15 junho 2016

Lombinho de porco com mostarda e tomilho em crosta de massa folhada

E assim passaram uns dias que foram um misto de especiarias e condimentos. Exames médicos, no meio uma anestesia geral que só me lembro quando acordei ter dito “que boa soneca”, algum descanso, uma festa de finalistas, encontro com a família, passeios no campo, uma ida à praia, abraços aos meus sobrinhos emprestados, saboreei uns bolinhos da mãe, visita à feira medieval mais perto, relaxe no jardim botânico e conversa com o Sr. Adelino sobre a sua horta, sardinhas no Santo António, e dei por terminado estes dias com a notícia que adiei alguns meses, até anos. Estou literalmente de coração partido. Ouvir a nossa médica dizer aquela coisa do “para sempre” é demasiado definitivo, até porque sempre gostei de ter opções.
Ansiedade + stress x vários anos = coração partido. Hoje começo uma nova etapa. Depois das lágrimas, do medo, de mais ansiedade ainda, vamos lá agarrar o touro pelos cornos. Fazer a medicação certinha, mudar os “móveis” de sítio e fazer todo um novo plano de vida, sob o risco de poder vir a ter complicações cardíacas. E com o meu coração ninguém brinca!
Cozinhar, vou cozinhar e voltar a encher as prateleiras do frigorífico de tupperwares até não ter mais ingredientes. Cozinhar este mundo e o outro e escusam de dizer: ah e tal devias largar o blogue que isso ocupa-te a cabeça, que eu perco as estribeiras quando ouço isso. "O Meu Tempero" é metade de mim e como é que se vive sem metade de nós? Têm aí a resposta.
Pronto, depois de lavada a alma assim em jeito de vos alertar também para os riscos desta conta de matemática, trago-vos uma receita simples que faz o tal figurão à mesa. 
Abraços a todos, cuidem-se!



Ingredientes para 4 pessoas:
- 1 lombinho de porco cortado aos cubinhos (cerca de 700g)
- sal grosso q.b.
- pimenta preta moída q.b.
- azeite q.b.
- 1 noz de manteiga
- 1 cebola picada
- 1 colher de sopa de amido de milho
- 100ml de vinho branco
- 1 colher de sopa de folhas de tomilho fresco
- 1 colher de sopa cheia de mostarda
- 100ml de natas
- 1 placa de massa folhada
- 1 gema para pincelar

Preparação:
Temperar o lombinho de sal e pimenta. Levar um tacho a aquecer com um fio de azeite e selar todos os pedaços de carne. Retirar e reservar.

Acrescentar ao mesmo tacho uma noz de manteiga e refogar ligeiramente a cebola. De seguida adicionar o amido de milho e mexer bem. Juntar o vinho e ir mexendo até evaporar o álcool. De seguida juntar os restante ingredientes,  o tomilho, a mostarda, as natas, a carne reservada e deixar a apurar tapado ou até a carne estar tenra. Se necessário acrescentar um pouco de água.

Dividir por taças individuais, polvilhar com mais tomilho fresco e pimenta preta. 

Com um aro de cozinha maior que as taças fazer rodelas de massa folhada e tapar as taças pressionando bem. Pincelar a massa com gema de ovo.

Levar ao forno pré-aquecido a 220º cerca de 10 minutos para a massa folhar, e baixar depois até cerca de 180º mais 10 minutos, tendo atenção para a massa não queimar.

Servir de imediato, acompanhado de puré de batata, legumes salteados ou uma salada variada de folhas verdes. Bom apetite!

6 comentários:

  1. É só a mim que os ingredientes e a preparação não aparecem? :( (aparece os títulos, mas de conteúdo só um "-"...)

    E o mais importante, claro: as melhoras para esse coração :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Culpa minha mesmo! cabeça de alho chocho é o que foi. Problema resolvido. Obrigada pelo alerta. Obrigada pelas melhoras. bjs

      Eliminar
  2. Uppsss ....a receita?
    E cuidado com esse coração, cuida-te e nem penses em deixar o blog.
    bj

    ResponderEliminar
  3. Ai a minha cabeça. Fui eu mesma que me esqueci de colocar a receita. Obrigada São beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. Ontem quando vi que não tinha receita por acaso pensei que era bom se de vez em quando estalássemos os dedos e a comida aparecesse em cima da mesa sem termos de nos chatear com nada! Só que depois acabei por não comentar porque tive de sair. Para além de parecer muito saborosa, essa receita fica com uma apresentação muito bonita! O coração é tramado. Quando a máquina falha tem uma série de implicações na nossa vida. Já fui operada ao coração, felizmente fiquei boa e tenho uma vida perfeitamente normal. Até me esqueço que tenho uma cicatriz enorme no peito! Se não fosse as pessoas fazerem reparo por me perguntarem o porquê da cicatriz eu nem me lembrava que a tenho. Olho ao espelho e é como se ela não estivesse lá! Porque o mais importante é que o meu coração ficou bem. E tenho a certeza que o teu também vai ficar. Tem de ficar bem. E por favor, que nunca te passe pela cabeça desistir do blog! Não podemos mesmo desistir daquilo que é parte de nós. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi um lapso meu, mas que era bom só colocar a foto e escrever as minhas parvoíces era eheheh. Não fazia ideia que já tinhas passado por essa cirurgia, és muito nova não és? Julgo que muito mais que eu. Bem eu penso não chegar a esse extremo, mas vou ter em conta a tua experiência e otimismo, e não me vou esquecer destas tuas palavras. Desistir nunca! beijocas e tudo de bom para ti.

      Eliminar

Comentem e critiquem à vontade. Estou aqui para partilhar e também para aprender. Apenas não serão publicados comentários sem serem assinados e desprovidos de sentido.

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...