04 maio 2014

Mãe...

Eu poderia escrever tanto sobre a minha mãe, tanto que não teria descanso dos meus dedos tão cedo. Poderia dizer-lhe tanta coisa, mas ela já sabe tudo sobre mim e aquilo que sinto por ela. Não consigo dissociar o Dia da Mãe do Dia do Pai, porque os vejo aos dois como uma equipa. Uma boa equipa. Uma equipa que nunca desistiu de mim, apesar de todas as pedras que eu lhes pus no caminho. Eles estiveram sempre lá para me segurar. Eles estão sempre cá para me proteger. E sim, a minha mãe ainda me obriga a comer. Fica de olho no meu prato e mesmo que eu repita 2 vezes, no fim da refeição ela diz sempre: não comeste nada! Ontem ela fez iscas de porco para mim e nunca me souberam tão bem. E sim, ela fez a mais, para eu levar para casa, pois ela sabe como eu adoro iscas.

Obrigada Mãe! Obrigada a todas as mães que embora com as contrariedades da vida continuam a proteger e cuidar dos seus filhos. As outras não têm o meu respeito.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentem e critiquem à vontade. Estou aqui para partilhar e também para aprender. Apenas não serão publicados comentários sem serem assinados e desprovidos de sentido.

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...