31 julho 2019

Mazagran (ou refresco de café se não tiver o rum)

Quem nunca bebeu refresco de café? Não há malta da minha geração que não se lembre deste refresco de café que as nossas mães faziam. Muitas das vezes nem punham café, era cevada solúvel. Agora que cresci já posso beber café e dar-lhe um cheirinho de rum e chamar de Mazagran. Bem bom!
Usem cardamono, estrela de anis, canela, limão, mais ou menos café, com ou sem rum, o importante é que o façam ao vosso gosto. Eu gosto do meu assim :)


30 julho 2019

Tostinhas de queijo com pasta de manjericão

Ainda com a tarefa de gastar tudo o que havia no frigorífico, lá arranjei uns miminhos para compor o jantar que era só de sopa. 

Sobras de vários queijos ralados do pão recheado com queijo que fiz no almoço com os amigos, e um pão cacete esquecido já a endurecer. 

O almofariz sempre a postos para fazer alquimia e umas ervas frescas são tudo o que preciso para colorir estas tostinhas, depois é só levá-las ao forno que ele me devolve tudo delicioso. 

Perfeito, melhor era impossível!


29 julho 2019

Gelados de beterraba, iogurte e mel

Eu e o "mais-que-tudo" formamos uma boa equipa no que toca a planear os fins-de-semana fora. E que bem que nos sabe estas escapadelas pelo nosso país, que tanto ainda tem para nos oferecer. 

Não precisamos nem de combinar nada, é só marcar a estadia em cima da hora, e tanto ele como eu sabemos exatamente o que temos de fazer. Desta vez levámos menos malas, porque era preciso encher o carro de criançada, e na hora de escolher, que se lixe os bens materiais, as nossas pessoas estão sempre em primeiro lugar. 

Como sei o que me competia fazer, um dia antes da partida andei a reciclar tudo o que havia no frigorífico, porque aqui também há desperdício zero. As beterrabas já cozidas foram trituradas, uma parte para os gelados e outras congelei para outras preparações, que posso usar nas massas, nos patés ou nuns queques, para o lixo é que não!


23 julho 2019

Massa filo com salmão, espinafres e requeijão

Todas as fases da vida são importantes e é preciso saber lidar com elas da melhor maneira. E a melhor maneira é ter sempre presente uma pitada de alegria, um cheirinho de humor, quanto baste de otimismo e amigos por perto. Está feito, a seguir é só viver, que a vida resolve-se praticamente sozinha.
E foi sozinhos que eu e o "mais-que-tudo" saboreámos esta tarte, empada, nem sei bem como lhe chamar, o que sei é que estava bem saborosa e ao mesmo tempo desconcertante com a amêndoa. Boa semana a todos!

12 julho 2019

Sopa de peixe e frutos do mar

Adoro estas sopas com sabor a mar. Gosto mesmo! E gosto tanto que vou já partilhar com vocês antes mesmo de escrever a receita (já têm a receita), porque me custa sempre muito ver que continuam a visitar-me diariamente e esperam sempre uma receita nova. Obrigada leitores, vocês são a minha grande companhia! Bom fim-de-semana!


09 julho 2019

Quiche de alho francês e bacon

Nas refeições de sempre, as quiches estão presentes para salvar o meu dia. Fazem-se com quase tudo, desde que a base seja ovos, natas ou iogurte natural e queijo. A massa de compra facilita a maior parte do trabalho, embora feita em casa tenha outro gosto, como é óbvio. A de hoje tem alho francês e bacon, uma dupla perfeita para mim :).

03 julho 2019

Red fish no forno com alho francês

O peixe no forno para mim fica ali par a par com o bitoque. Adoro ambos! Quem não gosta? Eu gosto de comer praticamente de tudo. A idade alarga-nos o horizonte em quase tudo, e em quase todas as pessoas. Muitas claro que ficam pelo caminho e não conseguem ver a não ser só em frente. Elas é que perdem.
Para hoje tenho uma receita simples de Red fish no forno com alho francês, que lhe dá um toque mais especial. Eu cá gosto muito!


01 julho 2019

Fettuccine com manjericão e anchovas

Massa, molho e pronto, continua a valer-me nos dias em que não me apetece grandes refeições de peixe ou carne, ou pela preguiça de passar horas a preparar uma refeição mais composta.
Levo uma panela de água temperada de sal a ferver e enquanto preparo a massa, piso no meu almofariz de estimação uma mão cheia de folhas de manjericão e 4 ou 5 anchovas de conserva que sobraram de outra refeição de massa, sal grosso (pouco, que as anchovas são muito salgadas) para ajudar no piso e depois da pasta feita adiciono azeite em fio e vou mexendo.
Massa cozida "al dente" e molho pronto a abraçar a massa ainda quentinha. Eu gosto e vocês?