31 março 2014

Caril De Atum


A primeira vez que fiz caril de atum, reinou o caos na minha cozinha, com 3 crianças mordidas por algum mosquito, que de repente lhes deu uma enorme vontade de ajudar aqui a tia Carla. Foi de tal maneira o caos, que nem apreciei bem esta refeição a primeira vez... Mas eu sou assim, adoro reunir os meus sobrinhos e a malta toda. Acho que sou uma boa tia... Julgava eu que a segunda vez seria calma e então planeei este Domingo repetir o caril cá em casa. Foi o caos outra vez, além de me descontrolar com as horas, juntei as compras da fruta e legumes da semana que saí para comprar de manhã, com o Continente Online a tocar-me à porta para entregar as compras do mês. A juntar a isto, uma broa de milho a levedar e o pão Naan ainda por levar ao forno, e outras tantas coisas a meio por acabar. Almoçámos às quatro da tarde... Reinou o caos na minha cozinha, outra vez. Mas uma coisa tenho a certeza, este caril de atum vai ser feito muitas e muitas vezes cá em casa.

Ingredientes para 3 a 4 pessoas:
- 3 latas de atum
- 200ml de leite de coco
- 1 cebola picada
- 2 dentes de alho picados
- 2 tomates maduros sem pele e picados (usei tomate chucha)
- 1 colher de chá de pó de caril Indiano
- 1 colher de chá de açafrão das Índias (curcuma)
- 1 colher de chá de coentros em pó
- coentros frescos picados q.b.
- azeite q.b.
- sal q.b.

Preparação:
Num tacho colocar um fio de azeite e levar ao lume com a cebola, o alho e deixar refogar. Juntar o pó de caril, o açafrão, os coentros em pó e deixar um minuto para libertarem os seus aromas. Acrescentar o tomate e umas colheres de sopa de água. Deixar cozinhar tapado até o tomate ficar bem macio. Juntar o atum escorrido, o leite de coco, temperar de sal e deixar apurar. Servir quente polvilhado com coentros frescos picados, e acompanhar com arroz basmati, uma salada verde e pão Naan. Boa semana!

27 março 2014

Lombinho de Porco Com Especiarias E Arroz Basmati Com Açafrão E Passas

Eu considero-me uma mulher desenrascada na cozinha. Quem vai a minha casa não saí de lá sem almoçar, lanchar ou jantar e às vezes não saem mesmo de lá antes de eu poder servir estas três refeições. Faz-me lembrar quando era miúda, um familiar que não me deu lanche, pois não podia fazer torradas porque não tinha pão duro (ainda hoje conto esta história por ser tão pateta). Bem, na minha casa, o amor faz milagres capazes de transformar meia dúzia de ingredientes num festim. Tantas vezes digo: fiquem para jantar que ponho mais água na sopa, e não sei o que acontece, que esta minha vontade de servir e agradar os outros, faz crescer a comida cá em casa. Sábado que passou era preciso pôr mais um prato na mesa e aprimorar o lombinho de porco que já estava a descongelar. O açafrão faz milagres e decidi colorir o arroz salpicando-o também com as passas que sobraram do ano novo. E assim saiu um prato um pouco mais especial, para uma visita mais especial ainda. 

Ingredientes para 4 pessoas:
- 1 lombinho de porco cortado aos medalhões não muito grossos
- 1 colher de café de gengibre em pó
- 1 colher de café de alho em pó
- 1 colher de café de cominhos em pó
- 1 colher de café de paprika
- 1 colher de chá de bagas de zimbro ligeiramente esmagadas
- 3 colheres de sopa de vinho branco
- 2 colheres de sopa de azeite
- sal q.b.
- pimenta móida q.b.
Para o Arroz:
- 1 chávena grande de arroz basmati
- 2 chávenas de água
- 1 colher de chá de açafrão das Índias (curcuma)
- 1 pau de canela
- uma mão cheia de passas de uva
- sal q.b.
- azeite q.b.

