30 janeiro 2015

Sandwich Gigante De (Sobras) De Carne Assada

As boas receitas também são feitas do improviso. Sem regras, sem balança, sem métodos profissionais, nem ambições fotográficas... É estas receitas que me enchem a alma, e é por isso que eu ainda gosto tanto de cozinhar e não me preocupo em registar todas elas, para que também possa apreciar as minhas refeições calmamente. Hoje não há receita, apenas o registo fotográfico meio trapalhão com a faca de pão que já foi um dia, a minha faca para tudo. Hoje fica o registo de como podemos dar uso às sobras de carne assada, que junto com uma sopa, fazem uma refeição bem apetitosa. Pão, carne assada, alface, cenoura ralada, milho e maionese caseira de coentros numa sandwich gigante para dividir por todos. Bom fim de semana!

29 janeiro 2015

Vitela Com Rebentos De Bambu E Molho De Ostra

Eu sou uma grande apreciadora da nossa gastronomia, mas muitas vezes adoro fugir ao compromisso das nossas raízes e ir por aí à descoberta ao sabor do vento. É certo e sabido que na minha dispensa por vezes faltam os ingredientes chave para eu andar por aí noutros ventos, mas com boa vontade, molho de soja e uns pauzinhos chineses tudo se resolve. Cá por casa apreciamos muito e eu aprecio ainda mais ver o "piolho encardido" dominar a técnica dos pauzinhos, coisa que faz desde que usava fraldas... Eu sei, eu sei, fui uma péssima mãe em obriga-lo a comer de pauzinhos, mesmo o arroz chau-chau, mas que agora lhe é muito útil para os pratos que se vão fazendo cá por casa, é!


Ingredientes para 4 pessoas:
- 600g de vitela em bifes e cortada às tiras
- 1 cebola em meias luas e depois às tiras finas
- 1 lata de rebentos de bambu em conserva já escorridos
- 2 colheres de sopa de óleo de amendoim
- 3 colheres de sopa de molho de ostra
- 2 colheres de sopa de molho de soja

Preparação:
Levar a aquecer o wok. Adicionar o óleo e saltear ligeiramente a cebola. Adicionar a carne e deixar até ficar tenra. De seguida os rebentos de bambu, o molho de soja, o molho de ostra e envolver bem. Se necessário juntar umas colheres de água. Servir quente com arroz chau-chau ou arroz branco simples. Bom apetite!

28 janeiro 2015

Gelatina De Manga Com Iogurte (Sem açúcar)

Estava aqui a compor a receita para o dia de hoje e no mesmo momento decidi telefonar à minha querida amiga Techa, depois de uma mensagem no FB. Ah que saudades eu tinha das nossas conversas. Quando desliguei o telefone tinham passado 50 minutos, e ainda havia tanto para falar, porque somos ambas muito tagarelas e espontâneas, e assunto nunca nos falta. Nunca há vazios no meio das conversas, antes pelo contrário, atropelamo-nos uma à outra, bem, eu acho que atropelo um pouquinho mais, outro defeito que não consigo corrigir. A Techa é uma cozinheira de mão cheia e tenho tanto para aprender com ela, que qualquer dia rapto-a e trago-a cá para casa para o pé de mim. Tenho a certeza que ela me ensinaria tantas coisas que ainda não sei cozinhar, além de que nos iríamos divertir a dobrar. E depois de tanta tagarelice, só sobrou tempo para uma sobremesa rápida.


Ingredientes para 6 a 8 pessoas:
- 2 mangas grandes bem maduras
- 2 iogurtes gregos naturais
- 3 colheres de sopa de mel
- 500ml de água
- 1 saqueta de gelatina neutra Royal

Preparação:
Triturar as mangas partidas aos pedaços, no liquidificador ou com a varinha mágica. Se necessário juntar um pouco de água. Adicionar os iogurtes, o mel e misturar novamente. À parte numa pequena caçarola, levar a água a ferver, retirando um pouco de água ainda fria para dissolver a gelatina. Quando estiver a ferver, retire do lume e misture a restante água com a gelatina já bem dissolvida. Por fim, misturar a gelatina ao preparado das mangas e mexer bem. Dividir em taças individuais e levar ao frigorífico até solidificar. Bom apetite!

