28 agosto 2013

Gelado De Amoras Silvestres

Ainda ontem estava a viver um dia de pânico e hoje um dia novo a saborear, fez-me esquecer o dia passado. É verdade, eu estou sempre à hora certa no sítio errado ou à hora errada no sítio certo. O que é certo mesmo, é que ontem "salvei" o prédio onde vivo de ir pelos ares, por ter sido a primeira a detetar e a tomar uma atitude, em vez de correr aos gritos e fugir para bem longe e só voltar quando tudo estiver calmo. É preciso sangue frio, raciocinar e agir calmamente. Tudo o que eu não tenho... Agarrei o touro pelos cornos numa mão, na outra o "piolho encardido" e avisei o "mais-que-tudo", pois que ainda sou muito nova para ser viúva e ele ainda não pintou tudo lá em casa, nem levou o meu carro para a oficina, para sair de casa imediatamente e trazer uma fatura de gás, para que eu pudesse ver o número de emergência, sim eu sei, poderia apenas ter ligado para o 112. Abri as portas para dissipar o gás, mandei o puto para a rua de cima e avisei todos os vizinhos do perigo. Escusado será dizer que poucos me ajudaram. A sorte foi que o único vizinho que se preocupou além de mim e do "mais-que-tudo", que por coincidência é técnico de gás resolveu o problema antes do piquete de emergência que só veio duas horas depois. Um parafuso desapertado num cano. Enfim, tudo está bem, quando acaba bem. Para me recompor, lambuzei-me de gelado de amoras silvestres apanhadas pelo "mais-que-tudo" e algumas mesmo só algumas  apanhadas por mim. Se vale a pena fazer gelado quando eles estão nos supermercados a menos de 2 euros? Cada um sabe de si...

Ingredientes:
- 250g de amoras silvestres
- 200ml de natas batidas
- 150g de açúcar (usei amarelo)
- 4 claras em castelo

Preparação:
Colocar as amoras* no liquidificador juntamente com o açúcar, umas gotas de água e deixar a macerar uns minutos. Triturar e passar por um passador para retirar as sementes. 
Bater as natas geladas até ficarem bem firmes. Adicionar a polpa das amoras e voltar a bater. Bater as claras em castelo e envolver como uma colher aos poucos no preparado anterior e sem bater com a colher no recipiente para as bolhas de ar não desaparecerem. Levar ao congelador. No outro dia está pronto a comer. Lambuzem-se também! Merecemos!

* Guardar algumas amoras inteiras e um pouco da polpa para enfeitar, se assim o desejarem.

27 agosto 2013

Pães De Queijo E Bacon




Adoro fazer estes pãezinhos. Aproveitei a receita que uso sempre para a base das pizzas e depois de decorada na minha cabeça é só dar asas à imaginação. Revelam-se uma entrada saborosa ou um mimo para o lanche. Desta vez misturei os ingredientes por ordem diferente da que faço e como aprendi a receita (da bimby) e resulta. E vocês, quebram as regras da massa? Partilhem comigo.

Ingredientes para 10 pães ou mais:
Massa:
- 200g de farinha de trigo tipo 65
- 100g de água morna
- 25g de azeite
- 1 saqueta de fermento padeiro seco (4,6g)
- 1 pitada de sal
Recheio:
- 100g de queijo ralado da ilha
- 100g de bacon às tirinhas
Cobertura:
- 1 gema de ovo
- sementes de papoila q.b.
- sementes de sésamo q.b.
- sementes de abóbora q.b

Preparação:
Colocar a farinha numa taça grande com uma pitada de sal. Abrir um buraco ao meio e adicionar o fermento. Verter a água e o azeite e mexer para dissolver bem o fermento. Amassar um pouco até a massa despegar das mãos. Tapar a taça com película aderente ou um pano grande e deixar levedar em local seco e quente, até duplicar o volume. Polvilhar a bancada de trabalho com farinha e amassar uns minutos. Dividir em pequenas bolas iguais. Achatar como se fossem para mini pizzas. Colocar em cada uma, uma colher de sopa de queijo e por cima o bacon. Fechar cuidadosamente com a borda da massa e formar uma bola. Deixar repousar a massa mais uns minutos, já no tabuleiro de ir ao forno, forrado com papel vegetal. Pincelar com a gema de ovo e polvilhar a gosto com as sementes. Levar ao forno pré-aquecido a 180º, aproximadamente 15/20 minutos.  Para as pizzas coloco o forno sempre a 220º e mais tempo de cozedura, mas temos de contar que são pãezinhos mais pequenos e cozem mais depressa. Bjs a todas/os.