Preparação:
Temperar o lombinho de porco com todos os ingredientes. Deixar a marinar uns minutos ou de um dia para o outro. Aquecer uma frigideira grande sem qualquer gordura. Cozinhar os medalhões de ambos os lados e no final juntar a marinada que sobrou. Enquanto os medalhões cozinham, colocar num tacho, o arroz, a água, o açafrão, o pau de canela, temperar de sal e um fio de azeite. Mexer e levar ao lume médio tapado até a água ser toda absorvida e começar a fazer uns buraquinhos. Adicionar as passas que entretanto estiveram num pouco de água para amoleceram. Separar os bagos de arroz cuidadosamente com a ajuda de um garfo. Servir os medalhões de imediato acompanhados de arroz e uma salada verde. Bom apetite!

25 março 2014

Moulinex Cuisine Companion - Um Novo Robot Multifunções

O meu primeiro pequeno eletrodoméstico foi uma picadora "1 2 3" da Moulinex. Não tenho um robot de cozinha avançado, mas começo a sentir-me para trás. Acho que eu e a minha colher de pau precisamos de uma ajuda na cozinha. A Moulinex deu-me a conhecer o seu novo produto e fiquei maravilhada.



24 março 2014

Pastéis Do Mar - Reaproveitamentos

Há sempre alternativas para cozinharmos refeições mais saudáveis e utilizarmos as sobras. Foi o caso destes pastéis do mar. Receita que aprendi no workshop sobre os reaproveitamentos. Estes pastéis foram saboreados como refeição, acompanhados de uma sopa e uma salada, mas são também uma ótima entrada ou um mimo para compor a mesa numa festa. A Dulce e a Lúcia dão nos sempre toda a liberdade para alterarmos o tempero ao nosso gosto e fiz 3 alterações. Fiz um pouco menos que metade da receita, usei iogurte grego natural em vez de creme fraische e utilizei mostarda com grãos em vez dos grãos de mostarda aquecidos na frigideira e esmagados no almofariz. Ficam uns pastéis pequenos, delicados mas com muito sabor.

Ingredientes para 15 pastéis:
- 200g de sobras de salmão desfiado (ou outro peixe)
- 4 colheres de sopa de coentros frescos picados
- 1 ovo tamanho L
- 1 colher de sopa  bem cheia de farinha de trigo
- 1 colher rasa de sopa de creme fraische (usei iogurte grego natural)
- 1 pitada de açafrão das Índias
- 1 pitada de cominhos em pó
- 1 pitada de colorau
- 1 colher de café de mostarda com grãos
- sal q.b.
- pimenta moída q.b.
- azeite para fritar

Preparação:
Misturar bem todos os ingredientes numa taça. Aquecer o azeite numa frigideira alta ou um tachinho. Fazer pequenos bolinhos com a ajuda de duas colheres de sobremesa e ir colocando no azeite quente. Fritar de ambos os lados até estarem dourados. Escorrer em papel absorvente. Boa semana!

21 março 2014

Pudim Toffee Com Cuajada



Royal teve a gentileza de me enviar a tão famosa e falada cuajada. Confesso que esta foi a minha primeira vez. E como todas as primeiras vezes, há sempre retoques a fazer para as próximas, mais açúcar, menos açúcar, mais leite, menos leite... O que importa é que cada um de nós é livre para escolher como gosta do seu pudim. Este ficou muito saboroso e simples, mas se querem uma sobremesa mais requintada com cuajada, a Dulce preparou na sua cozinha um pudim de framboesas divinal.

Ingredientes:
- 2 saquetas de cuajada Royal
- 500ml de leite (usei meio gordo) - usar 800ml se gostarem do pudim mais cremoso
Para o molho Toffee*:
- 100g de açúcar amarelo
- 2 colheres de sopa de água
- 200ml de natas

Preparação:
Num tacho alto, colocar o açúcar com a água**. Deixar em lume brando até o açúcar dissolver completamente e caramelizar. Aquecer as natas*** no microondas e verter cuidadosamente no caramelo. Mexer e deixar alguns minutos ao lume até ficar bem homogéneo. Reservar. Misturar bem a cuajada com metade do leite e a outra metade levar ao lume até começar a ferver. Adicionar o molho toffee e o preparado da cuajada, ao leite que ficou ao lume. Deixar ao lume até voltar a levantar fervura, sempre a mexer com a ajuda da vara de arames. Retirar uns segundos do lume, mexer e voltar a colocar mais alguns minutos até engrossar. Dividir em taças individuais e levar ao frigorífico até ganhar consistência e ficar bem fresco. Bom fim de semana a todas/os.

