17 abril 2012

Pudim de Pão E Amêndoa

Uma semana difícil, entre ausências, suposições e uma perda. A última das avós partiu e com ela levou a resposta à pergunta que 39 anos não me chegaram para lhe fazer. Na sua viagem, deixou beijos e mandou dizer que gostava de todos. Isso bastou-me. Deixei-a partir em paz, e a minha pergunta partiu com a resposta dela. Afinal pouco importa. Guardo no meu baú emotivo, pequenas grandes recordações de infância. A sua típica casa num bairro de pescadores em Portimão, a laranjeira à sua porta, o muro caiado, o canteiro cheio de flores, os figos maduros que ela me dava, o colo, os beijos, o cuidado para eu não deixar ninguém me tocar no pipi, como ela dizia, as botinhas e os casaquinhos de lã, que só ela sabia fazer, o jardim na rua de baixo, as voltas ao quarteirão que ela nos mandava dar quando nos sentiamos aborrecidos, os primos reunidos, a felicidade total, a inocência da vida... Faltou-me ter enchido o resto do baú com outras tantas coisas, mas a culpa dividi-se por todos. Ninguém tem culpa...

Ingredientes:
- 150g de miolo de pão de forma
- 150g de amêndoa (usei laminada)
- 500ml de leite
- 200g de açúcar (usei mascavado)
- 4 ovos (Tamanho L)
- 50g de margarina
- caramelo líquido (usei de compra)

Preparação:
Num tacho com o leite junta-se o pão em pedaços, a amêndoa que triturei no robot de cozinha, deixando algumas laminadas para a decoração e leva-se a ferver em lume brando, até o pão estar desfeito.
À parte numa taça bate-se os ovos com o açúcar, até ficar uma mistura esbranquiçada. Reserva-se.
Ao preparado do leite,  após retirado do lume, adiciona-se a margarina, misturando bem. Deixa-se arrefecer um pouco e adiciona-se lentamente à gemada, mexendo sempre. Por fim coloca-se a mistura numa forma de pudim com tampa, já untada com o caramelo. Coloca-se na panela de pressão com água até meio da forma. Fecha-se bem a panela de pressão. Deixa-se cozer em lume forte, e quando começar a ferver, baixa-se o lume e sensivelmente 15/20 minutos depois desliga-se. Espera-se até arrefecer completamente para abrir a panela de pressão. Desenforma-se e depois de arrefecido vai ao frigorífico. Decora-se com o resto das amêndoas laminadas ligeiramente torradas numa frigideira.

Bjs a todas/os e desculpem a minha ausência.

5 comentários:

  1. Olá querida!

    Lamento muito! Mas o importante é termos um baú com as nossas recordações e podermos deixar as pessoas que amamos partirem em paz! Espero que abras esse baú quando vierem as saudades, porque é para isso que ele serve!

    Adorei o teu pudim!

    Beijinho grande

    ResponderEliminar
  2. Que maravilha de aspecto, deve ser tão bom!

    ResponderEliminar
  3. Compreendemos a tua ausência, lamento a tua perda Carla e daqui te envio os meus pêsames sinceros.

    Recebe um beijinho bem docinho quanto este teu pudim...

    ResponderEliminar
  4. LAMENTO A TUA PERDA MAS A VIDA É MESMO ASSIM...
    ADOREI ESSE PUDIM ESTA MESMO DE DAR ÁGUA NA BOCA.
    BJS

    ResponderEliminar
  5. Lamento imenso pela perda. Coragem!
    Este pudim está tão lindo. Deve ser tão bom. Gostei muito do aspecto.
    Beijinhos

    ResponderEliminar

Comentem e critiquem à vontade. Estou aqui para partilhar e também para aprender. Apenas não serão publicados comentários sem serem assinados e desprovidos de sentido.

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...