04 setembro 2017

Tarte rápida de maçã (com massa quebrada de compra)

Ontem foi mais um dia de superar medos. Sair de casa sozinha antes do sol nascer trás-me más recordações de infância. Ainda hoje sonho que o estou a esfaquear até à morte, como se fosse uma vontade que escondi anos a fio por ter assustado a criança inocente que era. 

Não gosto de me sentir vulnerável. Decidida lá fui eu experimentar uma aula de yoga na praia ao nascer do sol. Temi. Temi como sempre, apesar de ser mulher feita, nesses dias torno-me na criança que alguém fez mal. 

Calcei os ténis, porque com eles fujo melhor se precisar, caminhei até ao carro às escuras, porque mais uma vez não havia luzes no meu bairro. Tranquei-me no carro e liguei o rádio na minha estação preferida. Até chegar à praia combinada ele perseguiu-me na minha mente. Respirei, quase que não contive as lágrimas. Depois ataque de pânico, voltei a respirar fundo. Controla-te Carla dizia a mim própria. Cheguei ao destino. Respirei de alivio. 

Vi o sol nascer. Finalmente. Ali diante dos meus olhos o sol a espreguiçar-se devagarinho e a iluminar o meu dia.

Nunca mais vou deixar esta memória má dentro de mim. Nunca mais. Morreu ontem.

Ingredientes:
- 1 placa de massa quebrada de compra
- 3 maçãs (usei vermelhas)
- 3 ovos tamanho L
- 100g de açúcar mascavado
- 2 colheres de sopa de farinha de trigo (usei T55)
- 300ml de leite
- 1 pitada de canela

Preparação:
Desenrolar a massa e colocar juntamente com o papel vegetal numa forma de 23cm. Aparar a massa excedente.

Descascar as maçãs, cortar em quartos e depois às fatias. Dispor as maçãs por cima da massa.

Numa taça bater ligeiramente os ovos e o açúcar com a vara de arames. Juntar a farinha, o leite, a canela e voltar a mexer até a farinha estar bem misturada.

Verter este preparado por cima das maçãs. Levar ao forno pré-aquecido a 180º, aproximadamente 50 minutos. Bom apetite!

4 comentários:

  1. Há medos que nos acompanham desde sempre, e mesmo tentando superá-los de alguma forma, mantêm-se. Força!

    Não sou apreciadora de tarte de maça, mas a tua tem um aspecto e uma cor maravilhosa. beijinhos

    https://saboresdoninho.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Claúdia pelas palavras encorajadoras. Temos de superar os medos embora sejam sempre a nosso sombra. beijocas e bons cozinhados.

    ResponderEliminar
  3. Carla, encontrei o seu blog por acaso, enquanto procurava uma receita de tarte de maçã. Gosto de receitas simples, porque a cozinha não é o meu dom mais especial, embora goste de cozinhar e o faça com amor, para o marido e os três filhotes. Está Esta receita parece-me maravilhosa e tem um aspeto lindo! Não poderia deixar também de lhe dizer obrigada por partilhar algo tão íntimo como este medo. Não conheço os pormenores da sua origem, mas percebo que foi algo bem sombrio que a marcou e perseguiu por tantos anos. É sempre triste e doloroso ver alguém sofrer assim mas, por outro lado, alenta saber que não estamos sós nas nossas dores pessoais, nos fantasmas que nos perseguem de uma ou de outra forma. Todos temos as nossas páginas trágicas, mas lendo o que escreveu, reforca-se em mim a convicção de que devemos ter coragem para derrotar cada um deles, leve o tempo que levar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. obrigada pelas suas palavras tão carinhosas. obrigada mesmo! felizmente o tempo e a vida encarregam-se de por tudo no lugar certo. desde este dia deixei de ter medo. fechei este capítulo e nunca mais temi. quanto à tarte é bem boa e fácil de fazer e mesmo que nao se ajeite muito na cozinha, quando gostamos de agradar a família até as receitas mais simples fazem aquele figurão 😊 . um beijinho e boa semana!

      Eliminar