27 janeiro 2015

Barrinhas De Cereais Com Cacau (No Forno)

Cá por casa o "mais-que-tudo" gosta sempre de ter à mão, barras de cereais para pôr na sua mala de fotógrafo, e ter sempre por perto algo simples e prático para fazer calar a barriga quando ela pede uma refeição. E eu nem sempre me lembro de as incluir nas compras, porque ninguém é perfeito. No dia a seguir a ter reclamado, já estavam prontas umas barrinhas de cereais caseiras que são bem melhores que as outras. Ao contrário das que aqui já partilhei, estas precisam de forno. Ambas as formas de fazer são boas, mas é natural que estas que vão ao forno fiquem bem mais estaladiças e aguentem melhor os dias mais quentes que as outras. Eu apesar disso continuo a gostar de ambas.


Ingredientes para 8 barrinhas:
- 150g de aveia integral
- 50g de amêndoas laminadas ligeiramente picadas
- 50g de sultanas douradas ligeiramente picadas
- 25g de sementes de sésamo
- 25g de sementes de abóbora ligeiramente picadas
- 1 colher de sopa de cacau magro Royal
- 100ml de mel + 2 colheres de sopa de água

Preparação:
Misturar todos os ingredientes secos numa taça grande. Levar o mel a aquecer alguns segundos no micro-ondas, o tempo suficiente para que fique mais líquido. Juntar a água ao mel e mexer bem. Juntar o mel ao preparado anterior e envolver bem. Forrar uma travessa (usei quadrada de 22 cm) com papel vegetal e verter a mistura, calcando bem com as costas de uma colher para que fique bem unido e compactado. Levar ao forno pré-aquecido a 160º, aproximadamente 20 m. Deixar arrefecer por completo e cortar no tamanho desejado. Embrulhar em papel vegetal ou outro e guardar num frasco. Bom apetite!

26 janeiro 2015

Bolinhos De Pescada Com Gengibre (No Forno)

Este fim de semana decidi agendar as minhas receitas para a semana toda, assim em jeito de empreitada, tal como estes bolinhos de peixe que fizeram as minhas delícias. Feitos no forno, a culpa é menor como sempre, e qualquer acompanhamento é bom. Massa, arroz, saladas ou legumes, ficam perfeitos na companhia destes bolinhos.


Ingredientes para 20 bolinhos:
- 2 postas grandes de pescada cozida e desfiada
- 1 cenoura sem casca, ralada e bem espremida para retirar a maior parte do líquido
- 1 courgete sem casca, ralada  e bem espremida para retirar a maior parte do líquido
- 1 pedaço de gengibre ralado (cerca de 1 colher de sobremesa)
- 1 dente de alho ralado
- cebolinho q.b. picado
- sal fino q.b.
- pimenta moída q.b.
- 1/2 colher de café de cominhos  moídos
- 1 colher de café de coentros moídos
- 1 colher de chá de açafrão das Índias (curcuma)
- 1 gema de ovo
- 1 pão (bolinha de mistura) embebida em água e depois bem espremida
- pão ralado caseiro (basta triturar um pão duro e torrado, no robot de cozinha)
- azeite q.b.

Preparação:
Numa taça grande, misturar bem todos os ingredientes, exceto o pão ralado e o azeite. Fazer pequenas bolas do tamanho de nozes. Se a mistura estiver muito mole, adicionar um pouco de farinha ou mesmo pão ralado. Passar todas por pão ralado caseiro (ou de compra). Colocar as bolinhas de peixe no tabuleiro do forno forrado com papel vegetal. Salpicar ligeiramente todas com azeite (não é necessário muito). Levar ao forno pré-aquecido a 180º, aproximadamente 25 a 30 minutos ou até secaram e dourarem. Servir quente ou morno com um acompanhamento a gosto. Bom apetite!

