09 julho 2013

Caracóis - Um Petisco Económico Bem Português

Eu gosto de uma boa barrigada de caracóis, gosto de sonhar e viver a vida com uma boa dose de sentido de humor. Os 40 anos fizeram de mim uma pessoa aparentemente forte e de coração frio, mas eu própria nunca me enganei. Sinto que dentro de mim ainda vive aquela menina frágil e dramática mas com um bom tempero de coragem. É paradoxal mas é assim que sou. Jamais tentem mudar-me porque isso é anti-natura para mim e para todas as pessoas, suponho. Continuo sonhadora e gostaria mesmo de saber a quem fiz chegar aquele pequeno frasco de polpa de tomate com um poema lá dentro, que joguei ao mar há tantos anos atrás. Ainda me sinto uma poeta enclausurada à espera que alguém abra aquele frasco. Ainda quero mudar o Mundo, apesar de disfarçadamente fingir que já não me importo. Ainda gosto de tocar em todos botões do elevador quando vou com o "piolho encardido" à casa dos avós. Ainda hoje voltei a deitar a língua de fora ao guarda que fazia operação stop no sítio do costume. Ainda gosto de pisar as folhas secas e ainda adoro mexer no cabelo macio do meu pai, mas o que eu queria mesmo, mesmo, é que a puta desta ansiedade saísse de dentro do meu peito, sob pena de nunca mais voltar a ser eu. E não, isto não é um pedido S.O.S., isto são os meus pensamentos transcritos à espera que estejam todos de férias e que a única pessoa a lê-los seja eu. E para quem diz que fazer caracóis é coisa de homem, eu respondo: pois, pois...

Ingredientes para 6/8 pessoas:
- 2 kg de caracóis
- 100g de bacon cortado aos cubos pequenos
- 1 cabeça de alho (alhos com casca e ligeiramente esmagados)
- 1 haste de orégão seco
- 1 1/2  colher de sopa de sal grosso
- 1 cubo knorr de galinha
- molho piri-piri q.b.
- azeite q.b.

Preparação:
Lavar os caracóis em várias águas, até o bom senso ditar que estão perfeitamente limpos. Colocar numa panela grande e encher de água até ficarem submersos. Acender o lume no mínimo para que os caracóis saiam para fora e lentamente morrerem (perdoa-me Senhor, porque eu pequei.) Depois aumentar o lume até ferver. Colocar os restantes ingredientes, menos o azeite e apurar. Desligar o lume. Regar com um fio de azeite. Servir quente e acompanhar com pão e cervejas frescas. Bons Petiscos!

7 comentários:

  1. A ansiedade passará e os 41 vão trazer-te tranquilidade. Beijinho grande e obrigada pela receita, a minha mãe costuma fazer e é mais uma grande receita para convívios em casa!

    http://amarmitalisboeta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então só faltam para aí uns sete meses e isto passa ;). Beijinhos Ana.

      Eliminar
  2. Não estamos todos de férias e vai daqui um desejo partilhado de que os dias se tornem mais leves e menos ansiosos. Se calhar é mesmo uma coisa da idade... ;)
    E os teus caracóis estão com ótimo aspeto!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ups e eu a pensar que ninguém ia ler esta seca de texto... Bem, se é da idade também passa com a idade não é verdade? bjs Maria João.

      Eliminar
  3. Olá Carla, que lindos caracóis!
    Fazer caracóis não é só coisa de homem. Este ano já fiz duas vezes... O homem lá de casa é que os lavou... essa parte é sempre dele e eu é que os cozinhei... Pena este ano não haver assim tantos destes mais pequenos. Este ano o que havia mais eram caracoletas...
    Beijinhos e sonhar é viver :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tenho encontrado muitos dos pequenos e bem baratinhos a 2,50€ o kilo. Lavar os caracóis não é nada engraçado, mas compensa quando nos deliciamos. Bjs Marta e obrigada.

      Eliminar
  4. É um pratinho muito apreciado pela minha familia. Eu é que sou a ovelha negra que nao os aprecia!
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Comentem e critiquem à vontade. Estou aqui para partilhar e também para aprender. Apenas não serão publicados comentários sem serem assinados e desprovidos de sentido.

Printfriendly

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...