26 agosto 2013

Cuscuz Com Pimentos, Coentros E Bacon, Para Uma Refeição Rápida

As férias de Agosto terminaram. O balanço foi positivo. Sobrevivi! Não tenho nada partido, não apanhei nenhum escaldão e acabo com a vontade de ter mais dias, embora  cansativos e sempre atrasados para tudo. Para esses dias o cuscuz salva-me sempre, e à semelhança dos noddles, é outro ingrediente sempre na lista de compras. 

Ingredientes para 2 pessoas:
- 150g de cuscuz
- 200ml de água a ferver
- 70g de tiras de bacon
- 1/4 pimento verde
- 1/4 pimento vermelho
- 1 tomate sem pele e sementes
- 1 cenoura
- 1 molho pequeno de coentros frescos
- 1 dente de alho
- azeitonas pretas sem caroço q.b.
- sumo de 1/2 limão
- azeite extra virgem q.b.
- sal q.b.
- pimenta q.b. (moinho 5 pimentas)

Preparação:
Colocar o cuscuz numa tigela e verter água a ferver, juntamente com uma pitada de sal e um fio de azeite. Quando a água estiver toda absorvida separar os grãos com um garfo. Aquecer uma frigideira e tostar o bacon. Triturar os pimentos, o tomate, os coentros, o alho e a cenoura no robot de cozinha. Verter para uma travessa e temperar de sal, azeite e sumo de limão. Adicionar os cuscuz e misturar tudo muito bem. Servir com o bacon e as azeitonas a gosto. Boa semana e bom regresso ao trabalho, se for caso disso.

21 agosto 2013

Noodles Com Peru E Legumes


A preguiça é tanta, que as minhas receitas andam a marinar por aqui à espera de incentivo para partilha-las convosco. Acabei de fazer doce de figo e é na altura dos figos, que eu sinto-me em vantagem de ser mulher e viver com dois homens. Eles apanham os figos, e eu faço o doce. Enquanto arrefece, decidi que está na hora de partilhar uma das receitas que faço vezes sem conta. Há uma série de ingredientes que não dispenso nas compras do mês e noddles é um deles.

Ingredientes para 4 pessoas:
- 2 placas de noddles de ovo
- 3 bifes de peru cortados em tiras
- 2 colheres de sopa de óleo de soja
- 4 colheres de sopa de molho de soja
- 1/2 pimento vermelho aos cubos
- 50g de ervilhas (usei congeladas)
- 1 cenoura ralada no crivo mais largo do ralador
- 100g de rosetas de brócolos
- 100g de bambu (usei enlatado)
- 100g de rebentos de soja (usei enlatado)
- 200ml caldo de galinha
- 1 colher de chá de amido de milho
- sal q.b.
- molho picante q.b.

Preparação:
Aquecer o wok, adicionar o óleo de soja e fritar as tiras de peru. A meio da fritura acrescentar o molho de soja. Retirar a carne e reservar. Voltar a ligar o lume e adicionar o pimento, as ervilhas, a cenoura e os brócolos. Saltear os legumes até estarem tenros e se necessário acrescentar mais molho de soja. Adicionar o bambu e os rebentos de soja e envolver bem. Cozer os noddles em água fervente 4 minutos, escorrer e misturar com os legumes. À parte misturar o caldo de galinha com o amido de milho e adicionar ao preparado anterior. Ligar o lume para aquecer e misturar o caldo. Retificar os temperos de sal e picante. O caldo faz toda a diferença, mas costumo saltar esta parte quando não tenho caldo de galinha. Bom apetite!

16 agosto 2013

Peditório...


