23 junho 2017

Sardinhas em broa de milho e pimentos assados

O cheirinho a sardinhas por todo o lado, que memórias me trás, e das boas, daquelas que nunca ficam no passado porque teimam em pairar no presente. Inspiro suavemente, fecho os olhos e penso sempre de cada vez que sinto esse cheiro: "tenho de comprar sardinhas só para mim e fazer em casa". E acabo por nunca comprar. Os meus rapazes não comem sardinhas.
Perdi a vergonha e pedi à peixeira só quatro sardinhas, as que achei que me satisfariam nesse dia. Acompanhei-as só com broa e pimento assado e fiz-me a promessa de não esquecer de repetir mais vezes. É que não há nada melhor que este sabor, mesmo que a casa se encha de cheiro a peixe, isso pouco importa, aliás nem pouco nem muito, nunca quis saber desse pormenor.

21 junho 2017

Noodles com peru e legumes

A Milaneza fez-me chegar os novos noodles que são muito práticos de fazer, é só preciso um wok para tudo e já está. Cá por casa faço noodles muitas vezes, por ser rápido e porque posso juntar os legumes e a carne que tiver por casa. Por isso noodles e molho de soja não podem nunca faltar na minha despensa. Estes são ideais para os dias apressados porque cozinham rapidamente e diretamente no wok, basta juntar a medida certa de água a ferver e assunto arrumado.

20 junho 2017

Choco frito (mentira são tiras de pota)

Era preciso fazer um petisco para compor a mesa que já tinha umas moelas bem tenrinhas. Não é choco obviamente, mas é um parente e bem mais barato, para assim sobrar dinheiro para as saídas de verão que gostamos de fazer. Simplificar foi o lema, nada de passar por ovo ou fazer polmes. Farinha de milho dentro de uma saco de plástico e potas lá para dentro, abanar e já está. Fritas em azeite para minimizar a culpa. Boa semana a todos.

16 junho 2017

Gelados de fruta e iogurte

Para me redimir das doçuras que têm entrado na minha barriga, decidi fazer uns geladinhos para comer sem culpa. Fruta doce e colorida para enganar o meu corpo que me anda a pedir demasiados doces. Se eu puser xarope de ácer não conta pois não? Continuam a ser gelados sem "culpa" certo?

15 junho 2017

Desafio 5 ingredientes / 5 €uros - Carapaus fritos com arroz de tomate e pimentos assados

A Cláudia mandou-me às compras com 5 euros no bolso e desafiou-me a preparar uma refeição para 4 pessoas. Que grande malandra, como se fosse assim tão fácil nos dias de hoje. Bem, lá fui eu às compras que são sinónimo de aproveitar sempre as promoções. 

Entrei no supermercado passei na parte da peixaria e encontrei carapaus baratos, bingo! E foi assim em tempo real que decidi a receita. 

Fui para a caixa e alertei a funcionária para me pesar os pimentos um a um para não ultrapassar o valor estipulado. Ainda sobrou 25 cêntimos, além de que só utilizei uma das duas cebolas que comprei e ainda fiquei com muito arroz.

A farinha, o sal e o azeite estavam de fora da lista, fazendo parte de ingredientes que poderia usar, os coentros fui roubá-los à minha horta caseira.

Fica aqui a minha sugestão para alimentar 4 pessoas com menos de 5 euros.




A Cláudia do blogue "O Prazer da Cozinha" não ficou de fora deste desafio e preparou também como habitual a sua sugestão, um fettuccine delicioso à carbonara com cogumelos.


14 junho 2017

Salada de figos grelhados com presunto

Figos são uma das minhas frutas de eleição, daquelas que como com muita satisfação. E a saber disso, o "mais-que-tudo" parou numa mercearia e trouxe-me uns figos tão bons. Com 4 deles preparei uma salada bem simples que foi um dos nossos jantares o fim-de-semana passado só a dois. Gostava de ter acrescentado uns pedacinhos de queijo azul, uma clássica companhia do figo. Ficou bom na mesma. 

12 junho 2017

Pescada cozida com todos (em água aromática)

Aromatizar a água de cozer o peixe dá realmente outro sabor e não dá trabalho nenhum. Eu cá acho que deviam experimentar. Bom feriado amanhã, só para quem trabalha em Lisboa. Aproveitem.

09 junho 2017

Bolo de cenoura e coco

Não vou comer mais doces. Não vou comer mais doces. Não vou comer mais doces. Não vou comer mais doces.

P.s. Possa ser que se repetir muitas vezes resulte.

08 junho 2017

Gelados de nata e baunilha

Vamos lá ver do que eu vos posso falar hoje. Se calhar do beijo à Marlon Brando que recebi ontem no meio do campo de futebol lá da zona em plena noite, enquanto passeávamos o "pulguento". Beijo esse que deu direito a torciclo. Estou farta de o avisar que já não tenho vinte anos. E por hoje é só isto, e mais estes geladinhos para compensar o "piolho"  da sobremesa que partilhei ontem e ele ainda não aprecia. (já vos disse que ele anda com mau feitio? dizem que é da adolescência, medooo...)


07 junho 2017

Semifrio de cerejas e vinho do porto

Hoje não sei do que falar, portanto vou falar do que senti ontem no regresso a casa do trabalho, acho que ainda está válido, porque hoje sinto exatamente o mesmo. Lisboa. O assunto é sobre ela. Adoro Lisboa mas sinceramente começo a cansar-me desta barulheira diária de carros, de pessoas, turistas e mais turistas, caos, filas para tudo, etc. Acho que me apetecia arranjar um trabalhinho à beira-mar, perto de onde moro, é que ia ser tão mais feliz. Começo mesmo a ponderar mudanças. Carro, mais dois transportes, mais andar a pé até chegar ao sítio, todos os dias, à ida e à vinda para casa. São mais de duas horas perdidas todos os dias só no caminho. Duas horas que podiam ser tão mais bem aproveitadas. Tenho de pensar bem sobre isto, acho que estou cansada de andar sempre a correr, e eu sou bem rija que não é isto que me mói. O que me mói são outras coisas. A ver vamos.
Agora vamos à receita, uma espécie de semifrio gelado. Gelado porque o levei ao congelador para ficar mais fresquinho. À primeira fatia espreitou uma cereja, nas seguintes muitas mais apareceram. Acho que ficou bom.


06 junho 2017

Ameijoas à Bulhão Pato (à minha maneira)

Por aqui já se petisca. Os dias quentes pedem petiscos e vinho verde bem fresquinho. Apanhei as ameijoas em promoção e não resisti a levá-las comigo para fazerem companhia à garrafa de vinho verde que há mais de um mês sente-se sozinha na última prateleira do frigorífico. Assim de uma cajadada só matei dois coelhos, a vontade de petiscar e a vontade de abrir a garrafa já bem fresquinha.


01 junho 2017

Costeletas de porco com zimbro, alecrim e cerveja preta

Para aprimorar as costeletas que ficaram a descongelar para o jantar de ontem, juntei-lhes zimbro e alecrim, e para que não faltasse um molho saboroso pedi ajuda a uma cerveja preta. O acompanhamento já aguardava por elas no frigorífico, pois cá por casa não se estraga nada. Boa quinta-feira a todos!

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...