28 setembro 2018

Pão pizza

Quando o puto era pequeno, não era muito fã do pequeno-almoço. Era uma chatice para mim pensar nisso, pois como já o disse muitos vezes eu não me sento em casa para tomar esta primeira refeição do dia. 

Não dá para mim. Sou demasiado enérgica de manhã para ficar ali sentada logo ao acordar. A única coisa que bebo é leite com café e a correr, isso não dispenso mesmo, até porque preciso de acordar, e depois quando chego ao trabalho como qualquer coisa.

O meu rapaz não me seguiu as pisadas, até porque este não é o bom exemplo que eu lhe queria passar, portanto ele tem todo o direito a um bom pequeno-almoço todos os dias.

Há dias com ovos mexidos e bacon, ou fiambre, outros com torradas, queijo fresco e fruta, outros com panquecas, uns dias bebe iogurte e noutros sumo de laranja natural, e faço-o diariamente com todo o gosto, apesar de fácil fácil, era abrir o pacote dos cereais. 

Isto só para vos dizer que "pão pizza", como nós chamamos cá em casa, foi mais um dos truques que  fazia para ele em pequenino, e 10 anos depois o "pão pizza" ainda vai para a mesa do pequeno-almoço, porque leite com café e pão com manteiga não é para ele, é só para mim.

Fica a ideia. Bom fim-de-semana!


27 setembro 2018

Bacalhau espiritual (mais rápido de fazer)

É preciso criar atalhos, agora que estou tão decidida a ter mais tempo de qualidade para mim. É preciso aceitar que não posso e nem devo fazer sempre tudo de raiz, como o pão, a gelatina, as pizzas, o molho béchamel, as bolachas, a massa folhada ou quebrada, seja o que for. Há dias que posso contornar e facilitar este caminho que é ser MULHER. Portanto a partir deste pressuposto saiu um bacalhau espiritual com alguns atalhos, é verdade, mas igualmente saboroso e feito com amor, também é verdade.
Não esquecer: mais pão, mais cenoura ou mais béchamel, faz esta travessa render mais.

25 setembro 2018

Molho simples para o peixe assado ou grelhado ou cozido

Quando é preciso "maquiar" o peixe, seja ele assado, grelhado ou cozido, para que cá em casa comam com mais satisfação, depois de vários dias a muita "chicha", tenho um molho simples que é já um habitué. Tão simples que é mesmo perfeito para partilhar hoje :)

21 setembro 2018

Aletria com farinha custard

E assim passou a primeira semana de escola, com novos horários, novas decisões e mais responsabilidade para o rapazinho. Correu tudo conforme planeado, não houve mortos nem feridos, ufa, agora é copiar tudo para as semanas seguintes. 
Como andei realmente ocupada e a distribuir melhor o meu tempo, que não seja só pela cozinha, (local este que adoro e que passo horas a fio), todas as refeições foram simplificadas, até esta aletria que engrossei com farinha custard para ficar bem cremosa. Há pelo blogue outras versões, mas nunca é demais ter mais uma. Bom fim-de-semana!

18 setembro 2018

Creme de cogumelos com croutons e com o toque extra do queijo Regional Saloio

Por muito que eu queira fazer as refeições do dia-a-dia mais simples, é inevitável que numa ida ao frigorífico me ponha a retirar isto ou aquilo que esteja à espera rapidamente de um destino, e é uma boa desculpa para mim, afinal os miminhos extra na sopa são porque têm de ser consumidos.

A ideia começou  pelos cogumelos, e fazer uma sopa bem aveludada foi logo a primeira ideia, pois eles não são fãs de cogumelos, e de uma maneira ou de outra, eu gosto de enganá-los, porque me dá algum gozo extra, percebem? Claro que me percebem, deve haver desse lado muitas mulheres a fazerem das suas com os ingredientes que os filhos ou marido não gostem.

A Saloio mais uma vez ajudou-me a mimar a sopa, pela cor e pelo toque salgado extra que contrastou na perfeição com todos os ingredientes. E num ápice despachei pão duro, uma fatia de bacon, o resto do queijo de mistura Regional Saloio e as sementes de abóbora já no fundo do frasco. Está feito, assunto arrumado! Boa semana a todos!


Ingredientes para 4 pessoas:
- 250g de cogumelos brancos cortados grosseiramente
- 1 alho francês cortado às rodelas (só a parte branca)
- 1 dente de alho picado grosseiramente
- 1 litro de água
- 2 colheres de sopa de amido de milho
- azeite q.b.
- sal grosso q.b.
Para os croutons:
- 1 fatia de pão alentejano aparada e cortada aos cubinhos
- 1 fatia de bacon cortada aos cubinhos ou tiras
- 1 dente de alho inteiro ligeiramente esmagado
- 1 folha de louro
- azeite q.b.
- pimenta moída q.b. (usei moinho mistura várias pimentas)
- 1 colher de sopa de sementes de abobora
- 1 fatia grossa cortada aos cubinhos de queijo de mistura Regional Saloio

Preparação:
Levar uma panela ao lume com um fio de azeite e refogar ligeiramente os cogumelos, o alho francês e o alho.