Se gostam da minha receita, coloquem um "gosto", se não gostam, mas querem que eu me lambuze de batatas "A Saloinha" e fique uma badocha, a jeito de vingança, ponham um gosto também! Boa sorte a todas... 

Votem aqui:
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=458895350884840&set=a.447708918670150.1073741828.296159030491807&type=1&theater


Bom fim de semana!
Carla Sousa

15 agosto 2013

Bacalhau Com Béchamel e Batata Palha "A Saloinha"

Para participar no passatempo proposto pelo blogue Flor de Sal e as Batatas Saloinha, proponho uma receita saborosa da minha irmã, bem do agrado da família Sousa e arredores.

Ingredientes para 6 pessoas:
- 1 pacote de batata palha de 400g "A Saloinha"
- 500g de bacalhau desfiado (usei congelado)
- 2 cebolas médias
- 2 dentes de alho
- azeite virgem q.b.

Para o béchamel:
- 50g de manteiga
- 100g de farinha de trigo
- 1l de leite (usei magro)
- sal q.b.
- pimenta branca q.b.
- noz moscada q.b.
- sumo de 1 limão pequeno
- 2 colheres de sopa de salsa fresca picada

Preparação:
Cozer o bacalhau, escorrer e desfiar. Fazer um refogado com a cebola e o alho picado e um fio de azeite. Acrescentar o bacalhau e envolver bem. Adicionar a batata palha e voltar a misturar. Retirar do lume e verter para uma travessa de ir ao forno. 
Para o molho béchamel, colocar a manteiga num tachinho em lume brando até derreter. Adicionar a farinha e mexer bem. Acrescentar o leite aos poucos e mexer até engrossar, sempre em lume brando. Retirar do lume e temperar de sal, pimenta, noz moscada, sumo de limão e a salsa. Verter o béchamel no preparado anterior e levar ao forno pré-aquecido a 180º até gratinar e ficar douradinho. Bom apetite!

14 agosto 2013

Salada De Ovas Com Molho De Coentros E Toranja

Ainda sobre as férias... O que uma mãe sofre... Depois de ver o "mais-que-tudo" deitado no chão e uns adolescentes com bicicletas sem bancos e travões a saltarem por cima dele, depois de ver o "piolho encardido" dias seguidos com um dente pendurado e a imitar a  Nanny McPhee a toda a hora, uma mãe fica sem tempo para pensar o que cozinhar, por isso, uma salada leve e colorida vem sempre a calhar.

Ingredientes para 4 pessoas:
- 1 embalagem de ovas de bacalhau congeladas
- 1kg de batatas 
- 2 frascos de grão cozido
- 2 tomates 
- 1 cebola 
- um molho de coentros
- 1 toranja
- sal q.b.
- azeite extra virgem q.b.

Preparação:
Cozer as ovas em água fervente e temperada de sal até começarem a ficar com uma cor opaca. Escorrer, deixar arrefecer e cortar às rodelas. Descascar as batatas, cortar aos cubos e cozer em água temperada de sal. Escorrer e deixar arrefecer. Dispor numa travessa grande, as batatas, o grão, as ovas, o tomate aos gomos e a cebola picada. Decorar com folhas de coentros e para os mais corajosos, gomos de toranja. Para o molho, triturar na liquidificadora, os coentros, o azeite, sal e o sumo de meia toranja. Servir fria e regar com o molho. Bjs a todos e aproveitem as férias, se for caso disso.

12 agosto 2013

Garoupa Com legumes E Berbigão Em Papelote

As férias continuam e a família Sousa continua a inventar coisas diferentes para fazer. Porque isto de férias em casa tem muito que se lhe diga. Há uns dias atrás decidimos ir à praia quando toda a gente se prepara para regressar a casa. Vestimos os fatos de banho e às 20 horas estávamos no areal, prontos para irmos a banhos (não contem comigo para isso!). Na marmita havia hambúrgueres no pão, garrafas de água e fruta. Que bom foi ver o sol a descer... É bom trocarmos as voltas à vida. É como contrariar aquele "destino" e aproveitarmos cada dia de férias como se fosse o último. A receita de hoje é preguiçosa, mesmo como eu gosto nestes dias.

