolo de framboesa e mascarpone Galbani

O verão continua em força, e eu como sou uma mulher adiantada já estou em modo "regresso às aulas", ao trabalho e às rotinas de outono/inverno. É claro que este é mais um dos defeitos que tenho de contornar na minha maneira de ser. Deixar de ansiar e querer tudo pronto e perfeito para a etapa seguinte. Ainda há um verão imenso para aproveitar e é isso que quero mesmo fazer. Descontrair.

Este verão tem sido um misto de situações normais da vida. Coisas boas e más, e temos de estar à altura conforme vão acontecendo.
Duas amigas no hospital, outra que mudou de vida repentinamente, um nascimento, um funeral, um encontro de família em terras do sul que me ensinou muito, muitos passeios, praias e afins, amores e desamores de verão (sempre com o meu grande amor).

O liquidificador que se estragou, a minha adorada mesa de vidro que se partiu com o almoço servido, mas um mal que veio por bem, pois finalmente comprei uma mesa maior para cabermos mais. Um almoço de família para inaugurar a nova mesa, porque reunir todos é um dos meus prazeres, um batizado e a ida do "piolho" para o ISCTE para um summercamp. E que bom que foi vê-lo entrar na faculdade como um prelúdio do futuro.

A juntar a este verão muitas mais coisas quero acrescentar, portanto vou à procura do tal "modo de verão" que quase deixei para trás antes do tempo. Para ajudar à festa, a Galbani esteve presente nas últimas receitas doces que fiz, usando o mascarpone que deu para um gelado de framboesa e este bolo. A vida? A vida é boa, principalmente se vivermos com a consciência tranquila e dentro do peito não guardarmos rancor e mesquinhices patéticas, bem como amar e cuidar da nossa família, porque um dia pode ser tarde de mais.

19 agosto 2016

Bacalhau com pimentos e crosta de pão e azeitonas

Por muitos pratos de bacalhau que se invente lá por casa, eles continuam a dizer que querem apenas bacalhau cozido com grão, cebola e coentros picados por cima, azeite e vinagre, nada mais. Eu teimo e teimo em lhes mostrar que o mundo (da cozinha) tem várias cores e não podemos olhar para ele como se fosse somente a preto e branco. Portanto lá saiu um dia destes mais um prato de bacalhau com aquelas "crostas" que adoro fazer, seja com broa de milho, pimentos, pão ralado e queijo ou pão ralado e ervas aromáticas, ou mesmo pão e azeitonas como esta. Assim aproveitei o pão duro e as azeitonas que estavam no fundo do frasco. Também lhes faço a vontade muitas vezes e ontem o jantar foi precisamente bacalhau cozido com grão, daí achar oportuno hoje sair uma receita de bacalhau que andava nos rascunhos há semanas. Espero que gostem e vos inspire. Bom fim-de-semana!

18 agosto 2016

Picolés de fruta

Continuo com geladinhos, porque o sol ainda brilha e ainda promete dias longos. E porque estou tão preguiçosa procuro na lista de receitas em espera, as mais fáceis de escrever. Picolés de fruta, tão bons de fazer e comer. Quando os retiramos da forma é bem visível o resultado da nossa paciência em esperar que cada camada congele. Eu adoro esse momento e estou ansiosa para fazer novas combinações de frutas e cores.


Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...