19 junho 2015

Gyosas de porco

A primeira vez que levei o meu amor pequeno ao Sushi, ele vibrou com a experiência. Comemos tanto, mais do que devíamos, além de que a conta não me agradou nada. Este pequeno homem já come como um adolescente com as hormonas saltitantes, por isso, decidi fazer em casa uma das entradas que ele adorou. Estes pequenos pastéis, bolinhos, raviolis japoneses, o que queiram chamar, são viciantes e não conseguimos parar de come-los. A primeira vez fiz 30 e cá em casa acharam pouco. Desta vez fiz 60 e concluímos que 80 era o ideal. São fáceis de fazer e praticamente o que custa mais é fechar a massa, principalmente se tiverem umas mãos desajeitadas como as minhas, mas nada que não se resolva, até porque a ASAE não entra cá em casa e esta é uma cozinha despreocupada e longe de ser perfeita, até porque eu tenho bem mais que fazer. 
Gosto de acompanhar com beterraba e nabo cortado o mais fino que conseguir, tal como nos servem no nosso restaurante preferido, e é uma maneira de por o "piolho encardido" a comer beterraba sem questionar nada. A receita foi inspirada no programa da Filipa Gomes (ver o vídeo como uma boa ajuda para perceberam como se fecha a massa), que, como sabem, sou fã n.º 1. Algumas alterações adaptadas aos ingredientes que dispunha e está feito. 

Ingredientes:
Recheio de carne:
- 300g de carne de porco picada
- 1/2 couve chinesa picada
- 1 alho francês pequeno (só a parte branca) picado
- 5 dentes de alho ralados
- 1 pedaço de gengibre fresco ralado (tamanho do polegar)
- 2 colheres de sopa de molho de soja
- 1 colher de chá de pasta miso escura

- 2 embalagens de massa para gyosas (já descongeladas naturalmente - cada trás 30 discos de massa)
- 1 tacinha de água (para ajudar fechar a massa)
- óleo de sésamo para fritar q.b.

Molho:
- 8 colheres de sopa de vinagre de arroz
- 8 colheres de sopa de molho de soja
- sumo e raspa de 1 lima

Para acompanhar:
- beterraba crua cortada em juliana fina e bem seca em papel absorvente
- nabo cru cortado em juliana fina
- cebolinho picado para polvilhar q.b.

Preparação:
Numa taça grande, misturar bem todos os ingredientes para o recheio.
Colocar uma colher de sobremesa do recheio, no meio de cada disco de massa. Molhar o dedo indicador na água e molhar a massa na extremidade toda à volta. Dobrar a massa em jeito de rissol, mas fazendo um efeito de pregas numa das partes e unir bem para que não abra. Repetir a operação até toda a massa acabar. (Poderá sobrar recheio). Colocar os pastéis num tabuleiro enfarinhado para não colarem. Depois de todos os pastéis prontos, pincelar uma frigideira grande com o óleo e fritar as gyosas em lume alto durante 1 a 2 minutos, até ficarem douradas por baixo. Sem desligar o lume, juntar uma chávena de chá de água e tapar, para que acabem de cozer  quase em vapor por mais uns minutos. Repetir a operação até as gyosas acabarem. Servir com o molho e acompanhar com beterraba, nabo e polvilhar com cebolinho. 
Bom apetite!

7 comentários:

  1. Ora aí está uma coisa que nunca comi! Ou penso eu que não comi! Quando fui aos Estados Unidos comi pela primeira vez num restaurante chinês, daqueles que têm duas salas cheíssimas de comida! O excesso de "informação" era tanto e experimentei tanta coisa que hoje não me recordo exatamente o que provei afinal! Apenas me ficou na memória os crepes chineses, tão maravilhosos que nunca mais me sairão da memória! Essas Gyosas também devem ser deliciosas e se algum dia essa massa aparecer por aqui (coisa que eu duvido) hei-de experimentar de certeza! Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nós cá por casa adoramos comida asiática. Estes bolinhos são tão viciantes e bons. Só é pena os ingredientes serem caros. Tenho aqui perto do trabalho uma loja de produtos alimentares japonezes e perco-me lá, só que lá está, se vamos comprar aqueles produtos mais típicos gastamos muito. Mas volta e meia lá vou eu. beijocas.

      Eliminar
  2. Fiquei curiosa ao ver os teus bolinhos e acho sinceramente que ficaram perfeitos e lindos.
    Não conheço essa massa (gyosas)... Tenho de investigar e ver aonde se arranja por cá.

    Beijinhos,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2015/06/quinze-dias-com-rachel-allen-e-uma.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A massa de compra que já vem congelada, não é mais que farinha de trigo, água e sal nas proporções certas e depois esticada muito fininha. Já pensei em fazer em casa, mas sinceramente, acho que não me compensa o trabalho, ainda por cima porque os meus amores não se ficam com 4 ou 5 bolinhos cada um... Ufa, ia dar uma trabalheira. Agora estou para tentar com aqueles discos de massa da Buiton que nunca experimentei, mas o preço anda ela por ela das dos japonezes. Mas vou estar de olho às promoções ;). beijinhos

      Eliminar
  3. Olá. Onde se compra a massa das gostas?

    ResponderEliminar
  4. Olá. Onde se compra a massa das gostas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Nuno, eu costumo comprar aqui: http://www.goyoya.pt/catalog/
      mas também faço a massa em casa. A receita anda pelo blogue.

      Eliminar

Comentem e critiquem à vontade. Estou aqui para partilhar e também para aprender. Apenas não serão publicados comentários sem serem assinados e desprovidos de sentido.

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...