21 janeiro 2015

Bolinhos De Ananás (Sem Batedeira E Balança)

A semana já vai a meio e eu ainda não partilhei nenhuma receita por aqui, apesar da lista de espera estar a crescer... O frio, os dias mais pequenos, a preguiça depois do jantar, tudo desculpas bem boas para me justificar e não deixar os meus leitores zangados comigo. Hoje trago uns bolinhos que foram feitos depois do "mais-que-tudo" elogiar uns de maçã que comeu, quando fomos matar saudades de Sesimbra, no sábado passado. Claro que no domingo já estava a fazer testes na cozinha, isto depois de ficarmos sem internet, televisão e telefone, durante muitas horas no fim de semana. E só num dia saíram maçãs reinetas assadas, farófias e estes bolinhos com ananás. Tudo guloseimas que tentei tornar menos calóricas. E caso a batedeira ou a balança avariassem também, decidi compor a receita sem precisar delas. Saíram uns bolinhos muito saborosos e com pouca manteiga e tão, mas tão rápidos de fazer.


Ingredientes para 5 unidades:
- 2 ovos tamanho M (à temperatura ambiente)
- 4 colheres de sopa rasas de açúcar refinado + para polvilhar
- 1 colher de sopa de manteiga que depois é derretida e arrefecida
- 6 colheres de sopa cheias de farinha de trigo com fermento
- 4 colheres de sopa da calda do ananás
- 4 rodelas pequenas de ananás em conserva  cortadas aos pedaços pequenos

Preparação:
Numa taça, misturar os ovos, o açúcar e a manteiga, com uma vara de arames, o suficiente até estar tudo bem ligado. Adicionar a farinha aos poucos, alternando com a calda do ananás e continuar a misturar bem com a vara de arames. Por fim, acrescentar o ananás  e voltar a misturar. Forrar as formas com papel vegetal e sem untar. Dividir a massa por todas sem encher mais que 3/4. Polvilhar cada com um pouco de açúcar por cima. Levar ao forno pré-aquecido a 160º, aproximadamente 15 a 20 minutos. Bom apetite!

16 janeiro 2015

Granola Caseira #1

A Pipoca Arrumadinha, como já sabem, desafiou-me a cozinhar para ela todos os meses. Como qualquer outro desafio que envolva cozinhar, aceitei-o de bom grado. Faço-o com prazer. Já elaborei um bolo sem adição de gordura e um arroz de frango bem económico. Achei que hoje poderia fazer uma granola caseira para o pequeno almoço. Estas receitas estão na moda, e quase toda a gente já experimentou em casa várias combinações. Cá por casa também gostamos de sementes e bagas milagrosas, mas sem esquecer que o fundamental na nossa dieta, é o equilíbrio. Comer um pouco de tudo é o ideal. É substancial a diferença entre as granolas caseiras e as de compra, já para não falar que é uma ótima maneira de dar um destino aos frutos secos que sobraram da mesa de Natal. Ainda me custa ter de adicionar óleo a estas receitas, e por muito que digam que há óleos mais saudáveis, não deixa de ser óleo. Na minha perspetiva 1 colher de sopa de óleo é mais do que suficiente para ajudar a tornar a granola mais estaladiça, e podem substituir por um azeite virgem que não tenha muito sabor e assim tornar a granola um pouco mais saudável.


Ingredientes:
- 200g de flocos de aveia integral
- 150g de flocos de farelo de trigo integral
- 20g de sementes de linhaça castanha
- 20g de sementes de abóbora
- 20g de sementes de girassol
- 50g de amêndoas laminadas
- 1 colher de sopa de óleo de amendoim
- 6 colheres de sopa de mel
Para adicionar no final:
- 50g de alperces secos cortados às tiras
- 30g de uvas passas moscatel

Preparação:
Misturar todos os ingredientes secos, à exceção do óleo, do mel e dos frutos secos para adicionar no final. Levar o mel a aquecer no micro-ondas, alguns segundos, apenas o suficiente para tornar o mel mais líquido e fácil de envolver na granola. Juntar o óleo ao mel e verter no preparado anterior, misturando bem.
Forrar o tabuleiro do forno com papel vegetal e por cima espalhar a granola. Levar ao forno pré-aquecido a 160º, cerca de 20/25 minutos, dependendo do vosso forno e da altura da camada que ficou a granola. Se utilizarem um tabuleiro pequeno, a meio da cozedura dar uma volta para que doure de todos os lados. Deixar arrefecer por completo, adicionar os restantes frutos secos e colocar num frasco. Servir com leite ou iogurte. Bom pequeno almoço!