* Há quem goste de adicionar um pouco de manteiga e uma pitada de sal ao molho toffee. 
** Se usarem açúcar refinado, não é necessário colocar água para o açúcar derreter e caramelizar sem qualquer adição de líquido. Mas como o açúcar amarelo estava a demorar mais, adicionei a água que ajudou no processo, pois foi a minha primeira vez a fazer caramelo com açúcar amarelo.
*** Aquecer as natas ajuda que elas não "espirrem" quando adicionadas ao caramelo quente.

20 março 2014

Bifes De Frango Panados No Forno







Estava aqui a pensar com os meus botões, em como sou tão parecida com o meu pai. Rebelde como ele, por isso ontem não me apeteceu falar do dia do pai e hoje acordo a pensar em como gosto dele e em como herdei alguns detalhes da sua personalidade, além das sardas e sinais e os joanetes. Preocupo-me com a sua alimentação, portanto estes panados de frango, não são só perfeitos para o picnique da família Sousa, mas para alimentar o pai mais comilão do mundo. E se pensam que o vosso pai é o melhor do mundo, desenganem-se, pois o meu pai é o mais fofinho do Planeta, chama-se Valdemar, já vos tinha dito?

Ingredientes:
- 1 peito inteiro de 1 frango cortado em bifes
- sal q.b.
- pimenta moída q.b.
- 1 colher de sobremesa de alho em pó
- 3 folhas de louro
- sumo de 1 limão pequeno
- 100g de pão ralado (usei de compra)
- 1 colher de chá de coentros em pó
- 1 colher de chá de paprika
- 1 colher de chá de salsa seca
- 1 ovo tamanho XL
- azeite q.b.

Preparação:
Temperar os bifes de sal, pimenta, alho, louro* partido ao meio e sumo de limão. Deixar a tomar o gosto durante uns minutos e secar ligeiramente em papel absorvente. Num prato fundo, misturar o pão ralado, os coentros, a paprika e a salsa e noutro prato o ovo batido. Passar o frango primeiro pelo ovo e depois pelo pão ralado e dispor no tabuleiro de ir ao forno coberto com papel vegetal. Salpicar o frango com azeite (não é necessário muito) e levar ao forno pré-aquecido a 180º, aproximadamente 20 minutos, tendo o cuidado para não cozinhar demasiado para não ficar seco. Servir morno, quente ou mesmo frio. Boa quinta feira a todas/os.

Nota: Retiro a maior parte das vezes o "veio" do meio do louro, seguindo o conselho da Filipa Vá Com Deus, que é prejudicial à saúde.

18 março 2014

Salada Quente De Salmão








Não há fome que não dê em fartura. Poupar para mim é bastante divertido e desafiante. Tudo o que aprendi com a minha mãe aplico na minha casa. Uma posta grande de salmão alimentou 3 pessoas, acompanhado com uma sopa de legumes. Além de variar da maneira usual como sirvo o salmão, não há desperdícios de peixe mal comido.

Ingredientes para 3 pessoas:
- 1 posta grande de salmão
- batatas pequenas
- 1 cenoura
- feijão verde
- sumo de 1/2 limão
- cebolinho fresco picado q.b.
- sal q.b.
- pimenta moída q.b.
- azeite q.b.

Preparação:
Temperar o salmão com sal e untar ligeiramente com azeite. Aquecer um grelhador de fogão até estar bem quente. Grelhar o salmão de ambos os lados e nunca demasiado para não ficar seco. Retirar a pele, espinhas e dividir em lascas. Cozer as batatas com a pele em água temperada de sal. Cortar em quartos depois de cozida. Cozer a cenoura em cubinhos e o feijão verde já sem o fio lateral e as pontas, e cortado ao meio no sentido horinzontal e depois no sentido vertical. Aquecer uma frigideira com um fio de azeite e saltear as batatas, a cenoura e o feijão verde e quase no final juntar o salmão. Temperar com sumo de limão, pimenta moída e retificar o sal. Servir quente e polvilhado com cebolinho fresco picado. Bom apetite!

17 março 2014

Pães De Deus

Desde que comecei a pôr as mãos na massa, tem sido uma aventura agradável. Já cheguei à conclusão que quanto mais treinar, mais aprendo em dominar as massas "rebeldes" com os seus caprichos de não quererem crescer e outros tantos. Pão de Deus estava na minha lista, e num passeio pela blogosfera juntando um ingrediente aqui e outro ali, fiz uns pãezinhos à minha medida.

