19 janeiro 2017

Tarte tatin de peras bêbedas (com massa folhada)

Um convite "oficial" feito de forma muito carinhosa, sem direito a recusa, nem invenções de desculpas esfarrapadas, embora a minha vontade de ficar por casa sossegada no fim de ano fosse uma boa desculpa. Nem sequer pensei, pois a companhia era demasiado boa para não aproveitar, além de ser perto de casa. Lá fomos todos animados, e conosco também foi esta tarte tatin que em cima da hora vi num programa de televisão. Achei a ideia genial e quis experimentar. Nem foi preciso anotar a receita, segui o meu instinto e fiz como achei melhor. No regresso trouxe comigo o carinho dos meus amigos e dos meus sobrinhos emprestados que adoro e que me dão sempre vontade de os levar para minha casa, e ainda um truque espetacular para cozinhar gambão selvagem sem perder a textura da carne e ficarem molengos (assim que puder partilho a receita), ensinado pela amiga que nem liga a estas coisas da culinária. Quem diria que um dia ela ia ensinar-me uma receita... É bom ter amigos e família por perto. Nada na vida supera os momentos agradáveis que passamos com as nossas pessoas queridas.

Ingredientes:
- 8 peras rochas
- 1 litro de vinho tinto
- 1 pau de canela
- 1 estrela de anis
- 8 colheres de sopa de açúcar amarelo
- 1 placa de massa folhada
- manteiga para untar

Preparação:
Numa pequena panela colocar as peras inteiras descascadas. Adicionar o vinho que deve cobrir as peras, o pau de canela, a estrela de anis e o açúcar. Levar ao lume até estarem cozidas mas firmes. Ir virando as peras se necessário para que todos os lados tomem a cor do vinho.
Retirar as peras e reservar. Voltar a levar a panela ao lume com o vinho e deixar a reduzir até que se torne uma calda tipo xarope.
Untar com manteiga uma forma baixa (amanhã coloco o diâmetro) e alinhar as peras dando-lhes a forma com que vão ficar depois de desenformar. Verter um pouco da calda de vinho e guardar a restante.
Retirar a massa do frigorífico e colocar por cima das peras aconchegando-a bem.
Levar ao forno pré-aquecido a 200º, durante cerca de 15 minutos para a massa folhar. Reduzir o forno para 180º e deixar mais 15 minutos até estar crocante e dourada. Retirar do forno e desenformar virando-a sobre o prato ao contrário para que as peras fiquem viradas para cima. Servir morna ou fria e com a calda que sobrou. Bom apetite!

4 comentários:

  1. Olá amiga.
    Sem palavras e com a lágrima no canto do olho, estou a minutos a olhar para esta caixa de texto sem saber o que escrever... Hoje em dia é raro termos um elogio deste, por isso há que aproveitar bem. Também gosto muito de ti, de vocês, fazem família muito bonita!
    Não aceitaria uma recusa ao convite e por isso arranjei maneira de te o fazer sem que pudesses negar e no final, resultou só faltou Pulguento.
    Não ligo a estas coisas de culinária, não gosto de cozinhar e se calhar porque não me sai bem. O que me vale são as cabulas = ao teu blog :)
    Para qualquer duvida a resposta está no "o meu tempero", ou numa chamada...
    Quanto aos camarões, como a cobaia eras tu, não te podia ligar :P
    Atenção que escreveste duas vezes que moras perto de mim e esta é a arma para não recusares um próximo convite :P
    Continuação de bons cozinhados que eu terei sempre apetite para eles.
    Beijo
    Pat.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não era para ficares triste então? :) xô, xô lágrima. É verdade faltou o pulguento, mas enquanto ele não se portar como um menino educado só tem permissão para ir aos avós, que lhe deixam fazer tudo claro ;). Olha que fiquei muito surpreendida com a tua receita, estavam deliciosos, e guardo a receita com carinho na carteira para testar em breve. O próximo almoço é na minha casa, e sem direito a recusa ou desculpas esfarrapadas e vai convite oficial também. É um prazer cozinhar para vocês! bjs com saudades de todos e mais ainda dos teus piolhos.

      Eliminar
  2. É muito bom quando estamos rodeados de quem mais gostamos. Adorei a tarte. Ficou maravilhosa. Mesmo feita por instinto. Foi um sucesso. Que a vida te traga sempre muitos convites irrecusáveis. Beijinhos e fico à espera da receita do gambão porque ele ficou molengo qd fiz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Igualmente para ti Sara! Muitos convites e outras coisas boas. Assim que comprar gambão vou logo experimentar. beijocas

      Eliminar

Comentem e critiquem à vontade. Estou aqui para partilhar e também para aprender. Apenas não serão publicados comentários sem serem assinados e desprovidos de sentido.

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...