Paginas

12 agosto 2020

Pudim de ovos

O Meu Tempero

Uma das minhas sobremesas preferidas é o pudim de ovos, ao lado do arroz doce, da mousse de chocolate, do leite creme queimado, da sericaia, da aletria e das farófias. Lembro-me a primeira vez que vi alguém fazer e achei sempre que era uma complicação, mas afinal não. É só preciso paciência para arrefecer e desenformar, e não bater demasiado os ingredientes para o pudim não ficar com muito ar e buraquinhos depois de cozido. Por aqui já há outras receitas de pudins, de pão com fruta frescacenoura, abóbora e coco, requeijão e coco, etc., mas o pudim simples nunca me desilude. A receita é a de sempre, ensinada pela minha mãe emprestada. 

Ingredientes:
- 6 ovos L
- 6 colheres de sopa de açúcar
- 500ml de leite
- caramelo líquido q.b.

Preparação:
Ligar o forno nos 180º. Untar uma forma média de pudim com caramelo.

Misturar o açúcar com os ovos, sem bater demasiado. Adicionar o leite e voltar mexer. 
Verter na forma (eu costumo passar pelo coador para eliminar algum ar ou clara mal misturada), tapar e levar ao forno durante 50 minutos em banho-maria.

Deixar arrefecer por completo antes de desenformar, de preferência com algum tempo já no frigorífico.
Na hora de desenformar mergulhar a forma num pouco de água quente, para o caramelo ficar líquido e desenformar com facilidade. Servir bem fresco. Bom apetite!

Sem comentários:

Enviar um comentário