Ingredientes para 2 pessoas:
- 2 postas médias de garoupa
- 1/4 de alho francês às rodelas finas(só a parte branca)
- 1 cenoura média ralada no crivo mais largo do ralador
- 1 molho pequeno de coentros
- 2 rodelas de limão
- 30 berbigões
- sal q.b.
- vinho branco q.b.
- azeite virgem q.b.
- 2 retângulos de papel vegetal

Preparação:
Temperar o peixe de sal. Colocar cada posta em cima do papel vegetal. Dobrar os lados. Antes de fechar colocar em cada, o alho francês, a cenoura, os coentros, a rodela de limão e os berbigões. Regar com um pouco de vinho, um fio de azeite e fechar a parte de cima. Levar ao forno a 180º, sensivelmente 20/25 minutos. Rápido, delicado e requintado. Boa semana a todas/as.

09 agosto 2013

Cuscuz Com Bacon E Croutons De Queijo De Cabra Com Azeite De Manjericão


A família Sousa está novamente de férias e com tudo a que tenho direito. É sempre uma comédia. Andamos sempre atrasados, e a juntar a isto há sempre percalços que já só me fazem rir. Um dia estou a empurrar o meu pequeno twingo porque alguém deixou as luzes acesas no dia anterior, no dia a seguir sou picada por uma vespa à beira da piscina... Com tanta gente para escolher tinha de ser eu! Enfim... E com tanta distração só tive tempo de fazer este cuscuz para participar no passatempo proposto pela Dicas&Doces, Luísa Alexandra e os Queijos Paiva, e espero que todos apreciem este singelo prato.

Ingredientes para 2 pessoas:
- 150g de cuscuz
- 200ml de água a ferver
- sumo de 1/2 limão
- uma mão cheia de folhas de manjericão fresco
- azeite extra virgem q.b.
- 70g de tiras de bacon
- 1/4 pimento verde aos quadrados pequenos
- 1/4 pimento vermelho aos quadrados pequenos
- 10 tomates cereja inteiros
- 1 fatia grande de pão alentejano aparando e aos quadrados pequenos
- 1 queijo de cabra pequeno aos quadrados pequenos
- orégãos secos q.b

Preparação:
Começar por fazer o azeite de manjericão, e para isso basta colocar no liquidificador o manjericão, azeite e triturar. Colocar o cuscuz numa tigela e verter água a ferver, juntamente com uma pitada de sal e um fio de azeite de manjericão. Quando a água estiver toda absorvida separar os grãos com um garfo e regar com o sumo de limão. Reservar.  Aquecer uma frigideira e tostar o bacon. Acrescentar os pimentos e quase no final o tomate cereja. Para os croutons, pincelar os pedaços de pão com azeite de manjericão, colocar em cada um quadrado de queijo e polvilhar com  orégãos. Levar ao forno médio até tostar o pão e derreter o queijo. Empratar colocando o cuscuz numa travessa grande, os pimentos, o bacon, o tomate inteiro e alguns cortados ao meio, os croutons e decorar com folhas de manjericão. Está safo?

07 agosto 2013

Doce De Nectarina Com Licor De Poejos E Cardamomo

Hoje em dia não custa quase nada comprar um doce, mas nada se compara à satisfação de abrirmos os nossos frasquinhos e saber que fomos nós que a fizemos. Há uma espécie de orgulho narcisista que me faz faz perder tempo com estas "coisas" na culinária. 

Ingredientes para um frasco de (+- 350ml):
- 500 g de nectarina (sem casca e caroço e cortada aos pedaços pequenos)
- 200 g de açúcar refinado
- 3 vagens de cardamomo ligeiramente abertas
- 1 cálice pequeno de licor de poejos

Preparação:
Colocar todos os ingredientes num tacho pequeno. Deixar cozer em lume brando até fazer o ponto estrada, ou seja, quando colocar uma pequena quantidade de doce num prato e passar com a ponta da colher e formar uma estrada é porque está pronto. Retirar as vagens de cardamomo. Deixar arrefecer um pouco e colocar o doce num frasco esterilizado até ficar bem cheio. Tapar e virar ao contrário uns minutos para criar o vácuo natural.  Bjs a todas/os.