Ingredientes para 8 pães:
Massa
- 500g de farinha de trigo tipo 55
- 50g de açúcar refinado
- 50g de manteiga derretida e arrefecida (usei manteiga vegetal)
- 200ml de leite morno
- 1 ovo tamanho L à temperatura ambiente
- 1/2 saqueta de fermento seco (usei Fermipan)
- 1 pitada de sal fino 
Cobertura:
- 100g de coco ralado
- 50g de açúcar refinado
- 1 ovo tamanho XL + 1 gema para pincelar
- açúcar em pó q.b. para polvilhar no final

Preparação:
Na bancada da cozinha, colocar a farinha e abrir um buraco ao meio. Adicionar os restantes ingredientes e o leite cuidadosamente para não sair dos lados. Ir misturando de dentro para fora até todo o líquido ser absorvido pela farinha. Amassar até ficar uma massa bem lisa (cerca de 10 a 15 minutos). Colocar numa taça, tapar com um pano ou película aderente e levar a levedar em local quente e livre de correntes de ar, até dobrar de volume (cerca de 2 horas). Depois de levedada, polvilhar a bancada da cozinha e dividir a massa em 8 bolinhas iguais, tentando não mexer muito na massa. Colocar no tabuleiro de ir ao forno coberto com papel vegetal. Pincelar com gema de ovo batida (eu usei o ovo inteiro por engano, só a gema dá um acabamento mais bonito). Para a cobertura, misturar bem o coco, com o açúcar e o ovo e dividir pelas oito bolinhas. Deixar a levedar mais alguns minutos, cerca de 30 minutos ou até mais. Levar ao forno pré-aquecido a 180º, aproximadamente 30 minutos.  Polvilhar depois de cozidos com açúcar em pó. Boa semana!

13 março 2014

Ravioli Caseiro Com Recheio De Frango



A 1ª vez que fiz ravioli, tinha vindo de uma festa de aniversário ao fim da tarde. Já não bastasse ser tarde, ainda tive de dividir a cozinha com o "piolho encardido" que teimou em dar-me uma mãozinha. Já poderão ver o caos e as horas a que jantámos. Não ficaram maus, mas decidi que a 2ª vez seriam feitos calmamente e sem preocupações de tempo. É preciso gostar muito de culinária... Num dia de semana depois de um dia de trabalho, teimei novamente em fazer ravioli e desta vez não dividi a cozinha com ninguém, mas jantámos tarde novamente... Ficaram bons e foram feitos sem máquina, o que dificulta muito. Apesar de já ter andando a sondar a máquina, fico sempre na dúvida se funcionam bem e se realmente vale a pena. O que me dizem?

Ingredientes para 4 pessoas:
Massa
- 300g de farinha de trigo sem fermento
- 3 ovos médios
Recheio:
- 1/2 frango pequeno (sendo que depois só é necessário o peito, o resto é para dar sabor ao caldo)
- 1 cenoura inteira sem a casca
- 1 cebola inteira sem a casca
- 2 dentes de alho inteiros e sem a casca
- 6 bagas de zimbro ligeiramente esmagadas
- 1 folha de louro
- sal q.b.
- 2 colheres de sopa de queijo da ilha ralado
- 200ml de caldo da cozedura do frango
Molho:
- 4 tomates (usei rama médios)
- 4 colheres de sopa de polpa de tomate
- 150ml de caldo da cozedura do frango
- 1 colher de café de açúcar
- sal q.b.
- azeite q.b.
- salsa seca q.b. para decorar

Preparação:
Colocar cerca de 2 litros de água numa panela grande, o frango, a cenoura, a cebola, os dentes de alho, as bagas de zimbro, a folha de louro, temperar de sal e levar a cozer. Retirar apenas o peito e triturar no copo liquidificador, juntamente com a cenoura, o queijo ralado e cerca de 200ml do próprio caldo da cozedura. O restante frango e caldo, poderá ser utilizado para outra receita. Reservar.