Retirar uma pequena parte do litro de água e dissolver bem o amido de milho e reservar.
Acrescentar a restante água à panela e deixar a fervilhar até estar tudo bem cozido.

Triturar com a varinha mágica e levar novamente ao lume, juntando agora o amido de milho já dissolvido à parte. Mexer com a vara de arames várias vezes até engrossar.

Para os croutons, levar uma frigideira ao lume com um fio de azeite, o louro e o dente de alho. Assim que aquecer juntar o pão e o bacon e deixar até ficar bem crocante. Se necessário juntar mais um fio de azeite. Temperar de sal e pimenta. Descartar o alho e o louro, deixar arrefecer um pouco e juntar por fim as sementes de abóbora e o queijo.

Servir a sopa quente e guarnecer a gosto com os croutons. Bom apetite!

14 setembro 2018

Almôndegas de carne com molho raita

A carne ficou a descongelar, era para ser à bolonhesa, depois pensei em hambúrgueres, depois decidi fazer um empadão, mas afinal acabaram em pequenas bolinhas que fizeram o recheio dos wraps juntamente com o molho raita também decidido na hora. É por estas e por outras que planear as refeições com muita antecedência não funciona para mim, a não ser quando recebo visitas.


12 setembro 2018

Pudins de café e leite de amêndoa

Pudins rápidos que se engrossam com farinha de trigo, amido de milho ou farinha custard, são uma maravilha para salvar os dias que apetece uma sobremesa mas não apetece ter grande trabalho. Eu acho que ficam bem bons, o único conselho é dissolverem bem o amido e mexerem sempre com a vara de arames para não criar grumos, o resto é só adicionar um aroma.

11 setembro 2018

Cavalas no forno

Depois de mimar as batatas de ontem, foi altura de mimar as cavalas e torná-las bem apelativas para os meus rapazes não reclamarem :).


10 setembro 2018

Esmagada de batata com bacon e salsa

Era preciso transformar as batatas que ficaram demasiado cozidas (quase desfeitas), enquanto me distraí com umas revistas de culinária. Enquanto pensava numa solução, abri um pacotinho de vinho tinto daqueles que guardo na despensa para temperar alguma coisa que precise e não tenha uma garrafa aberta. Despejei o vinho num copo bonito e fiquei pela cozinha a magicar enquanto bebericava o vinho, nada bom para beber por sinal, mas posto num copo bonito ganha outra dimensão. E lá me lembrei de uma boa solução para embelezar a batata que passou do ponto. Boa semana e bons cozinhados!


07 setembro 2018

Sopa de peixe e camarão (com base de caldeirada)

A prova que estamos sempre a aprender é evidente nesta receita, pois de onde menos se espera, de um colega de trabalho, tira-se uma ideia bem boa, pelo menos eu achei genial. A base é de uma caldeirada vulgar, prato que adoro e que me acompanhou sempre na infância. Transformá-lo numa sopa poderá parecer um grande desperdício, mas acreditem sabe muito bem e sempre posso enganar os meus rapazes que não ligam grande coisa a caldeiradas, ao contrário de mim. Acaba por ser uma espécie de vingança estão a ver ;). O que é certo é que o "mais-que-tudo" adorou.



06 setembro 2018

Frango com limão e coentros

Depois das férias e das pequenas obras e mudanças em casa, é tempo de ter mais uns dias de descanso, sem correrias e muita preguiça, e essencialmente deixar as idas à praia de lado e as confusões habituais, para dar lugar a passeios demorados e mais culturais pelas cidades de Portugal. Gosto mesmo muito e também gosto destas receitas de forno que é só temperar, colocar no forno e está feito! Frango, limão e o aroma dos coentros nunca engana!


03 setembro 2018

Sugestão de entrada simples ou petisco rápido para o lanche

Das coisas boas da vida, guardo a sete chaves no meu coração a felicidade que sinto quando saímos os quatro para fazer caminhadas pelo mato. O meu Scott que já me deu dois anos de "fiel amigo" fica tão feliz e a sentir-se tão livre que não há como não nos fazer felizes.

É das coisas simples da vida que vos quero falar, essas que passam de simples a grandiosas num piscar de olhos, e são por essas coisas simples que realmente vale a pena lutar. O resto que sobra são pormenores sem valor algum, ao contrário do que sobra na despensa ou no frigorífico.

E com tudo a acabar em casa juntou-se a vontade de um pequeno petisco a meio da tarde. Não faz mal que se arranja já um miminho para petiscarmos. Conserva de cavala com um toque extra, manteiga de cabra da Saloio, pão torrado, e o resto do queijo  de mistura Três Igrejas da Saloio que já sem vida animou-se com as azeitonas, um fio de azeite e uns pozinhos de orégãos. Bem bom para começar a semana a simplificar. A Saloio, claro, esteve presente para me ajudar. Boa semana.



Ingredientes para 2 pessoas:
- queijo de mistura Três Igrejas da Saloio q.b. cortado aos cubinhos temperado com azeitonas pretas, um fio de azeite e orégãos secos q.b.
- 2 latas de filetes de cavala temperadas com um fio de azeite, cebola fatiada, vinagre de vinho branco, paprika fumada e orégãos secos q.b.
- pão torrado q.b.