05 agosto 2013

Panquecas Com Sementes De Papoila


Como qualquer amante de culinária, o meu momento merecedor depois de um dia intenso a cumprir o meu papel de mulher, mãe, profissional e dona de casa, é quando todos se deitam e eu fico pela sala horas a fio a ver o meu canal preferido, o 24kitchen, desde o primeiro dia que ele entrou em minha casa. No início as repetições eram constantes, mas eu saboreava cada programa como se fosse sempre a primeira vez. Há obviamente efeitos secundários nestas horas a fio a visualizar programas de culinária, que passam por me abrir o apetite e ter de ir comer, mas quis o destino que eu tivesse um metabolismo rápido e a balança não dita peso a mais. E tudo isto para dizer que fiz as panquecas da Filipa Gomes, a nova cara do "Prato do Dia 2" e adorei. As claras em castelo fazem a diferença das que costumo habitualmente fazer. Acompanhei com o meu doce de nectarina com licor de poejos e em breve também darei a receita. 

Ingredientes:
- 1 chávena de farinha de trigo
- 1 colher de chá de fermento em pó
- 1 colher de sopa de açúcar refinado
- 1 pitada de sal 
- raspa de 1 laranja
- 1 colher de sopa de sementes de papoila
- 2 ovos separados (usei médios)
- 125 g de queijo ricotta
- 100 ml de leite (usei magro)
- óleo para untar q.b.

Preparação:

Peneirar a farinha, o fermento, o açúcar e o sal para uma taça. Juntar as raspas de laranja e as sementes de papoila e misturar bem. Separar os ovos. Juntar as gemas à farinha e envolver. Acrescentar o queijo ricotta e misturar novamente. Verter o leite aos poucos e misturar até ficar tudo homogéneo. À parte bater as claras em castelo e aos poucos ir envolvendo no preparado anterior. Untar uma frigideira com óleo retirando o excesso com um papel absorvente e levar ao lume. Quando estiver quente, colocar colheradas de massa e quando começar a borbulhar, está na altura de virar. Repetir o processo. Acompanhei com doce caseiro de nectariana. Bom apetite!

02 agosto 2013

Gelado De Manga

Estou pronta para as últimas férias, no mês que mais gosto de trabalhar, pois a confusão instala-se nos sítios opostos onde estou. Mas a vida é assim, nem sempre é perfeita, ao contrário deste gelado. Já fiz alguns gelados. Alguns dos quais me orgulhei muito, outros nem tanto. O número um do top foi o de hortelã com pedacinhos de chocolate que nem partilhei por aqui. Sim, que egoísta! Desta vez decidi usar uma receita simples e usei claras em castelo que facilitam muito para quem faz gelados em casa e sem a máquina própria. Já tinha feito este gelado com claras em castelo e depois levadas ao lume em banho maria, mas foi há tanto tempo que nunca mais me lembrei que resulta mesmo! O gelado ficou a congelar a noite toda e não foi preciso "bater" a meio para não criar cristais de gelo. Acreditam em mim?

Ingredientes:
- 200 ml de polpa de manga
- 200 ml de natas batidas
- 100 g de açúcar (usei amarelo)
- 3 claras em castelo

Preparação:
Bater as natas geladas até ficarem bem firmes. Adicionar o açúcar e voltar a bater. Acrescentar a polpa de manga (deixar um pouco para o final) e misturar com uma colher delicadamente. Bater as claras em castelo e envolver como uma colher aos poucos no preparado anterior e sem bater com a colher no recipiente para as bolhas de ar não desaparecerem. Colocar na caixa de ir ao congelador e com a ajuda de uma pequena colher colocar a polpa de manga por cima e fazer pequenos círculos para o gelado ficar mais bonito. É claro que é opcional. Levar ao congelador sem preocupações. No outro dia está pronto a comer e bem cremoso. Bjs e bom fim de semana.  

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...