Na bancada da cozinha, colocar a farinha e abrir um buraco ao meio. Lá dentro colocar os ovos e misturar de dentro para fora até estarem bem envolvidos na farinha. Amassar até ficar uma massa homogénea e bem lisa. Ir polvilhando a bancada da cozinha sempre que necessário, mas não em demasia, para não secar a massa. Dividir a massa em 3 ou 4 partes e reservar dentro de um pano. Estender cada pedaço de massa com o rolo em retângulos compridos e o mais fina possível. Colocar cerca de uma colher de sobremesa cheia do recheio (sejam generosos, pois a massa aumenta muito depois de cozida e o recheio quase que desaparece como foi o meu caso) no meio da massa e com intervalos de 2cm aproximadamente, dependendo também do tamanho que desejarem o vosso ravioli. Pincelar com água as extremidades da massa e colocar outra por cima. Pressionar com os dedos entre o recheio e as pontas e cortar com uma faca à volta em quadrados ou usar um molde. Repetir a operação até terminar a massa. Cozer os raviolis em água fervente temperada de sal, até estar "al dente".

Para o molho, colocar os tomates já sem pele e picados, num tachinho com um fio de azeite, a polpa de tomate e deixar apurar uns minutos até reduzir. Acrescentar cerca de 150 ml do caldo da cozedura, o açúcar, retificar o sal e apurar novamente. Triturar no liquidificador e se necessário juntar mais caldo da cozedura.

Servir os raviolis de imediato, cobertos com o molho e decorar com salsa seca. Bom apetite!

11 março 2014

Bacalhau Assado No Forno Com Batata "A Murro" E Pimentos Assados


Eu não sei como a maioria das pessoas derrete o coração das suas ou seus "mais-que-tudo", mas lá em casa, eu derreto os dois corações que por lá andam, com bacalhau bem regado com bom azeite e pão caseiro quentinho. Cada uma tem os seus truques... 

Ingredientes para 3 a 4 pessoas:
- 3 postas do lombo de bacalhau (Usei Pascoal já demolhado)
- 800g de batata média branca (usei para cozer)
- 2 pimentos vermelhos
- 3 a 4 dentes de alho laminados
- 1 colher de café de paprika
- azeite virgem q.b.
- azeitonas pretas q.b.
- sal q.b.

Preparação:
Descongelar o bacalhau naturalmente, escorrer e secar bem com papel absorvente. Colocar num pirex grande, com os alhos, a paprika polvilhada por cima das postas e regar com azeite. Levar ao forno pré-aquecido a 180º, aproximadamente 15 a 20 minutos e ir regando com o próprio azeite. Entretanto cozer as batatas (pois dá um grande avanço se não forem apenas assadas) até ficarem "quase cozidas", escorrer, dar um murro a cada uma sem esmagar na totalidade e reservar. Assar os pimentos no bico do fogão a gás por exemplo, ir virando os pimentos até ficarem totalmente com a pele preta. Colocar dentro de um saco de plástico e fechar durante alguns minutos para criar vapor. Retirar a pele (debaixo da torneira com um fio de água a correr facilita), as sementes e cortar às tiras. Colocar as batatas com um pouco de sal por cima e os pimentos junto do bacalhau, se necessário regar com mais azeite e voltar ao forno cerca de 15 minutos aproximadamente. Servir quente e decorado com azeitonas pretas. Bom apetite!

Nota: Se as postas de bacalhau forem servidas sem pele, espinhas e às lascas, dão para 4 pessoas.

08 março 2014

Workshop - Festas Em Casa

Para comemorar o Dia da Mulher, nada como participar em mais um workshop, com os ensinamentos da Lúcia, da Dulce e das suas duas ajudantes, que nos receberam de braços abertos, numa cozinha decorada a rigor no Espaço Teka, no Parque das Nações. Sempre presente estão as loiças da Memória Lusa para abrilhantar as mesas, a ajuda preciosa do António (obrigada António pelos bolinhos tão deliciosos!) e a sua My Cook e as lindas formas d´ A Metalúrgica. Reencontrei algumas caras conhecidas e já amigas que me proporcionaram momentos muito bem dispostos, longe da rotina que é a vida de uma mulher. O tema de hoje era "Festas em Casa - Eventos com Sabor", e sendo eu uma adepta das festas não podia faltar. Como sempre, aprendo truques e receitas novas, sempre debaixo de olho das chefes que se nos distraímos vêm dar-nos um ralhete, por isso há que levar a sério o que estamos a cozinhar. Já estou ansiosa pelo próximo. Desta vez eu e a Paula fizemos equipe e tratámos das Tarteletes de Limão e Morangos. As fotos foram as possíveis no meio do caos que é uma cozinha com muita gente, e não foi nada fácil alinhar as meninas da foto, eu, a Ana, a Tesha, a Paula, e em baixo a Sónia  do Duranjas, ficando aqui a faltar a simpática Clarisse e as restantes participantes que ainda não conhecia. Para terminar, só posso desejar a estas e a todas as Mulheres do Planeta, um dia recheado de coisas boas.