14 janeiro 2015

Perninhas de Frango Panadas No Forno

Eu tenho um certo "amor" por coxas de frango panadas. Lembra-me momentos felizes e inesquecíveis. Os longos piqueniques com os irmãos e a criançada, as festas de aniversário, o verão e as caminhadas e tantas outras coisas boas. É prático levar e comer, e quando bem temperadas deixam marcas no nosso subconsciente, pelo menos no meu deixam. Para que não retire de vez esta memória tão boa da minha ementa, as coxas de frango panadas cá em casa, agora são feitas no forno. Deliciosas, mais saudáveis e igualmente crocantes. 


Ingredientes para 14 perninhas:
- Para a marinada:
- 1 colher de sopa rasa de sal grosso
- 1 colher de sopa de paprika
- 1 colher de sopa de gengibre seco moído
- 1 colher de sobremesa de alho seco moído
- 1 colher de café de pimenta preta
- 6 colheres de sopa de vinho branco
- sumo de 1 limão
- 14 perninhas de frango
Para panar:
- pão ralado q.b.
- 1 ovo batido XL

- azeite q.b.

Preparação:
Misturar todos os ingredientes para a marinada. Envolver bem no frango e deixar a marinar no frigorífico de um dia para o outro, ou cerca de 2 horas. Escorrer cada coxa, passar pelo ovo e de seguida pelo pão ralado. Colocar no tabuleiro do forno forrado com papel vegetal. Salpicar ligeiramente cada coxa com um pouco de azeite (não é necessário muito). Levar ao forno pré-aquecido a 180º, aproximadamente 1 hora, dependendo do tamanho das coxas. Servir quente ou frio. Bom apetite e boas memórias!

12 janeiro 2015

Pão Com Chouriço (Receita Melhorada)

O pão com chouriço e o caldo verde são aquela dupla boa que comemos volta e meia em casa, e fora de casa no restaurante do costume. A verdade é que a malta lá de casa elogia muito o pão com chouriço nesse sítio e embora tenha a minha receita habitual de uns pães bem leves, tenho bem consciência que aquele pão massudo e ao mesmo tempo fofo e com o chouriço estaladiço, é divinal. A farinha forte para pão é essencial para esse resultado, mas é difícil encontrar. Portanto usei a farinha habitual Tipo 65, ajustei os pesos, retirei o azeite à massa, fritei o chouriço antes, alterei a temperatura e tempo de forno, para que chegasse a um pão mais rústico e consistente. O resultado foi aprovado por enquanto.


Ingredientes para 8 pães:
- 500g de farinha de trigo tipo 65
- 300ml de água morna
- 2 saquetas de fermento padeiro seco (4,6g cada saqueta)
- 1 colher rasa de sobremesa de sal fino
- 1 chouriço transmontano

Preparação:
Colocar a farinha na bancada da cozinha, fazendo um monte. Abrir um buraco no centro e lá dentro pôr o fermento e o sal. Juntar um pouco da água e misturar com um garfo a partir do centro para dissolver o fermento, puxando a farinha das laterais. Adicionar a restante água e voltar a misturar com toda a farinha. Amassar durante 5 minutos ou até a massa se despegar das mãos e ficar homogénea e elástica. Se necessário juntar um pouco mais de farinha (não é necessário muita). Colocar a massa numa taça grande ou alguidar com um pouco de farinha por baixo e por cima da massa. Tapar com película aderente ou um pano. Deixar a levedar em local quente e livre de correntes de ar, cerca de 2 horas ou até dobrar de volume.
Cortar o chouriço às rodelas. Aquecer uma frigideira e levar a fritar o chouriço de ambos os lados (não é necessário adicionar azeite ou qualquer gordura). Deixar arrefecer e reservar também a gordura natural que saiu do chouriço.
Polvilhar a bancada com um pouco farinha. Dividir a massa em 8 partes iguais. Esticar cada pedaço com as mãos, formando um pequeno retângulo (não é necessário usar o rolo da massa). Colocar 2 filas de chouriço lado a lado e um pouco da gordura do chouriço que se formou ao fritar, no meio da massa (no sentido horizontal) deixando espaço nos rebordos para unir a massa. Esticar a massa de um lados até à outra ponta e unir pressionando com os dedos. Unir também as extremidades.
Forrar o tabuleiro do forno com papel vegetal e polvilhar com farinha. Colocar os pães no tabuleiro e polvilhar cada um com um pouco de farinha. Deixar a levedar uma segunda vez, cerca de 30 minutos, antes de levar ao forno. Levar ao forno pré-aquecido a 200º, aproximadamente 30 minutos. Bom apetite!

