26 abril 2016

Pizza (só) na frigideira

Eu podia aborrecer-vos com os meus assuntos. Aqueles que me inquietam a alma. Podia falar de tanta coisa, mas reza a história que devemos ser politicamente corretos e não importunar os outros com as nossas inquietações. Até porque não ganharia nada com isso. Antes pelo contrário, afugentaria aqui muita boa gente. A verdade é que andamos sempre todos muito ocupados nas nossas vidas e há coisas que podíamos fazer que marcariam a diferença na vida das nossas pessoas. Na, na, na... Prefiro falar da grande parvoíce  que foi no domingo ter tentado abrir uma garrafa de champanhe sozinha em casa. E? E obviamente não consegui. Era com champanhe que me apetecia acompanhar a pizza que fiz para o meu jantar, enquanto eles foram em passeio de homens. E sim, fiquei mesmo chateada por não ter bebido uma taça de champanhe. Até porque raramente bebo bebidas alcoólicas. Aprecio um bom vinho tinto e adoro champanhe. Tanta força eu fiz e o raio da rolha não saía. Eu tinha o tal chamado Plano B, aquele que devemos ter sempre em todas as ocasiões, especialmente nas ocasiões de emergência. Mas que pensaria o vizinho do 2º esquerdo se eu lhe tocasse à porta com uma garrafa de champanhe... Enfim há coisas na vida que os Planos B´s não funcionam e o melhor que podemos fazer é trocar champanhe por água e à sede não morri. 
Ainda não vos contei que o meu forninho voltou para casa na quinta-feira passada? Pois é, mas tornou a sair 5 minutos depois porque veio mal montado. E como é que um forno muda todo um plano de vida? Na, na, na, na... Prefiro contar-vos que mesmo sem forno é possível fazer uma pizza totalmente na frigideira. É claro que a ideia não foi minha, porque já está tudo inventado, tirando que não a acabei no forno como habitualmente toda a gente faz. Boa semana!

Ingredientes para 1 pizza média:
Para a massa:
- 150g de farinha de trigo + para enfarinhar a bancada da cozinha
- 1 colher de café de sal grosso
- 1 colher de café (cheia) de fermento químico
- 75ml de água
- 1 fio de azeite
Para rechear:
- molho de tomate q.b.
- queijo mozzarella ralado q.b.
- rodelas de chouriço q.b.
- azeitonas pretas q.b.

Preparação:
Numa taça colocar a farinha, o sal e o fermento. Abrir um buraco ao meio e verter a água e o azeite e ir mexendo com a colher de pau até ser possível e depois amassar com as mãos até ficar uma massa lisa e elástica (demora apenas alguns minutos). Polvilhar a bancada da cozinha e estender a massa com o mesmo diâmetro da frigideira.

Aquecer a frigideira e tostar em primeiro lugar as rodelas de chouriço e reservar. Limpar a mesma com papel absorvente e forrar com papel vegetal (para proteger a massa de queimar mais rapidamente).

Levar novamente ao lume a frigideira a aquecer. Colocar a massa e deixar cozinhar de ambos os lados, voltando depois ao lado inicial. 

Enquanto a massa está na frigideira fazer um molho de tomate rápido, aquecendo numa pequena caçarola polpa de tomate, sal e pimenta, orégãos e manjericão seco a gosto.

Baixar o lume da frigideira e verter o molho de tomate por cima da massa, o queijo ralado, o chouriço previamente tostado e algumas azeitonas. Deixar a cozinhar lentamente até o queijo derreter. Servir quente. Bom apetite!

14 comentários:

  1. Que sugestão fantástica!
    Adorei.
    Beijinhos
    Vânia
    http://colherdepausaltoalto.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais rápido que encomendar para me trazerem a casa. Palavra de escoteira ;). Bjs

      Eliminar
  2. Também já experimentei assim e gostei muito do resultado. O queijo não derrete tão bem como no forno mas a massa fica bem crocante :) Uma solução que até sai muito saborosa :)
    Beijinhos ...
    Guloso qb

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu cozinhei a massa dos dois lados antes e depois virei-a ao lado inicial. Depois aqueci o molho de tomate e assim quando pus o queijo foi meio caminho andando para derreter melhor. É claro que as do forno ficam melhor. É claro que a massa levedada com fermento padeiro tem outro sabor, mas tendo em conta os fatores falta de forno, olha soube que nem gingas ;). beijocas e bons cozinhados.

      Eliminar
  3. Não foi ao forno mas ficou com um aspecto maravilhoso, melhor só se fosse acompanhado de champanhe hahaha
    Beijinho
    http://asreceitasdamaegalinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem me fales no champanhe. É que só faltou ir buscar o martelo... Haviam de fazer champanhe com abertura fácil como as minis :). bjs

      Eliminar
  4. Eu já fiz várias pizzas na frigideira! É rápido e dá pouco trabalho! E ficam bem boas! O que seria de nós em um homem nas nossas vidas! Mas nós chegamos lá! Nem que seja com um plano C, E, F...!! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim isso é verdade, nós chegamos sempre lá. Bebi água da torneira e pronto eheheh. beijocas

      Eliminar
  5. Excelente ideia, deve ser divinal

    http://vinhosecompanhias.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem, divinal, divinal, falta-lhe um bocadinho assim como no anúncio do "Danoninho", mas que é bem melhor que as congeladas que se fazem no micro-ondas ai isso é sim senhor! Dentro do padrão qualidade/e sem forno é uma bela pizza e com a massa feita na hora.

      Eliminar
  6. Que sugestão deliciosa! Gostava muito de te ter feito companhia na tal taçinha de champagnhe.
    bjns

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso era bom, companhia para uma taça de champanhe e dois dedos de conversa é sempre bem-vindo. Agora abrir a garrafa... Podemos ficar com um copo de vinho tinto, que isso já sei abrir ;). bjs e bons cozinhados.

      Eliminar
  7. Carla eu também não ia conseguir abrir a garrafa. Nunca consigo. Por isso estamos juntas.
    Pizza de frigideira parece-me Top! :D
    A ver se o forno volta de vez. Beijinho
    Um beijinho,
    Sarinha.
    No Conforto da Minha Cozinha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem me fales no forno! Está a demorar tanto que quando chegar ponho-lhe as malas à porta. Bem talvez se nos juntássemos as duas conseguíssemos abrir a garrafa. Beijinho Sara bons cozinhados.

      Eliminar

Comentem e critiquem à vontade. Estou aqui para partilhar e também para aprender. Apenas não serão publicados comentários sem serem assinados e desprovidos de sentido.

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...