Receitas Doces:
Queen Pudding
Triffle de Frutos Tropicias
Cheesecakes de Chocolate e Amendoins
Tarteletes de Limão e Morangos 

Receitas Salgadas:
Canapés de Camarão e Bacon
Supremos de Frango
Espirais Mistas
Guacamole e Pinhões e Romã
Quadrados de Festas

05 março 2014

Pão "Integral" Com Sementes De Sésamo, Papoila E Amêndoas Laminadas

Para qualquer amante de cozinha, fazer pão é indispensável. Dá-nos aquela alegria em como nada nos pode parar. Para uma pessoa impaciente como eu, é um feito ter de esperar quase duas horas para a massa levedar. Há pequenas dicas que nos facilitam a vida, tais como, saber esperar, colocar sempre a água morna, ou seja, quando tocamos com o dedo na água não sentir a temperatura da mesma, isto para não "matarmos" o fermento, amassar bem para desenvolver o glutén e sentir a massa elástica, untar a taça com azeite pois facilita retirar a massa depois de levedada e tantas outras. Esta foi a primeira foto de 3 pães iguais que fiz, pois prometi a mim mesma só parar depois de ficar com um pão perfeito. E assim foi. À terceira tentativa parei, pois temos de consumir o pão para voltar à carga de novo.

Ingredientes:
- 250g de farinha de trigo Tipo 55
- 250g de farinha de trigo integral
- 5g de fermento de padeiro seco
- 1 colher rasa de chá de sal fino
- 1 colher de sopa de sementes de sésamo + q.b. para polvilhar
- 1 colher de sopa de sementes de papoila
- 1 colher de sopa de amêndoas laminadas
- 300ml de água morna
- azeite q.b. para untar

Preparação:
Colocar os ingredientes secos numa taça e misturar bem. Verter esta mistura na bancada da cozinha e abrir um buraco no meio. Colocar a água aos poucos e ir misturando de dentro para fora, para a água não sair. Amassar cerca de 10 minutos até a massa começar a ficar um pouco elástica. Formar uma bola com a massa e deixar levedar numa taça untada com azeite (não é necessário muito), tapar com um pano ou película aderente e deixar num local seco e quente e livre de correntes de ar, cerca de duas horas ou até dobrar de volume. Colocar papel vegetal numa forma "tipo" inglês (facilita para retirar o pão depois de cozido) e verter a massa, sem mexer muito nela, dentro da forma. Pincelar com água e polvilhar com algumas sementes de sésamo. Deixar descansar a massa mais meia hora. Levar ao forno pré-aquecido a 180º,  aproximadamente 35/40 minutos. Se colocarem uma taça pequena com água no tabuleiro do forno, ou até colocarem um pouco de água no próprio tabuleiro quando o forno estiver quente, ajuda a criar vapor e assim o pão fica com uma crosta mais estaladiça. Bom apetite!

03 março 2014

Mercado Gourmet 2014 - Campo Pequeno

Para quem gosta de visitar estes mercados, não esqueçam que nos dias 7, 8 e 9 de Março, o Campo Pequeno em Lisboa, vai abrir portas para um Mercado Gourmet e bem Português. Onde não vão faltar os Patês, Queijos, Enchidos, Azeite, Condimentos, Vinhos e Licores, Chocolate, Compotas, Doçaria, Mel, Ervas Aromáticas, Conservas, Padaria, Chás, Biológico e muito mais.


Datas: 7 a 9 de Março 2014
Horário: 11:00 às 21:00
Local: Arena da Praça do Campo Pequeno
Entrada: 1€ DEDUTÍVEL EM COMPRAS *

* o valor de 1€ pago à entrada é dedutível em qualquer compra, de valor igual ou superior a 8€.

Para mais informações: mercadogourmetcp@gmail.com



Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...