Paginas

27 dezembro 2020

Chips de batata-doce roxa e molho wasabi

O Meu Tempero

O Natal quer-se calmo, ou não, cada um decide a melhor maneira de o passar, ou de sobreviver a esta época do ano, porque sabemos todos que meio mundo não gosta destes dias.
Por aqui os quatro fizemos a festa (sim, o Scott também é família!), e à mesa estiveram presentes em forma de comida, as nossas pessoas de sempre.
As visitas no dia 24 foram por escassos minutos que souberam a eternidade, e assim demos mais valor a pequenas coisas que damos por garantidas.
No dia 25 "cantámos" os 15 anos deste puto que aprendi a amar do jeito que ele é, com a família presente em videochamada.
Foi bom, aliás, foi muito bom, talvez me arrisque a dizer que foi o melhor Natal de sempre.
Agora a receita, umas chips de batata-doce roxa que vieram por engano nas compras, e decidi transformá-las num snack. Estavam mesmo boas, mesmo para quem não aprecia esta batata. Abraços e cuidem-se!

09 dezembro 2020

Licor de canela

O Meu Tempero

Ainda me lembro há muitos anos atrás, uma das minhas avós fazer licor na casa dos meus pais. Usava um álcool que se comprava na farmácia, açúcar, corantes e aromas artificiais. Ficavam uma delícia. O que mais me lembro era o licor de menta que era bem verde, e o de tangerina era o meu favorito. 
Cá por casa também temos o nosso preferido, que é o de canela. Faço muitas vezes e evapora num instante :).
Bem fácil de fazer com vodka, açúcar e paus de canela, depois o tempo faz o resto.

07 dezembro 2020

Cheesecake de forno com queijo Quark e aroma de baunilha

O Meu Tempero

Os dias têm passado a correr, e agora que estou a trabalhar longe tenho de dar prioridade às outras coisas boas da vida que vão para além de passar demasiado tempo na cozinha. É uma gestão de tempo que não me importo que agora seja feita assim, com a cozinha a ficar mais para trás. 

Prefiro ir dar um  longo passeio ao campo nas manhãs de sol, do que ficar em casa. À tarde a luz vai-se embora depressa e mesmo que cozinhe, não posso fotografar sem luz natural. Claro que vivo com um fotógrafo profissional e poderia pedir-lhe ajuda, mas tudo tem uma razão de ser, e agora estou feliz assim, pois tenho tudo o que preciso e desejei. 

A receita de hoje é um cheesecake de forno que faço imensa vezes, depois vou mudando o aroma, umas vezes com limão, outras baunilha, etc., altero a base, umas vezes com bolachas digestivas, outras com bolachas de aveia, noutras acrescento frutos secos, podemos ir fazendo experiências com o que temos em casa. Quando quero um cheesecake mail alto uso uma forma mais pequena, mas o mais-que-tudo gosta assim e eu faço-lhe a vontade.

 Um abraço a todos e boa semana!