06 janeiro 2015

Mousse De Chocolate Com Natas



Esta mousse foi para a festa de aniversário do "piolho encardido", no passado dia 25 de Dezembro. Doses pequenas individuais para que fosse mais prático. As groselhas dão sempre aquele ar festivo e trinca-la no meio da mousse dá um certo contraste que me agrada bastante.

Ingredientes 6 potes:
- 200g de chocolate culinária
- 1 colher de sopa de manteiga
- 200ml de natas (35% matéria gorda)
- 3 ovos separados tamanho L
- 3 colheres de sopa rasas de açúcar
- 1 colher de chá de essência de baunilha
- groselhas frescas para decorar

Preparação:
Derreter o chocolate com a manteiga em banho-maria, tendo atenção para que a taça com o chocolate não toque diretamente na água. 
Bater as natas que devem estar bem geladas, até ficarem consistentes. 
Bater as claras em castelo. 
Bater as gemas com o açúcar até ficar um creme esbranquiçado. 
Misturar bem o chocolate ligeiramente arrefecido, com as gemas e a essência de baunilha. 
Envolver bem de seguida, as natas batidas. 
E por fim, envolver as claras aos pouco e cuidadosamente. 
Dividir em potes individuais e levar ao frigorífico até solidificar. 
Na hora de servir, decorar com groselhas frescas. Bom apetite!

05 janeiro 2015

Tiras De Peru Com Gengibre, Funcho E Caju


Acabaram as festas, os aniversários e as férias terminaram com limpezas. Ufa estou cansada, tão cansada que até agradeço estar de volta ao trabalho, aquele que realmente nos recompensa. Acabaram os doces no frigorífico e novas regras começaram para compensar esta descompensação alimentar que eu própria também aderi. O prato de hoje passou no teste do "piolho encardido".  Desde que ele nasceu que tenho treinado o seu palato, para que nunca diga não, a nenhum alimento sem ter provado primeiro. O pai ainda "treme os joelhos" com gengibre a mais, mas este puto está a anos-luz dele, no que toca a especiarias e condimentos diferentes. 

Ingredientes para 3/4 pessoas:
- 600g de peito de peru cortado às tiras
- 2 dentes de alho picados
- 1 pedaço (a gosto) de gengibre fresco às tiras finas
- 1/4 pimento vermelho às tiras finas
- 1/2 bolbo de funcho às riras finas
- 3 colheres de sopa de óleo de amendoim
- sal e pimenta q.b.

- 100ml de água (ou caldo de aves ou legumes)
- 3 colheres de sopa de molho de soja
- 1 colher de sopa de molho inglês
- 1 colher de chá de amido de milho

- 1 mão cheia de caju

Preparação:
Aquecer um wok com o óleo. Adicionar o alho, o gengibre e deixar fritar um pouco. Acrescentar o peru e deixar a saltear uns minutos, para de seguida adicionar o pimento e o funcho. Quando o peru estiver quase cozinhado, misturar à parte numa taça, a água, o molho de soja, o molho inglês e o amido de milho, e verter para o wok. Deixar a fervilhar até o caldo reduzir e espessar, mexendo várias vezes. Temperar de sal e pimenta a gosto. Apagar o lume e adicionar o caju. Servir de imediato com arroz basmati. Bom apetite!

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...